🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView

O que o investidor profissional está comprando agora?

Podemos estar vivendo agora uma recuperação vigorosa da Bolsa. Tem muita gente boa acreditando nela. E isso não é apenas uma projeção, já está acontecendo

3 de outubro de 2018
17:59 - atualizado às 18:41

Há muito tempo não via tantos bons gestores de fundos multimercados comprando ou se preparando para entrar na Bolsa brasileira. Historicamente, eles se posicionam de forma mais contundente em juros e moedas. Veja o que eles estão falando:

  • “No nosso entendimento, a vitória de Jair Bolsonaro é o cenário mais provável, e, de acordo com nossas estimativas, os preços de ativos brasileiros deverão se valorizar caso este cenário se materialize. Desta forma, nossa intenção é aumentar, nos próximos dias, as posições compradas em bolsa local...” (Legacy, gestora formada por egressos da tesouraria do Santander, em carta aos cotistas de setembro).
  • “O mês de setembro deve marcar o fim de um ciclo de posições mais conservadoras para Brasil. Com as eleições de outubro, o cenário incerto entre eventuais governos de esquerda ou de direita será definido. O fim deste processo deve trazer ainda boas oportunidades para geração de alpha no Brasil, nos mercados de Bolsa, câmbio e até mesmo juros...” (Adam, gestora de Márcio Appel, em relatório gerencial de setembro.)
  • “O fundo aproveitou a volatilidade de agosto para aumentar marginalmente sua posição na bolsa brasileira.” (Verde, de Luis Stuhlberger, em relatório de gestão de agosto.)

Os bons gestores de ações também estão comprando – mas me chama mais atenção o movimento dos gestores de multimercados. Por dois motivos:

  1. Eles poderiam estar comprando qualquer ativo, no Brasil e no exterior. E estão de olho na Bolsa local;
    Eles têm muito mais dinheiro do que os fundos de ações – mais propriamente R$ 873 bilhões, contra R$ 231 bilhões nos produtos de renda variável.
  2. Tenho uma mania estranha de olhar longos históricos para avaliar fundos de investimento. E algo sempre me impressiona: os ganhos não seguem uma trajetória linear. O Verde é um bom exemplo. Em meio a um mar de retornos mensais de um dígito, salta o ganho de janeiro de 1999: 63% em um único mês!

Em fundo de ações, é semelhante. Veja o próprio IP Participações, conhecido pela consistência de retornos. Em um único mês, abril de 2009, 20%, que culminaram em 87% no acumulado daquele ano.

Só consigo me perguntar: “O que meu pai e minha mãe estavam fazendo nesses anos? Por que eles não investiram no fundo Verde quando não era preciso acordar de madrugada pra tentar reservar cotas?”.

Eu gostaria de acreditar que eles estavam em pânico – soaria bem aceitável para um investidor pessoa física sem acesso à informação. Mas acho que eles estavam mesmo era comendo tranquilamente frango com quiabo e angu. E fazendo o possível pra eu comer também e chegar a tempo na escola.

Enfim, acredito que a maioria das pessoas não está ciente do que podemos estar vivendo agora – uma recuperação vigorosa da Bolsa. Tem muita gente boa acreditando nela. E isso não é apenas uma projeção, já está acontecendo. Enquanto você piscava, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, batia 80 mil pontos ontem. Quem falou que isso ia acontecer no começo do ano foi tachado de louco.

Descruze esses braços.

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies