';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2019-04-05T10:17:02-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Perdas e mais perda

Bolsas americanas terminam o ano no vermelho

No último pregão do ano em Wall Street, nem mesmo as simpatias conseguiram salvar as bolsas americanas da maior perda em uma década

31 de dezembro de 2018
20:12 - atualizado às 10:17
vista da nyse em wall street
Vista para o prédio da Nyse, em Wall Street, nos EUA - Imagem: Shutterstock

Às vésperas do fim de ano, as bolsas americanas fecharam o último dia de pregão do ano em alta, principalmente por conta das declarações do presidente Donald Trump sobre um possível acordo comercial com a China. Mas isso não foi suficiente para ajudar Wall Street a se recuperar da maior perda em uma década.

O índice Dow Jones terminou o dia com alta de 1,15%, aos 23.327 pontos. Porém, no acumulado do ano, fechou 2018 com desvalorização de 5,6%, a pior queda desde a crise de 2008.

E a situação não foi diferente com o S&P 500. No dia, o índice obteve alta de 0,85% e fechou em 2.506 pontos. Já no acumulado do ano, o índice encerrou o ano com queda de 6,2%, a pior performance em dez anos.

O Nasdaq, por sua vez, teve leve subida e fechou o pregão de hoje com alta de 0,77%, a 6.635 pontos. Nos últimos 12 meses, o índice amargou queda de 3,88%.

Ainda no pregão de hoje, o índice de volatilidade VIX, que mede o "medo do investidor" teve queda de 10,30%, e foi a 25,42 pontos.

Não foram só as bolsas americanas que desvalorizaram. Os países europeus e asiáticos também amargaram fortes perdas. Em Tóquio, por exemplo, houve a primeira queda desde 2011, com perda de 12,11% no acumulado do ano.

Já a Bolsa brasileira remou na contramão das economias mais fortes e obteve uma performance mais fraca do que a do ano passado, mas fechou o ano com valorização de 15,03%.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

DIAS 28 E 29

Lula tem fim de semana com folga na agenda, #TBT e Kid Bengala no site do PT

29 de janeiro de 2023 - 15:09

Única perturbação ao fim de semana de Lula parece ter sido a invasão do site do PT por hackers, na madrugada de domingo

JÁ É RECORDE NA AUSTRÁLIA

Quase bilionário, Djokovic iguala recorde de Rafa Nadal em Grand Slams

29 de janeiro de 2023 - 11:18

Djokovic dá a volta por cima, vence mais uma final na Austrália e chega à marca de 22 conquistas de Grand Slam na carreira

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) firma-se acima dos US$ 23 mil com investidores de olho no Fed

29 de janeiro de 2023 - 9:32

Depois de passar o sábado sem estabelecer uma direção clara, o bitcoin amanheceu no azul hoje, com alta de quase 2% nas últimas 24 horas

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: a primeira super-quarta do ano trará decisões de juros no Brasil e nos EUA; BCE também se reúne

29 de janeiro de 2023 - 8:11

O Copom, o Fed, o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE) definem suas novas taxas de juros; dados do mercado de trabalho nos EUA também estarão no radar

LOTERIAS

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 115 milhões; Lotofácil tem 3 ganhadores

29 de janeiro de 2023 - 7:49

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies