Menu
2018-12-31T12:29:45-02:00
Estadão Conteúdo
Dança das cadeiras

Fabrício da Soller renuncia à presidência do conselho do Banco do Brasil

A instituição ainda não informou quem será seu substituto

31 de dezembro de 2018
12:29
Fabrício da Soller, procurador-geral da Fazenda Nacional e agora ex-presidente do conselho de administração do Banco do Brasil
Fabrício da Soller, procurador-geral da Fazenda Nacional e agora ex-presidente do conselho de administração do BB - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Banco do Brasil informou nesta segunda-feira, 31, por meio de comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que Fabrício da Soller renunciou ao cargo de presidente do conselho de administração. A instituição não informou quem será seu substituto.

O BB anunciou também a renúncia de Reinaldo Kazufumi Yokoyama do cargo de diretor de Distribuição. O executivo foi eleito para o cargo de diretor de Clientes, Comercial e Produtos da BB Seguridade Participações S.A, empresa controlada do BB.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

após relatório da inflação

Retomada indica que País está acima da média de emergentes, diz Campos Neto

Presidente do BC disse que a autoridade monetária tem posição de “absoluta tranquilidade” em relação à inflação e afirmou não acreditar que a alta nos preços de alimentos neste ano possa impactar a inflação em 2021

De olho no e-commerce

Vinci Partners assina joint venture com Fulwood para desenvolver até R$ 1 bilhão em galpões logísticos

Recursos serão captados por fundo imobiliário inicialmente não negociado em bolsa; motivação é o desenvolvimento do e-commerce na pandemia

saída da crise

Analistas e BC têm se surpreendido com números melhores da atividade, diz Kanczuk

Banco Central atualizou nesta quinta no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2020. A expectativa para a economia este ano passou de queda de 6,4% para retração de 5,0%

MERCADO DE TRABALHO

Nos EUA, pedidos de auxílio-desemprego sobem 4 mil na semana, a 870 mil

Resultado ficou acima da expectativa dos analistas, que previam 850 mil solicitações na última semana

retomada econômica

Sem Petrobras e Vale, lucro das empresas deve crescer 14% em 2021

Análise foi feita pelo BTG e compara as perspectivas sobre os resultados de 2019; expectativa melhorou em relação ao relatório anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements