🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
NA CORDA BAMBA

IRB (IRBR3) vai precisar de ainda mais dinheiro após a sequência de prejuízos? O Citi responde

Há três anos, a Squadra deu o sinal de alerta para o que seria uma fraude milionária na resseguradora, que agora volta ao holofotes com as crises na Americanas e na Oi; saiba o que pode acontecer com a empresa

Carolina Gama
3 de fevereiro de 2023
14:30 - atualizado às 23:16
Tela de celular mostra logotipo do IRB Brasil RE com gráfico ao fundo
Imagem: Shutterstock

O rombo bilionário na Americanas (AMER3) e os sinais de que a Oi (OIBR3) pode dar entrada em um segundo pedido de recuperação judicial fazem o mercado olhar com mais cautela para outra empresa envolvida em problemas contábeis: IRB (IRBR3) — a resseguradora que se viu envolvida em uma fraude milionária descoberta há três anos pela Squadra. 

Por isso, o Citi avaliou vários cenários possíveis para a empresa. A conclusão do banco é que ainda é cedo para dizer se o IRB precisará de uma nova injeção de capital — embora não tenha descartado este cenário. 

"Desenhamos alguns cenários com variáveis relevantes (ganhos com venda de imóveis, sazonalidade positiva no primeiro trimestre e a possível repetição de perdas no seguro rural)", diz o analista Gabriel Gusan, do Citi, em relatório. 

O banco afirma que a resseguradora ainda está sobre a "corda bamba" e que, a depender de variáveis como o desempenho do resseguro rural, uma nova capitalização pode ser necessária ainda em 2023.

"Descobrimos que nem tudo está perdido, mas a companhia ainda está na corda bamba", diz Gusan.

O analista explica que o interesse dos clientes em discutir os negócios do IRB aumentou, ainda que a possível necessidade de capital faça com que a maior parte deles continue pessimista com o papel. Por isso, o banco fez as simulações. 

O Citi tem recomendação neutra de alto risco para as ações IRBR3, com preço-alvo de R$ 27, o que representa um potencial de valorização de 10,9% em relação ao fechamento de quinta-feira (02).

Cenário menos otimista x cenário-base

No cenário-base do Citi, o IRB é capaz de chegar ao segundo trimestre de 2023 sem levantar recursos — ainda que por uma margem estreita.

No cenário menos otimista, a empresa necessitaria de uma nova capitalização em meados deste ano, após levantar R$ 1,2 bilhão no segundo semestre de 2022 para enquadrar os índices de solvência nas exigências da Superintendência de Seguros Privados (Susep). 

Vale lembrar que essa não foi a primeira capitalização da resseguradora desde o começo da sua reestruturação, em 2020.

Segundo o banco, há ainda fatores como os ajustes patrimoniais, que podem amplificar os prejuízos ou os lucros e, consequentemente, influenciar os índices de solvência da empresa.

"Perdas rurais (com clima adverso nos Estados do Sul, novamente) e riscos legais podem complicar ainda mais as questões do IRB", diz o banco.

IRB: uma crise que completa 3 anos

A crise no IRB começou em fevereiro de 2020, quando a Squadra divulgou uma carta explicando ao mercado por que estava apostando na queda das ações IRBR3 — a gestora enxergava disparidades entre o lucro contábil e o lucro normalizado da resseguradora.

O que se viu na sequência foi a saída de membros do conselho da companhia, uma crise de credibilidade instalada e a abertura de processos pela Comissão de Valores Mobiliário (CVM) para investigar supostas irregularidades. 

O IRB acabou descobrindo uma fraude de R$ 60 milhões em bônus pagos a executivos e teve que republicar os balanços referentes a 2019 e 2018 por suspeitas de manipulação de dados.

O caso provocou uma liquidação das ações, que chegaram a cair mais de 80% ao longo de 2020 — ano em que a empresa reportou prejuízo de R$ 1,5 bilhão.

Compartilhe

SEGUNDA CHANCE

Agora vai? Após tentativa frustrada pela B3, Kora Saúde (KRSA3) fará nova assembleia para votar saída do Novo Mercado

19 de julho de 2024 - 19:20

A AGE acontecerá no final este mês depois de ter sido adiada por falta de quórum com acionistas barrados pela dona da bolsa brasileira

RESSARCIMENTO PARA A ESTATAL

Por que a Petrobras (PETR4) vai receber um ‘reembolso’ de R$ 2,2 bilhões de outras empresas do setor de petróleo

19 de julho de 2024 - 18:47

O ressarcimento está ligado a um acordo de quase R$ 20 bilhões fechado com a Receita Federal para encerrar pendências com o Carf

SINAL VERDE

Segue o jogo: Presidente do STF nega pedido do PT e mantém processo de privatização da Sabesp (SBSP3); entenda os argumentos dos partidos

19 de julho de 2024 - 17:56

Para o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, supostas ilegalidades no processo dependem de provas

APOIO À EXPORTAÇÃO

“Embraer não existiria sem o BNDES”: Fabricante de aeronaves recebe novo financiamento de R$ 4,5 bilhões — veja o que a empresa quer fazer com o dinheiro

19 de julho de 2024 - 15:56

A operação de crédito será realizada por meio do BNDES Exim Pós-embarque, linha de crédito direto do banco para comercialização de bens nacionais destinados à exportação

Apoio federal

CCR faz emissão bilionária para obras na Dutra e na Rio-Santos garantida por banco estatal; veja qual

19 de julho de 2024 - 15:10

Segundo a companhia, investimento em duas rodovias soma R$ 15,5 bilhões; parte será bancada pelos R$ 9,4 bilhões em debêntures

SD ENTREVISTA

CEO da Techfin, parceria entre Totvs (TOTS4) e Itaú (ITUB4), aposta em conta digital B2B para concorrer com bancos no segmento PME

19 de julho de 2024 - 14:01

Para Eduardo Neubern, existe uma demanda não atendida no dia a dia das pequenas e médias empresas: uma conta digital integrada às necessidades de pagamento e recebimento

RELEMBRE O CASO

Fantasma de investigação de cartel volta para assombrar a Tegma (TGMA3) após cinco anos e banco de investimentos rebaixa recomendação das ações; entenda

19 de julho de 2024 - 11:29

O mercado repercute a notícia de que o Cade instaurou um processo administrativo contra a companhia que é fruto de uma investigação de 2019

Oferta de ações

Eletrobras embolsa R$ 2,185 bilhões com oferta de ações da controlada CTEEP

19 de julho de 2024 - 10:38

Somando o lote inicial e parte do suplementar, foram vendidas 93 milhões de ações PN da CTEEP

CÉU DE BRIGADEIRO

Embraer (EMBR3) lidera ganhos do Ibovespa após anunciar mais um recorde na carteira de pedidos do 2T24. O que esperar da ação?

19 de julho de 2024 - 10:01

A fabricante brasileira de aeronaves entregou 47 jatos entre abril e junho de 2024, um aumento de 88% em relação ao trimestre imediatamente anterior

SAIU!

Privatização da Sabesp (SBSP3): a maior oferta de saneamento da história movimenta R$ 14,8 bilhões; confira os detalhes da operação

19 de julho de 2024 - 6:14

A demanda total do mercado pelas ações da Sabesp chegou a R$ 187 bilhões — 53% foram ordens de investidores estrangeiros e o restante de gestoras locais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar