Menu
2019-09-09T19:20:01+00:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
De olho no Twitter

O impacto dos tuítes de Trump: JP Morgan cria índice para analisar efeito de suas publicações

Depois de analisar os mais de 10 mil tuítes feitos pelo presidente norte-americano desde que assumiu, os especialistas chegaram a conclusão que os tuítes do presidente geram volatilidade no mercado

9 de setembro de 2019
11:15 - atualizado às 19:20
guerra comercial trump
Montagem com o presidente dos EUA, Donald Trump -

Desde que assumiu o posto de presidente dos Estados Unidos, Donald Trump é um "twitteiro" assíduo e isso ninguém pode negar. Mas será que os seus tuítes geram algum impacto no mercado financeiro? A resposta é sim.

Quem diz isso são os analistas do banco internacional JP Morgan. Depois de analisar os mais de 10 mil tuítes feitos pelo presidente norte-americano desde que assumiu, os especialistas chegaram a conclusão que os tuítes do presidente geram volatilidade no mercado. As informações são do site Zero Hedge.

Para entender melhor como os caracteres escritos por Trump movem os mercados, os analistas do banco criaram um índice chamado de "Volfefe Index".

O nome teria sido uma mistura da palavra "volatility" (volatilidade, na tradução para o português) e coverage (cobertura, se traduzido para o português).

Entendendo melhor

A razão para tamanho impacto está ligada ao fato de que Trump utiliza bastante a rede, principalmente para fazer anúncios.

Apenas para citar como exemplo, os dois últimos aumentos nos acordos comerciais que os Estados Unidos têm com a China foram feitos pelo Twitter.

Mesmo sem citar uma postagem específica, o JP Morgan destaca que, especialmente os tuítes envolvendo palavras como acordos comerciais e política monetária têm provocado movimentos no mercado.

Entre as palavras-chave citadas como as que mais geram algum movimento no mercado estão "China", "bilhões", "produtos", "democratas", "ótimo" e "dólares".

Impacto nos títulos do Tesouro

Outro ponto interessante da pesquisa feita pelo JP Morgan é que os tuítes geram um aumento na volatilidade dos títulos públicos americanos.

Por serem emitidos pelo governo da maior economia do mundo, esses títulos são conhecidos como o investimento mais seguro que existe. E são frequentemente usados como referência para todo o mercado financeiro internacional.

De acordo com o gráfico abaixo, é possível perceber que os tuítes são seguidos por um aumento de 0,5 pontos-base no retorno dos títulos de 10 anos do título americano, cerca de cinco minutos após a sua publicação.

Na avaliação do analista do banco Munier Salem, isso faz bastante sentido, especialmente por conta dos tuítes sobre o Banco Central americano (FED).

"Boa parte dos tuítes do presidente são focados no FED, e como as tensões comerciais têm sido vistas como as maiores e mais impactantes na performance da economia norte-americana no curto prazo, tais postagens geram uma reação do FED a esses desdobramentos comerciais."

Os tweets de Trump

Segundo o documento, o presidente possui uma média de 10 postagens por dia e 64,1 milhões de seguidores em sua conta.

Outro dado interessante é que das cinco da manhã até às 10 horas da manhã, a atividade do presidente é muito baixa.

Já do meio dia até às duas horas da tarde é o horário em que há o maior número de postagens. O ponto é que o mercado está aberto durante esse período, o que provoca volatilidade nos índices.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Olho na Vale

Polícia apresentará em breve acusações criminais por Brumadinho, diz fonte

Autoridades devem acusar formalmente entre oito e 12 pessoas pelo crime de falsa representação na primeira de uma série de acusações

Seu Dinheiro na sua noite

Sobre a bolsa, datas e fatos relevantes

No dia 17 de setembro de 2010, o Ibovespa fechou aos 67.089 pontos, em queda de 0,85%. Me arrisco a dizer que nada muito digno de nota tenha acontecido nesse pregão específico da bolsa. Mas para mim ocorreu um fato mais do que relevante: o nascimento da minha filha mais nova. Voltei à redação dias […]

Fica pra próxima

Sem acordo, senadores recuam em projeto que beneficiaria partidos

Relator da proposta no Senado, Weverton Rocha (PDT-MA), retirou todos os demais trechos do texto em uma nova versão de seu parecer

Linha VIP

Bradesco e Itaú preparam crédito imobiliário ajustado pelo IPCA para endinheirado

Bancos privados correm atrás da concorrente Caixa Econômica Federal, que ofereceu a modalidade para o público em geral

Grana solta

Onyx anuncia liberação de R$ 8,3 bilhões em recursos do Orçamento

Informações do ministro mostram que, do total desbloqueado, R$ 1,9 bilhão ficará para a Educação

De olho nas cotações

Preocupações com a alta do petróleo diminuem após declarações de ministro saudita

O ministro de Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, afirmou que a oferta do petróleo voltou ao nível visto antes do ataque

Leilão em outubro

17 empresas se inscrevem para 16ª rodada de petróleo, diz ANP

Entre as inscritas, 15 são estrangeiras. Na 16ª Rodada de Licitações, vão ser oferecidos 36 blocos de pós-sal

De olho nos bons modelos

Por que Elon Musk acha que a Tesla tem que ser mais parecida com a Amazon?

Em uma ligação, Musk sugeriu que a Amazon não sobreviveria se utilizasse um modelo de entregas similar ao que a Tesla utiliza

boas novas

Desde lançamento, 20% dos financiamentos pela Caixa foram IPCA, diz CEO da Tecnisa

Linha de crédito atualizada pela inflação vale para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e no Sistema Financeiro Imobiliários (SFI)

Dicas valiosas

5 coisas que os ultrarricos estão fazendo (e que você deveria fazer) para proteger seu patrimônio

Pauta de uma recessão financeira entrou de vez na lista de grandes especialistas e proteger o seu patrimônio deve ser uma de suas prioridades

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements