Menu
2019-06-21T13:03:47+00:00
Só desce...

Monitor do PIB da FGV aponta para queda de 0,1% em abril ante março

Na passagem de março para abril, o PIB da agropecuária caiu 1,9%, enquanto o PIB industrial recuou 0,4%, nas estimativas da FGV

18 de junho de 2019
10:32 - atualizado às 13:03
Gráfico indicando queda
Gráfico indicando queda - Imagem: Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro recuou 0,1% em abril ante março, segundo o Monitor do PIB, divulgado nesta terça-feira, 18, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Foi a terceira retração seguida nessa base de comparação. Em relação a abril de 2018, o PIB caiu 0,3%.

"O desempenho da agropecuária e da indústria explicam essa desaceleração da atividade econômica. A taxa acumulada em 12 meses chegou a 0,6%; menor crescimento registrado desde o acumulado em 12 meses até outubro de 2017. No acumulado em 12 meses até abril a indústria volta ao terreno negativo depois de 14 meses de crescimento. Chama atenção que a extrativa e a transformação também retornam a variações negativas", afirma Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB, em nota divulgada há pouco pela FGV.

Na passagem de março para abril, o PIB da agropecuária caiu 1,9%, enquanto o PIB industrial recuou 0,4%, nas estimativas da FGV. "Dentro da indústria a única exceção foi o crescimento de 0,3% da transformação", diz a nota da FGV.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A agropecuária e a indústria também puxaram a queda da atividade na comparação com abril do ano passado. Nessa ótica de comparação, o PIB da agropecuária encolheu 2,0%. Já o PIB industrial tombou 2,3%.

Pela ótica da demanda, o consumo das famílias avançou 0,7% em abril ante março - alta de 2,1% ante abril de 2018. Segundo a FGV, no trimestre móvel terminado em abril, o consumo de serviços puxou esse movimento, com alta de 1,8% ante o trimestre móvel terminado em abril de 2018 - o consumo das famílias como um todo avançou 1,3% no trimestre móvel terminado em abril ante igual período do ano passado.

Já a formação bruto de capital fixo (FBCF, conta dos investimentos no PIB) avançou 0,4% em abril ante março. Ante abril de 2018, a alta foi de 1,4%. "Mais uma vez, o desempenho positivo é devido ao componente de máquinas e equipamentos", diz a nota da FGV, numa referência ao desempenho da FBCF no trimestre móvel encerrado em abril, quando houve avanço de 0,6% ante igual período de 2018.

Segundo a FGV, entre os componentes da demanda, o Monitor do PIB de abril registrou quedas apenas nas importações. Houve recuo tanto na comparação com março (-2,6%) quanto em relação a abril de 2018 (-1,7%).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

5º MAIS RICO DO MUNDO

Carlos Slim, o bilionário que lucrou com um monopólio e virou o ‘dono do México’

Com conglomerado de mais de 200 empresas, empresário acumulou fortuna de US$ 60 bilhões, que equivale a 6% do PIB do país, e se tornou o quinto homem mais rico do mundo.

MAIS UMA

Bolsonaro afirma que governadores do Nordeste tentam manipular eleitor

O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram “espanto e profunda indignação”

BNDES

Com BNDES menor, pode faltar crédito para investimento

O patamar de desembolsos em torno de R$ 70 bilhões por ano, sinalizado pelo novo presidente, equivale a 1% do Produto Interno Bruto, menor nível em 20 anos.

Boa notícia

Risco volta ao nível de quando país tinha selo de bom pagador

Além do avanço na reforma previdenciária, contribuiu para a redução do risco país o cenário de um mercado internacional mais calmo

Bandeira eleitoral

Tema “corrupção” perde espaço no Twitter de Bolsonaro

Depois de assumir o poder, o assunto perdeu espaço em sua timeline e, segundo levantamento no perfil do presidente, apareceu em apenas 1,4% das postagens.

Uma dose de realismo

Bilionários garantem: este é o melhor momento para se estar vivo

Bill Gates, Warren Buffett, Elon Musk e Barack Obama são categóricos: se você pudesse escolher qualquer momento na história para nascer, seria este.

Promessa é dívida

MAIS LIDAS: Oi e FGTS foram as grandes promessas da semana

São elas: a liberação do saque do FGTS pelo governo Bolsonaro e o plano da diretoria da Oi de tirar a empresa do buraco. Confira

Dá para se arrepender?

Opção do saque do FGTS será reversível

A ideia é que a nova opção de saque permita ao trabalhador resgatar uma parcela em troca de abrir mão da retirada de todo o fundo caso seja demitido sem justa causa

o novo sempre vem

Novo Mercado, nível 1 ou 2: Diga-me a governança da ação e eu te digo quais são os direitos do investidor

Segmento da B3 estabeleceu maior nível de governança entre as empresas e amenizou conflitos entre minoritários e controladores; são hoje 142 empresas no Novo Mercado

De olhos bem abertos

Dez bancos serão investigados por supostos abusos na oferta de consignado a idoso

As empresas têm dez dias para apresentar defesa e, posteriormente, se confirmados os indícios de infração, poderão ser multadas em até R$ 9,7 milhões. As notificações estão formalizadas no Diário Oficial da União (DOU) em despachos do DPDC, órgão da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements