IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-13T18:45:03-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Prejuízo

Rombo na Americanas (AMER3) pode afetar até aquisição de clientes do BTG Pactual, diz Itaú BBA

Analistas apontam que linha de crédito que BTG Pactual oferece a empresas da cadeia de suprimentos pode ter demanda reduzida após caso Americanas

13 de janeiro de 2023
18:44 - atualizado às 18:45
Fachada de loja da Americanas
Fachada de loja da Americanas -

A reação em cadeia do rombo de R$ 20 bilhões da Americanas (AMER3) pode afetar o BTG Pactual ao ponto de até reduzir a aquisição de novos clientes pessoa jurídica. A análise foi feita pelo Itaú BBA, que tenta medir o impacto da crise na varejista sobre seus principais credores.

De acordo com os cálculos do Itaú BBA, dos R$ 130 bilhões em exposição de crédito do BTG, cerca de R$ 21 bilhões se referem a pequenas e médias empresas, segmento que consiste quase inteiramente em financiamento da cadeia de suprimentos para vários setores. A estimativa do Itaú BBA é de que essa linha tenha sido responsável por 4% das receitas do BTG no terceiro trimestre de 2022.

"Este produto não apenas traz receita de juros, mas também tem sido a porta de entrada do BTG no setor bancário/crédito para PMEs. Acreditamos que a Americanas é um dos clientes que utilizam esse produto", disse o Itaú BBA em relatório.

O banco aponta que as "inconsistências contábeis" da Americanas foram identificadas justamente na maneira como a varejista declarava dívidas e custos resultante das linhas de financiamento da cadeia de suprimentos.

"Se o setor como um todo reduzir o uso desse financiamento da cadeira de suprimentos após o episódio, isso pode desacelerar essa importante avenida de aquisição e monetização de clientes do BTG", apontou o Itaú BBA.

Leia mais sobre Americanas:

Bancos podem ter de aumentar provisões

O Itaú BBA também traçou outros dois cenários que podem afetar os bancos credores da Americanas como um todo.

No primeiro cenário, de calote, a Americanas não conseguiria levantar mais capital ou renegociar suas dívidas com os credores, o que levaria os bancos a ter de declarar essas dívidas como perdas. O Itaú BBA exemplifica que um banco que tenha R$ 1 bilhão de exposição à dívida da Americanas sofreria um impacto de R$ 550 milhões no lucro líquido.

No segundo cenário, que o Itaú BBA considera mais provável, a dívida da Americanas seria reestruturada ou a empresa conseguiria levantar capital, e isso faria os bancos aumentarem as provisões. Segundo o Itaú BBA, uma provisão de 20% a 30% seria um bom palpite, o que, no exemplo da exposição de R$ 1 bilhão, significaria um aumento de provisões entre R$ 200 e R$ 300 milhões.

"Os bancos podem não aumentar sua exposição ao crédito ou renovar as linhas de crédito após o pagamento, mas uma renegociação pode ajudar a evitar uma perda total e outras consequências indiretas que possam ter", disse o Itaú BBA.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

RELATÓRIO DE PRODUÇÃO

Pé no freio: produção e vendas da Vale (VALE3) registram recuo tímido em 2022; confira os destaques operacionais da mineradora

31 de janeiro de 2023 - 18:30

A produção e a comercialização de minério de ferro da companhia se aproximaram da estabilidade no ano passado, com leves quedas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies