🔴 ESTA CRIPTOMOEDA DISPAROU 4.200% EM 2 DIAS – VEJA SE VALE INVESTIR

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
MARKET MAKERS #70

Por que este gestor colocou a Copel (CPLE6) como a maior posição do fundo após a privatização da empresa de energia paranaense

No episódio #70 do Market Makers, o CEO da AlphaKey, Christian Keleti, revela por que aposta nas ações da empresa de energia após a privatização

Camille Lima
Camille Lima
12 de novembro de 2023
9:20 - atualizado às 17:45
copel cple6 privatização empresa elétrica ações
Imagem: Getty Images/Montagem: Julia Shikota

A Copel (CPLE6) tornou-se uma tese conhecida dos investidores e ganhou os holofotes do mercado em agosto deste ano após a oferta secundária de ações (follow-on) multibilionária que tirou o governo do Paraná do controle da companhia de energia.

Ao mesmo tempo, o sentimento de euforia que marca as privatizações no mercado também provocou desconfiança em parte dos investidores devido ao “risco Eletrobras”. O temor é o de que a Copel esteja fadada a percorrer o mesmo caminho da ex-estatal federal com resistências do governo após a desestatização. 

Acontece que um trimestre se passou desde a privatização da companhia — e nenhum desses medos se concretizou até então. Pelo contrário, aliás: as decisões da Copel nos últimos meses apenas elevaram o otimismo dos investidores com a empresa.

Ou seja, a tese que fez as ações da Copel triplicarem de valor nos últimos cinco anos com a expectativa da privatização permanece de pé. A dúvida que fica é: depois de todo esse otimismo, ainda há espaço para a ação da Copel subir? Há algum gatilho para destravar valor de CPLE6?

No episódio #70 do Market Makers, o CEO da AlphaKey, Christian Keleti, revela por que aposta nas ações da empresa de energia. 

Keleti trabalhou por mais de uma década na Hedging-Griffo, corretora que deu origem ao lendário fundo Verde, e outros sete anos no Credit Suisse no Brasil até criar a AlphaKey, uma gestora de recursos independente de fundos que atualmente administra quase R$ 300 milhões em ativos.

Para escutar o podcast completo, é só dar play aqui.

A tese de investimentos em Copel (CPLE6)

A história da AlphaKey com a Copel (CPLE6) começou há quatro anos — logo que Daniel Slaviero era indicado para o cargo de CEO da companhia paranaense de energia, conta Christian Keleti.

Segundo o gestor, o primeiro encontro com Slaviero aconteceu na primeira semana de 2019, através do atual governador do Paraná, Ratinho Jr.

“Ele me contou dos projetos, do respaldo do governador para mudar a empresa, que tinha feito péssima alocação de capital nos governos antigos. Ela era eternamente barata porque tinha sempre histórias ruins para contar”, contou Keleti, em conversa com os apresentadores Thiago Salomão e Matheus Soares. 

“A partir do momento em que Daniel chegou, ele começou a fazer mudanças e mexer nos custos. Ele era um forasteiro sem amarras na empresa e com respaldo do governador.”

Em nove meses, Slaviero não só transformou a Copel em uma referência de companhia estatal, como também fez com que a empresa virasse a grande vaca leiteira do Governo do Estado do Paraná.

“Nós [AlphaKey] pegamos essa história quase inteira por dois anos, até 2021. Depois, achamos que a ação estava no preço justo.”

Levou cerca de dois anos até que houvesse “uma nova história para contar” na Copel: a privatização que tirou o governo do Estado do Paraná do controle.

Na visão do CEO da AlphaKey, a Copel ganhou ainda mais eficiência após o follow-on — e CPLE6 se tornou a maior posição da carteira de investimentos da gestora, representando aproximadamente 10% do fundo.

Um dos exemplos disso é a redução de custos da companhia, com um programa de demissão voluntária (PDV) que pode economizar até R$ 438 milhões por ano à Copel. Confira aqui toda a estratégia de alocação de capital da empresa após a desestatização.

“Com a privatização, ela pode fazer mais coisas que estavam amarradas, como vender sua empresa de gás, vender a [usina] térmica de Araucária e focar na operação de distribuição, geração e transmissão”, afirma Keleti. 

Confira o episódio #70 do Market Makers na íntegra:

Compartilhe

ATENÇÃO, INVESTIDOR

Dividendos: Banco do Brasil (BBAS3) anuncia R$ 1,1 bilhão em JCP — em proventos antecipados do 2T24

24 de maio de 2024 - 18:52

Para ter direito à remuneração, é necessário possuir ações do BB até o fim do pregão de 23 de junho

TRAGAM A COROA

Tchau, Itaú (ITUB4): Nubank (ROXO34) se torna o banco mais valioso da América Latina pela primeira vez em dois anos

24 de maio de 2024 - 17:24

Atualmente, o banco digital é avaliado em US$ 56,19 bilhões, equivalente a R$ 290,52 bilhões nas cotações atuais

DONA DO CHATGPT

De demissões a polêmicas em Hollywood: por que a gestão de Sam Altman à frente da OpenAI vem sendo alvo de críticas

24 de maio de 2024 - 16:24

Desde que recuperou o trono de CEO em novembro, Sam Altman viu a empresa que fundou adentrar uma nova onda de intrigas — incluindo uma controvérsia com a atriz Scarlett Johansson e acordos altamente restritivos com antigos funcionários

APERTO DE MÃOS

Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) anunciam acordo de cooperação para ‘mesclar’ malhas aéreas em meio a rumores de fusão das empresas

24 de maio de 2024 - 8:34

Entre as novas rotas compartilhadas, os clientes terão à disposição também oportunidades mais convenientes de conexão

UMA BATALHA DE GIGANTES

Mercado Livre quer se tornar maior banco digital do México — mas expansão do Nubank pode atrapalhar os planos

23 de maio de 2024 - 20:04

O banco do cartão roxo liderou a adição de usuários ativos mensais (MAU) no país, de acordo com relatório do Bank of America

UM AUXÍLIO PARA A DANÇA DAS CADEIRAS

Vale (VALE3) contrata consultoria internacional para seleção de novo CEO e dá mais um passo no processo de sucessão do comando

23 de maio de 2024 - 19:22

A escolhida para assessorar o conselho de administração na busca foi a Russell Reynolds, que entregará uma lista de três possíveis nomes para o cargo ao CA

Mais uma espera

Americanas (AMER3) adia novamente a divulgação dos balanços de 2023 e do primeiro trimestre de 2024

23 de maio de 2024 - 19:13

Previsão da empresa era divulgar seus números em 28 de maio, mas investigação de comitê independente ainda não terminou

NOVAS ESTRUTURAS?

Sanepar (SAPR11) estuda criar holding e outras empresas para segregar negócios; entenda

23 de maio de 2024 - 18:46

O levantamento será elaborado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), que terá um prazo de 240 dias para concluir os trabalhos

CHUVA DE PROVENTOS?

Petrobras (PETR4) é a segunda empresa que mais pagou dividendos no 1T24 apesar da polêmica com governo; saiba quem foi a campeã

23 de maio de 2024 - 16:15

Entre janeiro e março deste ano, a estatal depositou um total de US$ 2,03 bilhões em remuneração aos acionistas; veja a lista completa

PAPEL FICOU BARATO?

XP quer recomprar até R$ 1 bilhão em ações após papéis despencarem 14% com o balanço do 1T24

23 de maio de 2024 - 13:28

O conselho de administração da companhia aprovou um programa de recompra de ações de papéis classe A no mercado norte-americano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar