Menu
2019-11-01T13:47:04+00:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Corra, google

De olho no mercado de dispositivos inteligentes, Google compra Fitbit por US$ 2,1 bilhões

Companhia adquire empresa de relógios inteligentes para praticantes de atividades físicas e avanço no mundo da tecnologia ‘wearable’. Por volta das 11h15 as ações da Fitbit subiam cerca de 15%

1 de novembro de 2019
11:07 - atualizado às 13:47
Google Fitbit
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Google anunciou nesta sexta-feira (01) a aquisição da Fitbit, empresa fabricante do popular relógio inteligente capaz de rastrear e acompanhar o nível de atividade física do usuário, por US$ 2,1 bilhões.

Por volta das 11h15 desta sexta, as ações classe C da Alphabet (GOOG) (mais líquidas e que não dão direito a voto) eram negociadas a US$ 1,270 milhões, numa alta de 0,83%. No ano a valorização é da ordem de 21%, considerando o pregão de ontem.

Já os papéis da Fitbit (FIT) negociados na bolsa de Nova York subiam mais de 15%, a US$ 7,14.

Em comunicado divulgado no blog da empresa, o vice-presidente de produtos e serviços Rick Osterloh disse que este é um passo importante para que a empresa faça progresso no mundo da tecnologia 'wearable' e introduzir os produtos Made by Google no mercado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

O negócio, que deve ser concluído em 2020 após a realização dos trâmites legais, deixa o Google mais próximo da criação de um relógio inteligente próprio, como o iWatch, da Apple.

Corra, Google

Atualmente, a Fitbit é uma das empresas líderes no mercado de dispositivos inteligentes, com diversos modelos de relógios e pulseiras inteligentes capazes de armazenar e rastrear dados sobre atividades físicas praticadas pelo usuário.

E, em meio a tantas discussões sobre o uso de dados para a venda de publicidade, a empresa fez questão de esclarecer que os dados coletados não serão utilizados para a venda de anúncios pelo Google.

Em comunicado separado, a Fitbit reforçou que sempre deixará claro as razões e quais os dados foram coletados. "Fortes diretrizes de privacidade e segurança fazem parte do DNA da Fitbit desde o primeiro dia e isso não mudará".

No último trimestre, a Alphabet teve um aumento de mais de 20% em suas receitas, puxado principalmente pelo avanço dos serviços de publicidade.

Lembra do Google Glass?

A companhia pretende avançar no mercado de dispositivos, campo que fracassou nos últimos anos, desenvolvendo sistemas operacionais para uma linha composta por produtos inteligentes com o objetivo de auxiliar o usuário em atividades cotidianas.

O Google Glass, por exemplo, foi um ambicioso projeto da empresa na área que acabou não trazendo o sucesso esperado.

O óculos inteligente passa por mudanças em seu projeto inicial. As lentes trazem ao usuário a experiência de realidade aumentada. Dentre as funcionalidades estão a capacidade de tirar fotos, responder comandos de voz, interagir com outros objetos inteligentes e realizar videochamadas sem precisar de um smartphone.

Ainda segundo o comunicado, o Google 'aspira criar ferramentas que ajudem as pessoas a aprimorarem os seus conhecimentos, sucesso e saúde', princípios alinhados com a atuação da Fitbit.

 

 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Prós e contras

Vale a pena optar pelo saque aniversário do FGTS?

Nova modalidade permite ao trabalhador ter acesso a uma parte dos recursos do fundo de garantia ainda que não se enquadre em outros pré-requisitos, mas é preciso abrir mão de sacar o fundo em caso de demissão sem justa causa

Nova modalidade

Você já pode optar pelo saque aniversário do FGTS; confira as regras atualizadas

Opção de saque de parte do FGTS anualmente já pode ser feita desde outubro e não é obrigatória; também não há prazo

A Bula do Mercado

Mercado tem ajuste positivo na volta do feriado

Recorde triplo em Nova York, em meio à otimismo com negociações comerciais entre EUA e China, contrata ajuste positivo no mercado doméstico

A Bula do Mercado

A Bula da Semana: Os sinais da economia

Varejo e serviços no Brasil crescem acima do esperado em setembro, sinalizando expansão mais forte do PIB no 3T19

Fusão no horizonte

O megainvestidor Carl Icahn está dando uma mãozinha para a Xerox comprar a HP

Em meio às notícias de que a Xerox estaria interessada em comprar a HP, o megainvestidor Carl Icahn resolveu entrar no jogo para viabilizar a operação

Contrato fechado

Embraer recebe seis novos pedidos por aeronaves; encomendas somam US$ 374 milhões

A companhia aérea nigeriana Air Peace e a arrendadora egípcia CIAF Leasing acertaram novos pedidos de aeronaves à Embraer

Depois da Previdência...

Reforma tributária pode sair em março, diz Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tem planos para dar encaminhamento à reforma tributária ainda no primeiro trimestre de 2020

Seu Dinheiro no domingo

O fim do mundo como o conhecemos — ao menos, na renda fixa

Com os juros cada vez mais baixos, é hora de buscar alternativas às opções tradicionais de investimento em renda fixa: eis o tema da pensata de hoje, enviada primeiro aos assinantes da newsletter do Seu Dinheiro

Uma gigante chega ao mercado

A Saudi Aramco quer levantar até U$ 25,5 bi com seu IPO e quebrar o recorde da Alibaba

Considerada uma das empresas mais rentáveis do mundo, a petroleira Saudi Aramco divulgou a faixa de preço e a quantia de ações a serem emitidas em seu IPO

O SEGUNDO MAIS RICO DO BRASIL

Jorge Paulo Lemann: conheça a trajetória do bilionário dos resultados

Como o carioca revolucionou o capitalismo brasileiro, comprou grandes ícones americanos como Budweiser, Burger King e Kraft Heinz, e acumulou uma fortuna de US$ 22,4 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements