🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
CADA VEZ PIOR

Hurb (antiga Hotel Urbano) vai responder processo administrativo e terá 48 horas para esclarecer sua situação financeira

Segundo a Secretaria Nacional do Consumidor, pelo menos por enquanto não serão adotadas medidas como suspensão da venda de produtos e serviços da Hurb

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
28 de abril de 2023
13:32 - atualizado às 15:24
Hurb, empresa de viagens
Hurb - Imagem: Divulgação

Depois de receber um mar de reclamações por conta de viagens que nunca aconteceram e dos hóteis que receberam calote — sem contar o escândalo envolvendo o agora ex-CEO —, a Hurb (antiga Hotel Urbano) vai responder um processo administrativo.

De acordo com a Secretaria Nacional do Consumidor, a abertura foi determinada no âmbito do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), com o objetivo de avaliar as irregularidades que podem ter sido cometidas pela empresa.

O despacho pela abertura do processo está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (28).

Segundo o documento, as evidências reunidas sugerem que a Hurb "desencadeou um agressivo processo de capitalização ao longo do período da pandemia de covid/2019, oferecendo um serviço para ser fruído em momento futuro, sem se preocupar em reunir condições efetivas ou lastro financeiro para cumprimento das suas obrigações contratuais correspondentes".

  • Já sabe como declarar seus investimentos no Imposto de Renda 2023? O Seu Dinheiro elaborou um guia exclusivo onde você confere as particularidades de cada ativo para não errar em nada na hora de se acertar com a Receita. Clique aqui para baixar o material gratuito.

Conforme o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) e o jornal O Estado de S. Paulo noticiaram na última segunda-feira (24) há um aumento no número de reclamações de clientes e hotéis parceiros da plataforma de viagens, pelas dificuldades em usufruir do serviço contratado e pelos atrasos nos pagamentos à rede hoteleira.

De acordo com a Secretaria Nacional do Consumidor, se a hipótese de venda sem preocupação com as condições para cumprir as obrigações contratuais for verdadeira, "se confirmará que a empresa se beneficiou abusivamente das circunstâncias psicológicas e materiais adversas impostas aos consumidores em virtude da necessidade de isolamento social, contexto no qual a contratação de pacotes de viagem se associa fortemente à esperança da conquista de um futuro menos agreste, num dos momentos de maior dificuldade na experiência recente da humanidade".

Conforme a secretaria, no momento, não serão adotadas medidas de urgência mais severas, como a determinação da suspensão cautelar da comercialização de produtos e serviços. "Objetiva-se, no momento, evitar que a imposição de precipitado impacto financeiro à operação da empresa ora notificada repercuta no comprometimento da capacidade de atendimento dos direitos dos consumidores contratantes de pacotes de viagens."

O órgão afirma que essa postura exige que a empresa demonstre, de forma urgente, que possui capacidade de honrar seus compromissos. No despacho, a secretaria destaca que continuam sendo comercializados pacotes de viagem nacionais e internacionais, com hospedagem econômica, sem taxas e datas flexíveis, para serem utilizados em 2024 e 2025, bem como comercialização de pacotes "All inclusive".

"Todos os pacotes possuem preços muito baixos em relação ao mercado e descontos que variam no importe de 20% a 50% (vinte a cinquenta por cento)."

VEJA TAMBÉM - Fugi do país para escapar de uma montanha de dívidas, meus credores podem me perseguir?

Confira o episódio desta semana do quadro A Dinheirista, em que a repórter Julia Wiltgen resolve esse e mais casos cabeludos envolvendo dinheiro.

Além da abertura do processo administrativo, a Secretaria determinou medida cautelar para que a Hurb apresente, em 48 horas, a partir da notificação da decisão, esclarecimentos sobre a sua situação econômica e financeira e sobre a previsão de recursos para execução contratual de novos pacotes de viagens ofertados.

O descumprimento da medida cautelar, segundo o despacho, implicará em multa diária de R$ 50 mil, além da possibilidade de determinação cautelar de suspensão de comercialização do produto ou serviço.

Com relação ao processo administrativo a ser instaurado pelo DPDC, a empresa será notificada e terá prazo de 20 dias para apresentar a defesa.

O que a Hurb diz

A Hurb não quis comentar sobre a determinação de abertura de processo administrativo.

Em nota enviada ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a Hurb diz que "tudo será esclarecido perante o Ministério da Justiça" e que "por questões legais, não comenta processos e/ou ações em andamento".

"Hurb, empresa brasileira que está no mercado há mais de 12 anos, sempre prezou pela transparência com os seus viajantes e, como é de conhecimento de todos, coloca o cliente em primeiro lugar. Somos uma empresa feita de pessoas para pessoas. Somos a única companhia do setor que se responsabiliza integralmente pela jornada dos nossos clientes: desde a procura por um destino até a realização da viagem e o retorno para casa", afirma a empresa em nota enviada à reportagem.

* Com informações do Estadão Conteúdo

Compartilhe

FUTURA POTÊNCIA?

Para o Santander, expansão da IA e demanda por data centers são oportunidades para o Brasil. Veja quais empresas e setores na Bolsa podem se beneficiar

12 de julho de 2024 - 20:00

Segundo o banco, país possui “excesso de oferta” de energia e diversas fontes renováveis

FUSÕES E AQUISIÇÕES

Indo às compras: Suzano adquire fábricas de empresa de embalagens nos EUA por US$ 110 milhões

12 de julho de 2024 - 19:12

Acordo ocorre semanas após a companhia desistir de tratativas para comprar a International Paper por US$ 15 bilhões

A GRANDE APOSTA

Não aposte contra a Nvidia: Para investidor do ‘Big Short’, seria insano apostar na queda da ação da gigante dos chips de inteligência artificial

12 de julho de 2024 - 18:31

Conhecido por fazer fortuna na crise de 2008 com apostas short, Steve Eisman afirma que investidores que operam vendidos nas big techs como a Nvidia têm um “desejo de morte”

ARROZ EM ALTA

Camil (CAML3) sobe 8% após balanço, mas recomendação de compra não é unanimidade entre os bancos

12 de julho de 2024 - 13:45

Resultados do primeiro trimestre divulgados pela companhia animaram o mercado. No entanto, o impulso motivado pela alta no preço do arroz tem data para acabar

DIVIDINDO A RESPONSABILIDADE

Por que a Vale (VALE3) fechou acordo com a BHP em processos no exterior por rompimento de barragem em Mariana 

12 de julho de 2024 - 12:12

O contrato assinado com a BHP tem relação com os processos de ações coletivas no Reino Unido e Holanda ligados ao rompimento da barragem de Fundão

Reforço de caixa

Eletrobras pode levantar até R$ 3,3 bi com oferta secundária de ações da CTEEP (TRLP4); mercado reage e papel tem a maior queda do Ibovespa

12 de julho de 2024 - 11:28

Companhia anuncia venda de 60 milhões de papéis da subsidiária, que pode ser acrescida de mais 70 milhões caso haja demanda

AINDA UMA PENNY STOCK

Em meio a aumento bilionário de capital, Americanas (AMER3) adia grupamento de ações

11 de julho de 2024 - 19:57

Grupamento de ações ordinárias e aquisição do controle da varejista pelos acionistas de referência com aumento de capital foram aprovados nesta semana pelo Cade

CÉU AZUL

Itaú BBA iniciou cobertura da Latam com recomendação de compra e chances de ação decolar 41%; os motivos você confere aqui

11 de julho de 2024 - 19:01

São três pilares que sustentam uma visão positiva sobre a empresa, e quase todos têm a ver com ajustes após a saída do chapter 11

CONSELHO APROVOU

Por que a Santos Brasil (STBP3) quer devolver R$ 1,6 bilhão aos acionistas? Confira a proposta de redução de capital da companhia

11 de julho de 2024 - 18:57

A operação deve ser realizada sem o cancelamento de ações e com restituição em dinheiro aos investidores, mas ainda precisa ser aprovada pelos acionistas

OPERAÇÃO DISCLOSURE

A fraude bilionária na Americanas (AMER3): procurador do MPF pede a extradição do ex-CEO Miguel Gutierrez na Espanha

11 de julho de 2024 - 18:41

Investigado pela operação Disclosure, o executivo teve a prisão decretada pela Justiça, mas permanece solto por ter cidadania brasileira e espanhola

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar