Menu
2019-06-06T17:25:53+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Me põe nisso aí

Governadores articulam carta de veemente repúdio à retirada de Estados da reforma da Previdência

Texto, que já está pronto, deverá ser apresentado na próxima terça-feira, 11, quando os governadores se reunirão em Brasília

6 de junho de 2019
17:25
O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa da reunião extraordinária no Fórum de Governadores
Fórum de Governadores - Imagem: José Cruz/Agência Brasil

Governadores de todo o País planejam apresentar uma carta de "veemente" repúdio à retirada de Estados e municípios da reforma da Previdência em tramitação na Câmara.

O texto, que já está pronto, deverá ser apresentado na próxima terça-feira, 11, quando os governadores se reunirão em Brasília.

No documento, os governadores argumentam que obrigar as gestões estaduais e municipais a aprovar mudanças em seus regimes previdenciários por meio de legislação própria, enquanto tais alterações já estão previstas na proposta em análise no Congresso, representa "não apenas atraso e obstáculo à efetivação de normas cada vez mais necessárias, mas também suscita preocupações acerca da falta de uniformidade no tocante aos critérios de Previdência a serem observados no território nacional".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A carta diz ainda que a uniformização do tratamento previdenciário sobre as regras gerais dos regimes próprios de Previdência Social dos servidores públicos da União, Estados e municípios existe há mais de 20 anos.

"Por conseguinte, é indispensável contemplar a totalidade dos Estados e dos Municípios e o Distrito Federal na proposta de reforma da Previdência que hoje se encontra em discussão, a fim de evitar o agravamento da crise fiscal que já se mostra insustentável", diz o texto.

Eles argumentam ainda que, caso não sejam adotadas medidas para a solução do problema, o déficit nos regimes de aposentadoria e pensão, que hoje é de aproximadamente R$ 100 bilhões por ano, pode quadruplicar até 2060. A carta cita um estudo feito pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado.

Principal articulador do grupo, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), confirmou ao Broadcast que já assinou o documento. Segundo apurou a reportagem, outros mandatários que apoiam a iniciativa estão em busca de mais assinaturas.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), disse ser favorável à manutenção dos entes federativos na reforma da Previdência, mas afirmou que não irá assinar a carta. "Jamais assinarei qualquer carta de repúdio ao Congresso, onde fui parlamentar por muitos anos", comentou.

De acordo com ele, caso a comissão especial da reforma da Previdência decida por não incluir Estados e municípios no texto final, ele e outros governadores irão propor que seja incluído no texto um dispositivo para que os governadores e prefeitos possam alterar regras de seus regimes previdenciários por decreto.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

parou por aqui

Por emendas prometidas para aprovar a reforma da Previdência, centrão trava votações

Ministro da Casa Civil prometeu destinar, além das emendas obrigatórias, um extra para cada deputado federal que votar a favor do projeto no plenário da Câmara

gigante faz oferta

Alibaba levanta US$ 11,2 bilhões em oferta de ações em Hong Kong

Companhia fundada por Jack Ma planeja usar os recursos para a impulsionar o crescimento e o engajamento dos usuários, entre outras coisas

A Bula do Mercado

Acordo comercial fica em suspenso

Fase um do acordo comercial entre EUA e China pode ficar para 2020, diante das dificuldades dos dois países em alcançar consenso

SD Premium - Lupa dos fundos

Um fundo de crédito privado para deixar sua renda fixa mais temperada

Enquanto o mercado de crédito privado enfrenta uma crise, conheça o trabalho de uma gestora com 16 anos e R$ 7 bilhões em patrimônio especializada em selecionar e investir em títulos emitidos por empresas e tem fundos disponíveis nas principais plataformas de investimento e também na bolsa

SUGESTÃO DE LEITURA

Estou interessada nesta criptomoeda…

Da lista de 12 criptomoedas citadas pela Helana Margarido, uma delas deve entrar em um ótimo ponto de compra nos próximos dias

Acusações de corrupção

Ex-presidente da Braskem é preso em Nova York

José Carlos Grubisich foi acusado de conspiração por violar uma lei de corrupção estrangeira dos EUA e por conspiração para lavagem de dinheiro

Próxima fase

CCJ da Câmara aprova PEC da 2ª instância

Por 50 votos a 12, comissão admitiu a proposta que abre caminho para prender condenados após a segunda instância

Ricos e famosos

Saiba como 5 celebridades entraram no clube dos bilionários

Nos últimos anos o grupo dos bilionários passou a contar com nomes bem conhecidos do público. Dois deles passaram a fazer parte da lista em 2019

Dinheiro entrando

Carlos Slim Domit anuncia plano de investimento de R$ 30 bilhões no Brasil em 3 anos

Aporte de recursos será feito para ampliar a infraestrutura necessária para o desenvolvimento de novos serviços e de armazenamento em nuvem

De cara nova

BNDES elege dois conselheiros e informa que poderá devolver até R$ 200 bilhões ao Tesouro até 2022

Marcelo Serfaty e Marcelo Sampaio foram eleitos para o Conselho de Administração do banco de fomento em Assembleia Geral Extraordinária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements