Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Nova pesquisa confirma que a vitória de Bolsonaro no 1º turno está muito distante

Números da CNI/Ibope mostram Candidato do PSL aparece com 27% das intenções de voto, enquanto o petista tem 21%

26 de setembro de 2018
14:31 - atualizado às 15:28
Pesquisa CNI também mostrou estagnação do candidato do PSL - Imagem: Shutterstock

A CNI divulgou na tarde desta quarta-feira, 26, sua mais recente pesquisa eleitoral para presidente. Nesse levantamento, elaborado pelo Ibope, a tendência de estagnação de Jair Bolsonaro (PSL) observada nas pesquisas do BTG Pactual e do Ibope que saíram no começo da semana foi confirmada.

O candidato do PSL aparece com 27% das intenções de voto, seguido por Fernando Haddad (PT), com 21%. Ciro Gomes (PDT) tem 12% e Geraldo Alckmin (PSDB) 8%.

Veja todos os números:
Jair Bolsonaro (PSL) - 27%
Fernando Haddad (PT) - 21%
Ciro Gomes (PDT) - 12%
Geraldo Alckmin (PSDB) - 8%
Marina Silva (Rede) - 6%
João Amoêdo (Novo) - 3%
Henrique Meirelles (MDB) - 2%
Alvaro Dias (Podemos) - 2%
Guilherme Boulos (Psol) - 1%
Brancos/Nulos - 11%
Não sabe/não respondeu - 7%

Já na pesquisa espontânea, quando os eleitores podem citar qualquer nome, Bolsonaro aparece com 24%, Haddad 15%, Ciro 7% e Alckmin 3%.

Rejeição a Bolsonaro se mantém alta

A rejeição à candidatura de Bolsonaro no primeiro turno confirmou a tendência de alta dos últimos levantamentos e se mantém isolada como a mais alta entre os presidenciáveis. Entre os eleitores pesquisados, 44% afirmam que não votariam de jeito nenhum no candidato do PSL.

Na segunda colocação entre os mais rechaçados aparecem Marina e Haddad, empatados com 27% cada. A rejeição ao nome de Alckmin ficou em 19% e de Ciro 16%.

Candidato do PSL só ganha de Marina no 2º turno

A CNI também confirmou o enfraquecimento do nome de Bolsonaro nos possíveis cenários de segundo turno. Contra Fernando Haddad, ele perderia de 42% a 38%.

Já numa disputa de Ciro Gomes com Bolsonaro, o pedetista ganharia a disputa por 44% a 35% do deputado. Contra Alckmin, Bolsonaro perde de 40% a 38%.

O único cenário em que o deputado está à frente no segundo turno é contra Marina Silva. Nessa disputa ele venceria a candidata da Rede por 40% a 38%.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu