Menu
2019-05-03T12:48:09+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Ela não

Bolsonaro: Não queremos outra Venezuela no continente

Presidente disse que preocupação deve se voltar para a Argentina e para quem poderá voltar a comandar o país

3 de maio de 2019
12:48
Bolsonaro Itamaraty
Presidente Jair Bolsonaro e chanceler Ernesto Araújo na Cerimônia de Formatura da Turma do Instituto Rio Branco - Imagem: Marcos Corrêa/PR

Em cerimônia de formatura no Itamaraty, o presidente Jair Bolsonaro pediu atenção à “querida, estimada e necessária imprensa” para dizer que além da Venezuela, nossa preocupação deve se voltar à Argentina e para quem poderá voltar a comandar aquele país.

“Não queremos e o mundo também não quer outra Venezuela mais ao Sul do continente”, disse, em referência à possibilidade de Cristina Kirchner voltar à presidência.

Na quinta-feira, em live no “Facebook”, Bolsonaro já tinha tocado no assunto, dizendo pedir a Deus para que a eleição de Kirchner não aconteça.

A eleição na Argentina acontecerá em outubro e o atual presidente, Mauricio Macri, enfrenta uma grave crise econômica. Também na live de ontem Bolsonaro disse que se Macri não está indo bem, “paciência, vai lutar para melhorar. O que não pode é a volta da Cristina Kirchner”.

Ainda segundo Bolsonaro, ninguém vai se envolver em questões fora do país, “mas tenho preocupação de que volte o governo anterior ao do Macri. A presidente (Kirchner) era ligada a Dilma, Lula, Venezuela e Cuba. Se isso voltar, a Argentina vai entrar em situação semelhante à Venezuela.”

Mensagem aos formandos

Aos formandos do Itamaraty, Bolsonaro destacou que temos um novo projeto de nação, escolhido pelas urnas, de ter um Brasil grande e próspero e que a política externa será essencial para obter sucesso nesse projeto.

Segundo o presidente, os formandos são convidados a dar voz ao nosso povo, defender os valores nacionais e levar o Brasil ao patamar de grandeza e prosperidade que se almeja.

A defesa da democracia e da liberdade na nossa região e no mundo é uma diretriz, pois apenas com o “império da lei e liberdade” podemos prosperar.

Bolsonaro aconselhou que eles estudem não só as correntes de comércio, mas também as correntes de pensamento.

“O mundo é um fluxo de bens e mercadorias, mas também é cada vez mais um fluxo de ideias. São essas ideias que determinarão a estrutura do poder político e econômico do futuro”, afirmou.

Bolsonaro também reafirmou que sua missão é fazer com que a sociedade e não o Estado seja a grande protagonista e pediu que os futuros diplomatas escutem o povo, aprendam com ele e levem sua voz aos quatro cantos do mundo.

O presidente também anunciou que os concursos para ingresso no Itamaraty serão mantidos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Agora vai?

Governo enviará ao Congresso na próxima semana projeto para destravar privatização da Eletrobras

Proposta deve conter os mesmos itens que estavam na Medida Provisória 879, que não foi votada pela Câmara

Olha quem apareceu

Rede de varejo Le Biscuit, da Vinci Partners, estreia no comércio online

Entrada da empresa no mundo online ocorrerá em etapas e segue uma tendência mundial

Olha a oportunidade aí

Movimentos para ofertas de ações no 2º semestre aceleram

Reuniões com os bancos de investimento se intensificam e companhias começam a fechar acordos para levar as ofertas adiante

Eita!

Chefes da Receita Federal ameaçam entrega de cargos por interferência política

De acordo com apuração, seis subsecretários do órgão estão fechados nessa posição

À beira do abismo

Sob pressão financeira, Oi procura bancos para encontrar saída

Operadora precisa levantar R$ 2,5 bilhões, mas ainda não tem ideia de como fará essa captação de recursos

Batalha contra a desaceleração

China divulga reforma de juros para reduzir custo de financiamento de empresas

Movimento anunciado deve reduzir ainda mais as taxas de juros reais para as companhias do país

Entrevista

Criador da CVM diz que mercado brasileiro não precisa de mais regulação

Para Roberto Teixeira da Costa, momento é de libertar a capacidade criativa das pessoas; em entrevista ao Seu Dinheiro, ele fala sobre mercado de capitais, economia brasileira e a figura do analista de investimentos

Seu Dinheiro na sua noite

Lucro, pra que te quero?

Podem me chamar de antiquado ou de romântico, mas sou do tempo em que empresa boa é empresa que dá lucro. Mas reconheço que, diante das mudanças abruptas na forma como consumimos produtos e serviços, olhar para a chamada última linha do balanço das companhias ficou meio fora de moda. No lugar do lucro, o […]

Xiiii...

Oi avisa Anatel que pode ficar sem dinheiro para operar a partir de fevereiro

Diagnóstico da situação da empresa indicou que o dinheiro em caixa da operadora chegou ao “mínimo necessário”

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: O furacão das eleições na Argentina e o fantasma da recessão mundial

Seu Dinheiro traz um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements