Menu
2019-07-09T11:33:16+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reformas

Maia acredita que aprova texto-base da Previdência ainda hoje

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reúne líderes para acertar procedimentos de votação. Ideia é votar os dois turnos até o fim da semana

9 de julho de 2019
11:33
Rodrigo Maia
Presidente da Câmara,. Rodrigo Maia (DEM-RJ) - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Se dizendo otimista, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, acredita que consegue aprovar o texto-base da reforma da Previdência ainda nesta terça-feira e parte para a análise dos destaques, que são tentativas de mudar o texto, amanhã.

Ainda na avaliação de Maia, é possível que o segundo turno da proposta seja votado até sexta-feira. Na segunda etapa de votação só é permitida a apresentação dos chamados destaques supressivos, que retiram trechos já aprovados do texto.

A proposta precisa de ao menos 308 em dois turnos de votação e na conta dos governistas, a reforma tem de 320 a 340 votos. Maia e os líderes partidários tentam fechar os procedimentos para o texto ser votado. A ideia é que os partidos favoráveis à reforma não apresentem destaques. A oposição já disse que vai obstruir e apresentar propostas de modificação do texto.

“Segundo turno é mais rápido que o primeiro, só pode ter destaque supressivo. Superado o primeiro turno, o segundo turno é mais simples. Se a gente conseguir o número de parlamentares para votar e começar a votação do principal hoje à noite e na madrugada e seguir com os destaques amanhã, a gente passa a ter a quinta e a sexta para votar o segundo turno. Como sou sempre otimista, acho que a gente vote antes de sábado”, avaliou o presidente.

Destaques e quórum

Segundo nos informa a “Agência Estado”, a bancada do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro não vai apresentar destaques. Essa era uma dúvida que permeava o processo de votação em função da insistência de alguns membros do partido em fazer modificações no texto que atendessem a demandas de policiais.

Outros líderes partidários foram claros ao dizer que se o governo insistisse em tal estratégia, todos partidos se sentiriam liberados a também proporem novas modificações ao texto.

Maia também reafirmou a intenção de dar início à votação da proposta com o quórum elevado de parlamentares de, aproximadamente 490 deputados, para não correr o risco de o texto ser rejeitado. Ele avalia que até às 15 horas terá noção de quantos parlamentares estarão presentes.

“Cada hora é decisiva, vou saber até 15 horas quantos deputados eu tenho em Brasília. Isso tudo é decisivo, aparece um problema, resolve, aparece outro. Então, cada momento tem que ir cuidado, com muita atenção, para não desorganizar a votação”, afirmou.

Depois de passar pelo crivo dos deputados, o texto da reforma vai ao Senado Federal. A primeira parada é a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Caso os senadores façam modificações no texto vindo da Câmara, o projeto tem de voltar a ser apreciado pelos deputados.

* Com Estadão Conteúdo e Agência Câmara Notícias

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mercado de trabalho

Emprego informal recorde derruba produtividade da economia brasileira

O crescimento do trabalho informal tem afetado os índices de produtividade da economia do país, de acordo com cálculos da Fundação Getulio Vargas

Shake it off

Taylor Swift, o grupo de investimentos Carlyle e uma briga feia no mundo da música pop

O Carlyle está no centro de uma discussão envolvendo Taylor Swift e sua antiga gravadora, a Big Machine Records, que estão disputando os direitos autorais da obra da cantora pop

Seu Dinheiro no sábado

MAIS LIDAS: O jovem bilionário do Facebook

20 de janeiro de 2010: essa é a data da minha primeira postagem no Facebook. Nada muito inspirador, eu estava só reclamando do clima chuvoso. Nos meses seguintes, todas as minhas interações tratavam de joguinhos on-line — aparentemente, eu era um grande fã de FarmVille. Acessar o túnel do tempo das redes sociais é revelador. […]

Fim das atividades

Braskem encerra extração de sal-gema em Alagoas, alvo de ações de R$ 40 bi

Após supostos prejuízos causados a ruas e casas em Maceió (AL), a petroquímica Braskem decidiu encerrar as atividades de extração de sal-gema cidade

Ultrapassou Jeff Bezos

O maior bilionário: Bill Gates volta a ser o homem mais rico do mundo

Com uma fortuna avaliada em US$ 110 bilhões, o fundador da Microsoft, Bill Gates, ultrapassou Jeff Bezos na disputa pelo posto de maior bilionário do mundo

O segundo passo

Binance e Bittrex, duas exchanges estrangeiras de criptomoedas para chamar de sua

Entenda por que vale a pena abrir conta em uma corretora de fora e veja quais são as principais diferenças entre as duas casas sugeridas por especialistas com grande experiência no mercado

Dicas do Fausto Botelho

Bitcoin e outras criptomoedas que estão com tendência de alta

Neste vídeo, o analista gráfico faz projeções para o Bitcoin e muitas outras criptomoedas, além de fazer comentários sobre a tendência do S&P

Abertura de capital

XP Investimentos dá a largada para o IPO e apresenta documentos à CVM americana

A XP Investimentos protocolou os documentos referentes ao seu processo de abertura de capital nos EUA. A operação será feita na Nasdaq, com ofertas primárias e secundárias

Tensão nos ares

Crise na Boeing: sindicatos de companhias aéreas temem a liberação do 737 Max

Com a possibilidade de as aeronaves 737 Max da Boeing serem liberadas novamente para voar, os sindicatos das companhias aéreas mostram-se preocupados

Protestos no país

Banco Central do Chile anuncia novas medidas para conter a queda do peso

A autoridade monetária do Chile irá adotar mais ferramentas para frear a trajetória de desvalorização da moeda do país, em meio à onda de protestos sociais vistos nos últimos dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements