💸 Você pode receber R$ 120 para investir; veja como solicitar o depósito aqui

Cotações por TradingView
2019-04-05T10:17:02-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Perdas e mais perda

Bolsas americanas terminam o ano no vermelho

No último pregão do ano em Wall Street, nem mesmo as simpatias conseguiram salvar as bolsas americanas da maior perda em uma década

31 de dezembro de 2018
20:12 - atualizado às 10:17
vista da nyse em wall street
Vista para o prédio da Nyse, em Wall Street, nos EUA - Imagem: Shutterstock

Às vésperas do fim de ano, as bolsas americanas fecharam o último dia de pregão do ano em alta, principalmente por conta das declarações do presidente Donald Trump sobre um possível acordo comercial com a China. Mas isso não foi suficiente para ajudar Wall Street a se recuperar da maior perda em uma década.

O índice Dow Jones terminou o dia com alta de 1,15%, aos 23.327 pontos. Porém, no acumulado do ano, fechou 2018 com desvalorização de 5,6%, a pior queda desde a crise de 2008.

E a situação não foi diferente com o S&P 500. No dia, o índice obteve alta de 0,85% e fechou em 2.506 pontos. Já no acumulado do ano, o índice encerrou o ano com queda de 6,2%, a pior performance em dez anos.

O Nasdaq, por sua vez, teve leve subida e fechou o pregão de hoje com alta de 0,77%, a 6.635 pontos. Nos últimos 12 meses, o índice amargou queda de 3,88%.

Ainda no pregão de hoje, o índice de volatilidade VIX, que mede o "medo do investidor" teve queda de 10,30%, e foi a 25,42 pontos.

Não foram só as bolsas americanas que desvalorizaram. Os países europeus e asiáticos também amargaram fortes perdas. Em Tóquio, por exemplo, houve a primeira queda desde 2011, com perda de 12,11% no acumulado do ano.

Já a Bolsa brasileira remou na contramão das economias mais fortes e obteve uma performance mais fraca do que a do ano passado, mas fechou o ano com valorização de 15,03%.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

CRISE SEM FIM?

S&P corta rating do IRB (IRBR3) e abre a porta para novos rebaixamentos caso a resseguradora não saia do prejuízo; veja a nova nota da companhia

6 de dezembro de 2022 - 16:56

A agência de classificação mudou de “brAAA”, a nota mais alta em escala nacional, para “brAA+” o rating da companhia

NO RASTRO DA FALÊNCIA

Balanço da Alameda revelado: investimentos de altíssimo risco em criptomoedas e inconsistências mostram bastidores da falência da FTX

6 de dezembro de 2022 - 16:28

Conhecer essas informações pode auxiliar os órgãos fiscalizadores a evitar novas fraudes no setor de criptomoedas

CONCURSO PÚBLICO

Receita Federal lança edital para concurso, com salários de até R$ 21 mil; saiba como participar do processo seletivo

6 de dezembro de 2022 - 16:18

Ao todo, são 699 vagas para os cargos de auditor fiscal e analista tributário; as inscrições abrem em 12 de dezembro

Mudança a caminho

CVM prepara novas regras para fundos, e pessoa física terá acesso a investimentos hoje restritos a milionários; veja o que muda

6 de dezembro de 2022 - 15:39

Segundo a Anbima, revisão da regulação dos fundos de investimento será divulgada até o fim deste ano; saiba como as mudanças afetam os cotistas

GESTÃO PASSIVA

Um fundo imobiliário de uma classe ameaçada de extinção no mercado é o mais rentável de 2022; veja qual é nome do FII que já anotou ganhos de quase 35% no ano

6 de dezembro de 2022 - 15:12

O fundo em questão é de gestão passiva, característica que perdeu espaço na indpustria com a popularização do modelo ativo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies