Menu
2018-11-30T19:14:58+00:00
Conversa com líderes partidários

Depois de definir quase toda a esplanada dos ministérios, Bolsonaro parte para o relacionamento com o Congresso

Presidente eleito deve se encontrar com lideranças dos partidos na semana que vem

30 de novembro de 2018
19:14
Jair Bolsonaro
Bolsonaro: "devemos sair dessa crise juntos e o presidente sozinho não pode fazer nada" - Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Depois de insistir que não negociaria cargos com partidos políticos, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou que a partir da semana que vem começará a conversar com líderes partidários para aproximar o futuro governo do Congresso. "O Parlamento é responsável. Se nós dermos errado, todo mundo perde", disse Bolsonaro após visitar o Santuário da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), no Vale do Paraíba.

Bolsonaro disse que conversará com dois ou três partidos por dia na semana que vem. Conforme o Broadcast Político publicou mais cedo, o presidente eleito vai buscar aproximação das bancadas parlamentares dos principais partidos que poderão compor a base do próximo governo no Congresso.

Ele declarou que a intenção é negociar saídas para as crises ética, moral e econômica do País. "Devemos sair dessa crise juntos e o presidente sozinho não pode fazer nada porque pelo Parlamentar passa grande parte das nossas propostas."

Ao dar uma entrevista separada para emissoras de inspiração católica, Bolsonaro disse que, se seu governo não der certo, "todos sabem quem voltará", em uma referência indireta ao PT e fazendo críticas a governos comunistas e socialistas de Cuba e Venezuela.

Indulto

Por duas ocasiões, nesta sexta-feira, Bolsonaro criticou o indulto natalino editado pelo presidente Michel Temer em 2017 e que já tem maioria para ser confirmado no Supremo Tribunal Federal. A medida pode beneficiar condenados por corrupção. O presidente eleito declarou ter avaliado com "bastante tristeza" o indulto natalino de Temer. Mais cedo, ele afirmou que não editará nenhum indulto em seu governo e defendeu que condenados cumpram integralmente suas penas.

No primeiro bimestre de 2019, revelou Bolsonaro, ele pretende ir aos Estados Unidos e quer aprofundar as relações comerciais do Brasil com o país norte-americano. Questionado sobre o Acordo de Paris, cuja permanência brasileira foi colocada como condição pela França para o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, Bolsonaro afirmou que seu governo vai procurar fazer o melhor pelo meio ambiente independentemente do acordo.

Após fazer visitas ao Santuário Nacional de Aparecida e ao Santuário da Canção Nova, em Aparecida (SP) e Cachoeira Paulista (SP), respectivamente, o presidente eleito se direcionou para Resende (RJ), onde participa de solenidade da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) na manhã deste sábado, 1.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

De olho na economia

Armínio Fraga vê ‘obscurantismo’ e ambiente ‘envenenado’ como entraves à economia

Fraga destacou que o Brasil nunca investiu tão pouco na sua história e que para destravar o investimento será preciso dar mais clareza em áreas que vão além da econômica, como “temas de natureza distributiva”

Novidades à vista?

Petrobras negocia potencial consórcio para leilão de pré-sal, diz presidente

Muitas das maiores petroleiras do mundo, entre elas ExxonMobil, Royal Dutch Shell e BP, além da própria Petrobras, estão registradas para participar da disputa, marcada para 6 de novembro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

As duas faces do dólar

No filme “As duas faces de um crime”, o eterno canastrão Richard Gere faz o advogado oportunista que defende um jovem acusado de assassinato. A coisa complica quando ele descobre que o garoto interpretado por Edward Norton sofre de múltiplas personalidades. Eu me lembro do filme toda vez que tento encontrar alguma explicação para o […]

Na gringa

Campos Neto: O que foi prometido está sendo entregue

Em encontros no exterior, presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, passa a mensagem de que existe um plano de reinvenção do país com dinheiro privado

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: O cabo de guerra no PSL

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

Situação delicada

Papéis da Boeing caem 7% em NY com notícia de que companhia pode ter “enganado” FAA

De acordo com o periódico, o piloto Mark Forkner teria reclamado que o sistema conhecido como MCAS, na sigla em inglês, o teria deixado em apuros dois anos antes dos acidentes que tiraram a vida de várias pessoas

Boas novas

Ações da Eletrobras sobem após MME dizer que pode encaminhar PL sobre privatização da empresa até início de novembro

De , a proposta do governo federal para a privatização da Eletrobras ainda é a capitalização, com a diluição da participação da União na holding elétrica

nos eua

Reservas são vistas como seguro e não se fala em mudar isso, diz presidente do BC

Campos Neto mencionou que o que se lê sobre os altos custos para se manter as reservas internacionais no Brasil “não é a realidade” e que nos últimos 15 anos, os custos se igualaram às receitas

no velho continente

Há ‘sinais leves’ de supervalorização dos mercados, diz presidente do Banco Central Europeu

Draghi destaca ainda que o setor financeiro não bancário da zona do euro continua tomando risco, mas pontua que a resiliência do setor bancário permanece “sólida”

entrevista

‘Huck vai deixar de ser celebridade e ser líder?’, questiona FHC

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) assiste com ceticismo as articulações do apresentador global

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements