🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
O QUE É ISSO, UM LIVRO?

Bilionário indiano rebate acusações de fraude após Adani Group perder US$ 72 bilhões em valor de mercado

Gautam Adani publicou um documento de 413 páginas refutando as alegações da Hindenburg Research de fraude contábil e lavagem de dinheiro

Camille Lima
Camille Lima
30 de janeiro de 2023
14:05 - atualizado às 12:54
Gautam Adani
Imagem: Wikimedia/Divulgação/montagem Brenda Silva

Dizem que a confiança é como um cristal: uma vez quebrada, não há nada que possa consertá-la — e o Adani Group, o maior conglomerado da Índia, é uma prova concreta disso no mercado financeiro.

Não importa o quanto Gautam Adani tente convencer os agentes do mercado de que as acusações da empresa Hindenburg Research seriam “nada além de uma mentira”, as ações de seu grupo não são capazes de desacelerar a queda livre dos últimos pregões na bolsa de valores.

O bilionário indiano publicou no último domingo um documento de 413 páginas refutando as alegações da empresa, na tentativa de acalmar os investidores do grupo em meio à derrocada dos papéis do Adani Group nos mercados.

Segundo informações da Bloomberg, o conglomerado perdeu mais de US$ 72 bilhões em valor de mercado após as acusações de manipulação de mercado.

Com isso, o dono do grupo indiano acumulou queda de aproximadamente US$ 32,4 bilhões em patrimônio líquido desde o começo do ano, com uma fortuna agora estimada em US$ 88,2 bilhões.

As acusações da Hindenburg sobre o Adani Group

Na quarta-feira passada (25), a Hindenburg Research revelou acusações de fraude contábil, lavagem de dinheiro e manipulação de mercado envolvendo o Adani Group.

Em um relatório de 100 páginas, a Hindenburg afirmou que sua investigação de dois anos encontrou “manipulação descarada de ações e fraude contábil”, além de uma “dívida substancial” do conglomerado.

Vale destacar que a casa de análise é focada em vendas a descoberto (short-selling) e está com posição vendida nas empresas que compõem o conglomerado, ou seja, apostando na queda dos ativos.

As acusações da Hindenburg destacam o desempenho inconsistente das empresas do Adani Group em relação à média da indústria, cujas ações misteriosamente teriam disparado nos últimos três anos.

“As sete principais empresas listadas do Adani Group estão cerca de 85% supervalorizadas, mesmo se você ignorar nossa investigação e considerar as finanças das companhias pelo valor de face”, disse a Hindenburg, em relatório.

A empresa ainda acusa executivos da família Adani de criar entidades de fachada offshore em paraísos fiscais, na intenção de gerar documentos de importações e exportações forjados para desviar dinheiro das empresas listadas.

  • Não perca dinheiro em 2023: o Seu Dinheiro conversou com os principais especialistas do mercado financeiro e reuniu neste material as melhores oportunidades de investimentos em ações, BDRs, fundos imobiliários e muito mais. ACESSE AQUI GRATUITAMENTE

A (longa) resposta de Adani

Assim que a denúncia da  Hindenburg Research foi publicada, o conglomerado de Gautam Adani já havia chamado o relatório de “infundado” e “malicioso”. Na quinta-feira, a empresa disse ainda estar considerando entrar com uma ação na Justiça.

Porém, na nova resposta às acusações da Hindenburg, o Adani Group, em um documento de mais de 400 páginas, acusou a empresa norte-americana de lançar “um ataque calculado” à Índia.

“Este não é apenas um ataque injustificado a qualquer empresa específica, mas um ataque calculado à Índia, à independência, integridade e qualidade das instituições indianas e à história de crescimento e ambição da Índia”, escreveu Adani.

O texto dizia que cerca de 65 das 88 questões levantadas pela Hindenburg Research já foram abordadas em divulgações públicas. A retórica ainda afirma que as alegações seriam "infundadas e desacreditadas", e ressalta que a empresa teria um "motivo oculto".

“Isso está repleto de conflitos de interesse e visa apenas criar um falso mercado de valores mobiliários para permitir que a Hindenburg, uma vendedora a descoberto admitido, obtenha ganhos financeiros maciços por meios ilícitos às custas de inúmeros investidores”, afirmou.

Segundo o Adani Group, a conduta da empresa de pesquisa seria “nada menos que uma fraude de valores mobiliários calculada sob a lei aplicável”.

“Não é bem assim…”

O documento publicado pelo Adani Group no domingo citou as acusações das entidades offshore e de manipulação de mercado.

Em relação à origem dos recursos das investidoras offshore, o conglomerado afirmou que são acionistas públicos do portfólio da Adani e “as insinuações de que são partes aparentadas dos promotores são incorretas”.

Enquanto isso, sobre a questão de manipulação de mercado entre 1999 e 2005, o grupo respondeu que, apesar da acusação de mais de 70 entidades e indivíduos, não há processos em andamento contra os promotores da Adani perante à SEBI (a CVM indiana).

Ontem, a companhia de pesquisa Hindenburg Research ainda destacou, em resposta à refutação de Adani, que “a fraude não pode ser ofuscada pelo nacionalismo”.

“O Adani Group tentou combinar sua ascensão meteórica e a riqueza de seu presidente, Gautam Adani, com o sucesso da própria Índia”, disse a companhia, em tweet.

A empresa disse que, apesar do longo documento de resposta às acusações, o grupo indiano teria ignorado “todas as principais alegações” levantadas.

“Em termos de substância, a resposta de 413 páginas de Adani incluiu apenas cerca de 30 páginas focadas em questões relacionadas ao nosso relatório. O restante da resposta consistia em 330 páginas de registros judiciais, juntamente com 53 páginas de finanças de alto nível, informações gerais e detalhes sobre iniciativas corporativas irrelevantes, como o incentivo ao empreendedorismo feminino e a produção de vegetais seguros.”

*Com informações de Bloomberg e CNN

Compartilhe

LOTERIAS

Quem será o próximo milionário? Mega-Sena acumula R$ 100 milhões e prêmio pode sair neste sábado (20)

20 de abril de 2024 - 17:20

O sorteio do prêmio está previsto para acontecer às 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte em São Paulo; apostas podem ser feitas até 19h

IMÓVEIS NOVOS x USADOS

Minha Casa, Meu FGTS: Construtoras questionam disponibilidade dos recursos e cobram novas regras do governo

20 de abril de 2024 - 16:43

Os empréstimos para financiar a aquisição de imóveis usados no programa Minha Casa, Minha Vida vem ganhando participação no orçamento do FGTS

O QUE ESPERAR DOS JUROS

Mudança de rota: Campos Neto deixa claro que BC pode reduzir o ritmo de cortes na Selic a partir de maio

20 de abril de 2024 - 16:04

O presidente do Banco Central afirmou que as suas declarações não são como um guidance, mas sim um exercício de transparência

PARA OS PRÓXIMOS ANOS

Bilionário mexicano anuncia investimento de mais de R$ 40 bilhões no Brasil após encontro com Lula

20 de abril de 2024 - 15:20

O fundador da América Móvil, empresa controladora da Claro, anunciou planos de investimentos para os próximos anos no Brasil

LISTA DA FORBES

‘Clube dos US$ 100 bilhões’: número bilionários com fortuna de 12 dígitos bate recorde em 2024; veja quem são

19 de abril de 2024 - 17:33

Em 2023, o “clube” tinha seis membros. Em 2020, apenas um: era Jeff Bezos, fundador da Amazon, que hoje aparece em terceiro lugar

MUDANÇA NO PÓDIO

Mark Zuckerberg ultrapassa Elon Musk e se torna terceiro homem mais rico do mundo, segundo ranking de bilionários da Bloomberg

19 de abril de 2024 - 15:00

Elon Musk, que encerrou 2023 como o homem mais rico do mundo, foi empurrado por Mark Zuckerberg para fora do pódio dos bilionários da Bloomberg

TRANSAÇÕES LIMITADAS

O fim das apostas esportivas no cartão de crédito: governo define novas regras para o ‘mercado bet’

18 de abril de 2024 - 14:31

Criada em 2018, a modalidade lotérica que reúne eventos virtuais e reais vem sendo regulamentada desde o ano passado

LOTERIAS

Lotofácil tem dois ganhadores, mas ninguém fica milionário — e outra loteria vai pagar prêmio de R$ 174 milhões nesta semana

18 de abril de 2024 - 9:37

Duas apostas cravaram as 15 dezenas sorteadas no concurso 3081 da Lotofácil; confira os números que saíram na loteria

COM A PALAVRA, O CHEFE DO BC

Qual o futuro dos juros no Brasil? Campos Neto dá pistas sobre a trajetória da taxa Selic daqui para frente

17 de abril de 2024 - 20:03

O presidente do banco central falou sobre a inflação, o mercado de trabalho e sobre a trajetória da economia durante entrevista para a CNBC

Oficializou

Senado aprova isenção de imposto de renda para quem ganha até dois salários mínimos por mês; projeto vai à sanção presidencial

17 de abril de 2024 - 19:08

Aprovação do projeto de lei oficializa medida provisória publicada pelo governo em fevereiro; limite de isenção do imposto de renda passa para R$ 2.824

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar