🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
AVANTE, HERMANOS!

A terapia de choque de Milei deu certo? Argentina registra o primeiro superávit trimestral em 16 anos. Veja como presidente conseguiu

O chefe da Casa Rosada fez um pronunciamento em rede nacional para comemorar o feito — e alfinetar o antecessor

Renan Sousa
Renan Sousa
23 de abril de 2024
15:01 - atualizado às 13:37
Javier Milei, presidente da Argentina, segurando um dólar / dólares
Javier Milei, presidente da Argentina, segurando um dólar / dólares - Imagem: Montagem Seu Dinheiro / Divulgação

Quando assumiu a cadeira na Casa Rosada, Javier Milei sabia que teria uma tarefa hercúlea pela frente: fazer a economia da Argentina voltar aos trilhos. A terapia de choque do novo chefe de Estado parece ter dado resultados, com o primeiro trimestre registrando um superávit das contas públicas — o primeiro em 16 anos. 

Milei utilizou a cadeia nacional na noite de ontem (22) para anunciar que o país obteve receitas maiores que as despesas pela primeira vez desde 2008. O superávit dos três primeiros meses de 2024 representa 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina. 

"[É um feito] que deve nos deixar orgulhosos como país, em particular dada a herança que tivemos que assumir", disse Milei em pronunciamento, referindo-se ao antecessor Alberto Fernández.

Na transmissão gravada, Milei estava acompanhado do ministro da Economia, Luis Caputo, e do presidente do banco central argentino, Santiago Bausili.

Como Javier Milei conseguiu o feito para Argentina

É preciso dizer que, desde antes da eleição, analistas internacionais não conseguiram cravar qual seria a solução para os problemas da Argentina.

Até mesmo a proposta de dolarização de Milei não era uma carta fora do baralho — apesar de ter sido temporariamente adiada pelo presidente. 

A escolha do novo chefe da Casa Rosada foi a de aplicar a boa e velha terapia de choque liberal: corte de gastos públicos e financiamentos de obras, desvalorização do peso argentino, suspensão de subsídios, entre outras despesas. 

Esse pacote ficou conhecido como Decreto de Necesidad y Urgencia (DNU), um aceno ao Fundo Monetário Internacional (FMI) de que o país iria realizar uma série de medidas para sanar as contas públicas e pagar o empréstimo de US$ 44 bilhões junto ao órgão

O resultado surtiu efeito. Os três primeiros meses do ano foram de superávit das contas públicas. Veja outros dados de 2024 até agora:

  • Atividade econômica: -4,5% em dezembro; -4,3% em janeiro; o dado de fevereiro será publicado nesta terça-feira (23);
  • Inflação: 20,6% em janeiro; 13,2% em fevereiro; 11% em março.

O outro lado da moeda

Contudo, a vitória de Milei no campo econômico não necessariamente é de agrado da maioria da população, apesar de o presidente manter relativa popularidade junto ao eleitorado, de acordo com as pesquisas recentes. 

As maiores centrais sindicais do país, como a Confederación General del Trabajo de la República Argentina (CGT) e a Asociación Trabajadores del Estado (ATE) vem articulando greves e protestos. 

Até mesmo a Universidade de Buenos Aires (UBA) está com manifestações marcadas para hoje em virtude do congelamento de verbas para manter as atividades. 

Em um olhar mais ampliado, a pobreza da Argentina atingiu o maior nível em mais de 20 anos, totalizando 57% da população. 

Cuidado, Milei, alerta FMI

Rodrigo Valdés, diretor do departamento do hemisfério ocidental do FMI, elogiou as reformas do presidente.

Como representante do fundo, o aval do pacote de corte de gastos também pode significar que o órgão estaria disposto a liberar um novo financiamento de US$ 15 bilhões para que Milei possa colocar seus planos em prática. 

Mas Valdés ainda afirmou: "devemos manter os esforços para dar apoio aos mais vulneráveis, para que o peso do ajuste não caia desproporcionalmente nas famílias trabalhadoras".

Compartilhe

VAI VOLTAR A SUBIR?

Ata do Fed joga balde de água fria nas bolsas — entenda o que acabou de vez com o apetite por risco dos investidores hoje

22 de maio de 2024 - 16:04

Dirigentes do Fed estão descontentes com o ritmo da queda da inflação nos EUA e veem juros no atual nível por mais tempo

REI CHARLES AUTORIZOU

Primeiro-ministro dissolve o Parlamento e antecipa as eleições gerais no Reino Unido

22 de maio de 2024 - 14:44

Assim, os deputados perdem o seu mandato e agora precisam fazer campanha para a reeleição se quiserem continuar

EL PELUCA

Seis meses de Javier Milei: como está a Argentina hoje para o investidor — e para o viajante — após novo presidente assumir? 

22 de maio de 2024 - 6:20

Desde que assumiu, Milei colecionou algumas vitórias e derrotas no seu primeiro semestre de gestão; conheça algumas delas e saiba se a Argentina ainda é um destino turístico atrativo, do ponto de vista financeiro

NÃO DEIXOU BARATO

Na mira de Xi Jinping: China impõe sanções à Boeing e mais duas empresas dos EUA por venda de armas a Taiwan

20 de maio de 2024 - 19:22

A medida é a mais recente de uma série de sanções anunciadas pelo Gigante Asiático nos últimos anos contra companhias pelo fornecimento de armamento a Taipé

INTERNACIONAL

Presidente do Irã morre em queda de helicóptero; aiatolá já decidiu quem será o sucessor

20 de maio de 2024 - 7:53

Além de Ebrahim Raisi, seu ministro das Relações Exteriores e mais 7 pessoas morreram no incidente, ocorrido no norte do Irã

LOBBY DE BANCOS

CEO do JP Morgan levou outros presidentes de bancos para pressionar Federal Reserve por normas mais frouxas

19 de maio de 2024 - 16:47

Agora, o Fed e dois outros reguladores querem um novo plano, que reduziria o aumento obrigatório de capital — de quase 20% — para os maiores bancos dos EUA

NO ORIENTE MÉDIO

Membro do gabinete de Guerra de Israel ameaça pedir demissão caso não haja plano para conflito em Gaza

19 de maio de 2024 - 14:55

Benny Gantz reconheceu o impacto prejudicial que a guerra está tendo sobre os civis, mas insistiu que a “decisividade” é necessária

NO ORIENTE MÉDIO

Helicóptero que levava presidente e ministros do Irã faz pouso forçado; equipes tentam acessar o local

19 de maio de 2024 - 13:23

Houve registro de chuva forte e neblina com algum vento, o que poderia ter causado uma instabilidade na aeronave

SÓ UMA PROMESSA?

Vai fechar o banco central, Milei? A nova declaração do presidente da Argentina sobre o futuro do BC do país

17 de maio de 2024 - 18:45

O presidente argentino está na Espanha e deu diversas declarações polêmicas a um público que o aplaudiu calorosamente; veja o que mais ele disse

O CUSTO DA NOVA ORDEM MUNDIAL

Xi Jinping na Rússia: o presidente da China está disposto a pagar o preço pela lealdade de Putin?

16 de maio de 2024 - 18:37

O líder chinês iniciou nesta quinta-feira (16) uma visita de Estado de dois dias à Rússia e muito mais do que uma parceria comercial está em jogo, mas o momento para Pequim é delicado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar