Menu
2019-07-12T21:13:58+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
De olho na reforma

Câmara termina votação de destaques da Previdência

O texto final ainda precisa por mais uma análise da Comissão Especial da Previdência, que foi marcada para a noite desta sexta-feira

12 de julho de 2019
7:56 - atualizado às 21:13
img20190710202751745MED
Câmara dos Deputados - Imagem: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Em sessão aberta desde o começo da tarde de hoje (12), o plenário da Câmara realizou mais um dia de votação dos destaques ao texto-base da reforma da Previdência. Das 14 propostas analisadas ao longo dos últimos dias, cinco foram aprovadas, sendo quatro destaques e um ajuste de redação.

Depois de analisar a emenda nº 43, do PDT, a Casa aprovou, por último, o destaque que favorece a aposentadoria de professores em uma das regras de transição, que exige pedágio de 100% do tempo que ainda falta para se aposentar. Havia acordo entre os parlamentares da base e da oposição para aprovação dessa mudança. Ao todo, foram 465 votos a favor e 25 contra.

Agora a idade mínima exigida dos professores nesta regra de transição - que pode ser seguida pelos trabalhadores da ativa - ficou em 52 anos para mulher (o texto-base previa 55) e 55 anos para homem (o texto-base previa 58).

Além dela, houve mudanças no texto para mulheres, homens, policiais e pensões. Com a nova regra, por exemplo, é possível conseguir 100% da aposentadoria aos 35 anos de contribuição para mulheres. Anteriormente, na proposta aprovada na última quarta-feira, era preciso ter 40 anos de contribuição para ter a integralidade do benefícios.

Outro ponto aprovado foi a pensão por morte do segurado, homem ou mulher, ao cônjuge ou ao companheiro e aos seus dependentes. No texto aprovado, a pensão não poderá ser menor do que um salário mínimo, quando se tratar da única fonte de renda formal auferida pelo dependente; e não auferida pelo conjunto de dependentes, segundo estava no texto-base.

Já para os policiais foi criada uma regra alternativa de transição para policias federais da ativa com idades menores: 53 anos (homens) e 52 anos (mulheres). Para isso, é preciso que cumpram pedágio de 100% do tempo que falta para se aposentar (obedecendo os requisitos de 30 anos de contribuição, para homens, e 25 anos, para mulheres). O pedágio significa que eles precisarão trabalhar o dobro do tempo que faltar para a aposentadoria.

E, no caso dos homens, foi reduzida de 20 anos para 15 anos o tempo mínimo de contribuição exigido para homens do regime geral (setor privado) poderem se aposentar. Segundo o que estava escrito no texto-base,  o tempo mínimo para homens aumentaria gradualmente – partindo de 15 anos – e chegaria a 20 anos em 2029. Ainda que a mudança tenha sido feita, o tempo de contribuição para aposentadoria integral foi mantido em 40 anos.

Rejeitados

Em contrapartida, a Casa rejeitou hoje (12) quatro destaques. Um deles buscava reduzir o pedágio de transição na reforma de 100% para 50% do tempo que falta para aposentar - isso vale para servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada. A emenda foi rejeitada por 387 votos a favor e 103 contrários.

O outro falava sobre a manutenção da pensão integral em todos os casos, sem a aplicação das cotas por dependentes. Ao ser colocado em votação, o plenário da Câmara rejeitou a emenda por 328 votos a 156. Segundo as estimativas dos parlamentares da base do governo, o impacto da emenda na economia total da reforma poderia ser de R$ 162 bilhões em dez anos.

Já o terceiro destaque rejeitado queria manter a regra atual para a aposentadoria que prevê o pagamento integral do benefício, colocando como base a média de 80% dos melhores salários ao longo da vida do trabalhador. A emenda foi rejeitada por 346 votos a 131.

O último tratava sobre o pagamento integral da aposentadoria em todos os casos. Os parlamentares optaram por rejeitar a emenda por 340 votos a 129. Na estimativa deles, o impacto dessa emenda na economia total da reforma da Previdência em dez anos seria de R$ 134,2 bilhões.

Próximos passos

O texto final ainda precisa por mais uma análise da Comissão Especial da Previdência, marcada para a noite desta sexta-feira. A previsão era a de que os trabalhos durassem três horas. Após isso, a proposta ainda precisa ser aprovada em um segundo turno de votação na Câmara.

De acordo com declaração recente do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a votação do segundo turno da reforma da Previdência na Câmara terá início às 16h do dia 6 de agosto. Somente depois é que a reforma segue para tramitar no Senado.

Primeiro turno

O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado na quarta-feira, por 379 votos a 131. Desde quinta, a Câmara discute os destaques, que são tentativas de alterar o texto. A sessão da quinta foi encerrada às 2h da madrugada desta sexta.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Lideranças da Câmara já admitem que a votação da reforma da Previdência em segundo turno só deve ser concluída em agosto. Em reuniões realizadas entre quinta e esta sexta-feira, líderes consultaram parlamentares sobre a possibilidade de permanecerem em Brasília no fim de semana e constataram que muitos já tinham voos marcados - o que impediria a formação de um quórum qualificado para apreciar a proposta.

O recesso parlamentar começa apenas no dia 18, mas a chance de concentrar quase 500 deputados em Brasília na próxima semana é pequena. Para dar margem de segurança e evitar que os destaques que desidratam a reforma sejam aprovados, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem adotado o número "mágico" de 490 presenças - a Casa conta com 513 parlamentares.

Mais cedo, o próprio Maia já havia admitido a possibilidade de realizar a votação em segundo turno apenas em agosto. "O importante é terminar o primeiro turno hoje", afirmou Maia, ao chegar ao Congresso. "Depois disso vamos ver se o quórum se mantém para sábado, semana que vem ou agosto", completou

*Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Aposta para a retomada do crescimento

Comitê vai monitorar mercado de gás

Farão parte do comitê representantes dos Ministérios de Minas e Energia, Economia e Casa Civil, além da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

cadê?

‘Falta apenas ouvir o Queiroz’, diz Bolsonaro

Presidente faz referência ao ex-assessor do gabinete de Flávio na Alerj; na principal investigação contra o filho de Bolsonaro, o Ministério Público do Rio apura se havia um esquema de repasse de parte do salário de funcionários do gabinete de Flávio

Um novo mundo

Selic em 4,75% no fim de 2019 e ao longo de 2020 é a projeção do Bank of America Merrill Lynch

Banco revisou sua estimativa para o ciclo de corte de 1 ponto para 1,75 ponto. Cortes começam no dia 31 com Selic saindo de 6,5% para 6% ao ano

Blog da Angela

Ajuste fiscal é ‘maratona’ para colocar as contas em dia e vai além da Previdência

Relatório do BofAML mostra que nem a economia de R$ 1,2 trilhão em 10 anos com reforma preservaria o teto de gastos para o setor público

Global > Local

Com o exterior dando as cartas, Ibovespa abre em leve alta e dólar sobe a R$ 3,76

A expectativa em relação aos próximos passos dos principais bancos centrais do mundo mantém um viés positivo no exterior — o que dá força ao Ibovespa

DE OLHO NO GRÁFICO

S&P com sinal laranja e o futuro das ações mais importantes do Ibovespa

Fausto Botelho continua apostando em uma queda forte do S&P, que tem renovado máximas históricas. Para o analista gráfico, há muito a perder e pouco a ganhar neste momento. Já no Ibovespa, há grandes ações em tendência de alta. Confira!

Exile on Wall Street

É possível mudar o passado dos seus lucros? E o futuro?

Eu não sei se você será capaz de mudar o seu passado. Mas construir um futuro melhor depende apenas de uma mudança de mindset. Nada de acreditar em promessas milagrosas dessas que permeiam o YouTube

rusgas

Aeroporto expõe tensão de Bolsonaro com políticos do Nordeste

Inauguração do Glauber Rocha, em Vitória da Conquista (BA), evidenciou o clima tenso entre políticos, após comentários pejorativos do presidente sobre governadores da região

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Sem recessão

FMI estima crescimento mundial de 3,2% em 2019; Brasil terá um magro 0,8%

Projeções foram atualizadas hoje. Para 2020, mundo cresce 3,5% e Brasil avança 2,4%. Risco é de baixa e decorre da guerra comercial e tecnológica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements