🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Mande sua dúvida!

Estou com o nome sujo há 3 anos e não pretendo pagar tão cedo. É verdade que a dívida some depois de 5 anos?

No episódio de hoje da Dinheirista, dá para limpar o nome sem precisar pagar a dívida?

6 de maio de 2023
8:00 - atualizado às 17:59
Logo da coluna A Dinheirista
Imagem: Montagem Seu Dinheiro

Dívidas podem tirar o sono de quem não as pode pagar, pois ficar com o nome sujo - isto é, ter o CPF inscrito em cadastros de inadimplentes, como o Serasa - pode dificultar bastante a vida.

A restrição do nome torna mais difícil para o devedor obter crédito e, quando este se encontra disponível, normalmente tem juros ainda mais elevados do que as linhas tradicionais oferecidas aos chamados “bons pagadores”. Até para, por exemplo, alugar um imóvel, a coisa fica mais complicada.

Mas o que fazer para limpar o nome? Há alguma forma de tirar o CPF dos bancos de dados dos birôs de crédito, tradicionalmente consultados por bancos e empresas, sem ter que quitar a dívida?

Quem já passou por isso talvez já tenha ouvido um passarinho lhe dizer que, depois de cinco anos, a dívida “caduca”. Mas isso quer dizer que é só esperar cinco anos que a dívida some?

A dúvida respondida pela Dinheirista nesta semana tem a ver com isso. Caso você tenha alguma pergunta sobre finanças e investimentos e deseje enviá-la para a gente responder, basta enviar um e-mail para adinheirista@seudinheiro.com. Vamos lá:

Estou devendo para o Nubank há mais de três anos. Meu nome está no Serasa. O que acontece se meu nome ficar mais de cinco anos lá? Não pretendo pagar tão cedo.

De fato, após cinco anos, a maioria das dívidas - como é o caso dos empréstimos contraídos em bancos - prescreve, o que faz com que seja obrigatório que o seu CPF seja retirado de cadastros de inadimplentes.

Então, realmente, seu nome passa a ficar limpo, sua nota de crédito melhora e pode ser que fique mais fácil para você obter crédito no mercado.

Só que a dívida continua existindo e permanece sujeita à incidência de juros. Ela não pode ser cobrada judicialmente, mas ainda pode ser cobrada de maneira informal pelo credor - por exemplo, por meio de ligações.

Além disso, o credor continuará mantendo o registro da dívida não paga, então pode ser que junto a ele você não consiga obter crédito novamente, mesmo depois de cinco anos, a menos que quite as suas obrigações.

Finalmente, no caso das dívidas bancárias, como a sua, a situação ganha um complicador, pois ela continua presente na base de dados do Banco Central. Isso significa que pode, eventualmente, ser visualizada por outras instituições financeiras, o que pode pesar na sua avaliação de crédito, mesmo que o seu CPF não esteja mais negativado.

  • Imposto de Renda sem complicações: não passe perrengue na hora de declarar o seu IR em 2023. Baixe de forma GRATUITA o guia completo que Seu Dinheiro preparou com todas as orientações que você precisa para fazer sua declaração à Receita sozinho. [É SÓ CLICAR AQUI]

No entanto, existe sim uma forma de limpar seu nome e voltar a ter acesso ao crédito sem ter que quitar a dívida em atraso toda de uma vez: basta renegociá-la com o credor.

Sei que nem sempre é fácil, mas os credores também estão interessados em receber. Então, se você tentar negociar um alongamento da dívida com redução das parcelas, um desconto para pagamento à vista ou uma redução nos juros, é possível obter condições bem favoráveis. Aqueles feirões limpa-nome promovidos por birôs de crédito como a Serasa e o SCPC podem ajudar.

Uma vez renegociada a dívida, seu CPF deve ser retirado do cadastro de inadimplentes, ainda que você não tenha começado a pagar sob as novas condições. Mas é importante que você seja capaz de honrar o novo compromisso, pois se ficar inadimplente de novo, pode voltar a ser negativado e será mais difícil renegociar novamente.

A segunda pergunta respondida no vídeo desta semana é a dúvida de um credor que ficou a ver navios ao colocar dinheiro na mão de um parente:

Meu primo pegou um total de R$ 67 mil reais de mim e da minha família dizendo que ia investir na bolsa. Dois meses depois ele disse que perdeu tudo e não vai nos pagar nada. O que posso fazer? Não fizemos nenhum contrato.

Confira a resposta para esta e outras perguntas no vídeo a seguir, a partir do minuto 2:10:

A Dinheirista, pronta para resolver suas aflições financeiras (ou te deixar mais desesperado). Envie a sua dúvida para adinheirista@seudinheiro.com.

Compartilhe

Mande sua pergunta!

Quero o divórcio, mas moro nos EUA com visto de acompanhante e nossos bens estão em nome de terceiros; e agora?

8 de junho de 2024 - 8:00

Ela ainda não obteve o green card, e ainda teme ficar sem nada após o divórcio, pois os bens da família não estão no nome do marido

Mande sua dúvida!

Fiz uma compra no AliExpress e paguei no Pix, mas ela foi cancelada por falta de pagamento. Meu dinheiro não voltou, e agora?

1 de junho de 2024 - 8:00

Solução para o problema vai depender se o Pix foi feito dentro ou fora da plataforma do AliExpress, diz advogado de direito do consumidor

Especial de IR

Fui MEI por um ano, mas não entreguei a declaração de imposto de renda de pessoa física. Posso vir a ter problemas?

25 de maio de 2024 - 7:46

Ela deixou de entregar a declaração de imposto de renda como pessoa física no ano em que trabalhou como MEI, mas pode ter cometido um erro…

Especial IR

Me mudei para Portugal, mas não entreguei a Declaração de Saída Definitiva do País; como regularizar a situação?

18 de maio de 2024 - 8:00

Documento serve para encerrar as obrigações fiscais do contribuinte no Brasil, mas este leitor não a entregou e agora recebeu uma herança

Especial IR

Dúvidas cruéis sobre declaração de ações no IR: isenção, retificação, mudança de ticker, prejuízos e investimento no exterior

11 de maio de 2024 - 8:00

A Dinheirista responde algumas das suas dúvidas mais cabeludas sobre como declarar ações no imposto de renda

Especial IR

Meu filho de 30 anos faz mestrado e não trabalha; ele pode ser meu dependente na declaração de imposto de renda?

4 de maio de 2024 - 8:00

O filho dela é estudante, e ela arca com suas despesas; será que tem como abatê-las no IR 2024?

Ficou no prejuízo?

Comprei um carro com meu namorado, mas terminamos e ele não me pagou a parte dele; o que fazer para não tomar calote?

27 de abril de 2024 - 8:00

Ex-namorado da leitora não pagou a parte dele nem se movimenta para vender o carro; e agora?

Mande sua pergunta!

Meu pai me ajudou a comprar um imóvel; agora ele faleceu, e meu irmão quer uma parte do valor; foi adiantamento de herança?

20 de abril de 2024 - 8:00

O irmão desta leitora está questionando a partilha da herança do pai falecido; ele tem razão?

IR 2024

Pago escola e plano de saúde de um filho ilegítimo; posso abater esses gastos no imposto de renda?

6 de abril de 2024 - 8:00

Filho não assumido rende deduções no imposto de renda? A Dinheirista responde dúvidas de leitores sobre o IR 2024

Mande sua pergunta!

Abri mão de tudo no divórcio, e meu ex morreu pouco tempo depois; eu e meus filhos vamos ficar sem nada?

30 de março de 2024 - 8:00

Ex-marido teve filhos em outro casamento, e mulher quer saber se terá que dividir herança com eles

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar