🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
DESTAQUES DA BOLSA

Tenda (TEND3) salta 15% e Cyrela (CYRE3) fica entre as maiores altas do Ibovespa após as prévias do 4º trimestre; é hora de colocar as construtoras na carteira?

Além delas, JHSF (JHSF3) e Cury (CURY3) divulgaram os resultados operacionais do período; confira os destaques de cada uma das companhias

Larissa Vitória
Larissa Vitória
18 de janeiro de 2023
13:29 - atualizado às 13:30
Montagem com prédios e outros imóveis em construção e guindastes | Fundos imobiliários, incorporadoras, construtoras, ações, MRV

Quem gosta de investir em companhias ligadas ao mercado imobiliário tem muito material para analisar nesta quarta-feira (18). Quatro empresas do setor — Cyrela (CYRE3), Cury (CURY3), JHSF (JHSF3) e Tenda (TEND3) — divulgaram suas prévias operacionais do quarto trimestre.

Os resultados, que incluem os números consolidados de 2022, vieram a público na noite de ontem e mexem com as cotações do segmento no pregão de hoje. Por volta das 13h25, a Tenda lidera os ganhos do índice imobiliário da B3 com um salto de 15,19%, cotada em R$ 5,08.

O desempenho ocorre a despeito da construtora ser a única das quatro cuja recomendação neutra para as ações foi mantida de maneira unânime pelos especialistas de diferentes casas que analisaram os resultados.

As ações da Cyrela, que fazem parte da carteira do Ibovespa, sobem 3,35% e estão entre as maiores altas do índice. No mesmo horário, os papéis JHSF recuam 0,46%, enquanto a Cury registra avanço de de 1,55%. Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados.

Confira abaixo os destaques das prévias operacionais de cada uma das quatro empresas.

Cyrela (CYRE3) é destaque do setor com números fortes

Para o BTG Pactual, a Cyrela (CYRE3) teve um quatro trimestre forte em todas as frentes. O banco explica que, apesar do cenário macroeconômico difícil, a empresa “cresceu o número de lançamentos fortemente” ao mesmo tempo em que manteve uma “excelente velocidade de vendas”.

O Valor Geral de Vendas (VGV) — uma estimativa da receita a ser obtida com os empreendimentos — foi de R$ 2,8 bilhões nos últimos três meses do ano, alta de 10,4% na comparação com o mesmo período de 2021.

O avanço das vendas totais contratadas foi ainda mais forte, de 70,9%, na mesma base de comparação. O indicador superou os R$ 2,69 bilhões no quarto trimestre e, segundo o Bradesco, impede o crescimento dos estoques, demonstrando a capacidade diferenciada de execução da empresa.

Além da boa performance operacional, o Santander destaca que o valuation das ações também é atrativo. Os analistas projetam um dividend yield de 6,3% em 2023 e afirmam que o nível atual de preços é favorável ante o histórico das cotações desde o IPO e a execução acima da média da Cyrela.

Os três bancos reforçaram a recomendação de compra para as ações CYRE3, mas cada um definiu um preço-alvo diferente para esse ano.

O mais otimista é o do BTG: R$ 27 por papel e potencial de alta de 86% em relação à cotação atual. Já o Santander é quem aposta no menor upside, de 44,7%, com preço-alvo de R$ 21. O Bradesco projeta as ações em R$ 22 e ganhos de 51,6%.

  • LEIA TAMBÉM: Essa ação é a ‘queridinha’ dos analistas para 2023: com papéis baratos e grandes perspectivas de crescimento, é a melhor opção para buscar bons lucros na bolsa este ano. CONFIRA AQUI O TICKER

Prévia da Tenda agradou, mas analistas ainda têm um pé atrás com as ações TEND3

A performance operacional da Tenda (TEND3) no quarto trimestre também agradou os analistas, mas com algumas ressalvas.

O BTG Pactual, por exemplo, diz que os R$ 704,2 milhões em lançamentos — queda de 15,8% na comparação anual — foram fracos. O Bradesco, por outro lado, relembra que a redução no indicador faz parte de um acordo da companhia com seus credores.

No lado positivo da prévia, o BTG cita a “sólida” velocidade de vendas (VSO), de 29,6%. Especialmente considerando que a companhia elevou o preço das unidades em 20,5% no trimestre, seguindo a estratégia da gestão para recuperar a lucratividade do negócio.

Os analistas do banco também estão otimistas com o segmento de baixa renda, no qual a empresa está inserida, e as perspectivas para o programa Casa Verde e Amarela. Além disso, mesmo com a alta de hoje, ponderam que as ações TEND3 estão descontadas.

Ainda assim, o BTG e o Bradesco mantêm recomendação neutra para os papéis porque a construtora deve enfrentar um semestre difícil, com queima de caixa e indicadores fracos. A virada nas margens ainda deve demorar a aparecer no balanço.

O Santander também avaliou os resultados da Tenda e reforçou que, para ganhar exposição no segmento de baixa renda, prefere as ações da Direcional (DIRR3) ou Cury (CURY3) por seus resultados fortes, ou a MRV (MRVE3), que negocia com desconto ainda maior que TEND3.

Confira abaixo o preço-alvo de cada uma das casas e o potencial de ganho projetado para as ações da Tenda.

CasaRecomendaçãoPreço-alvoUpside
BradescoNeutraR$ 857,5%
BTGNeutraR$ 618,1%
Santander Neutra R$ 5,406,30
Fonte: relatório dos bancos e B3

Destaques das prévias de Cury (CURY3) e JHSF (JHSF3)

A Cury (CURY3), queridinha do Santander, lançou R$ 556,2 milhões no quarto trimestre, queda de 29,4% na comparação anual. Mas o resultado consolidado de 2022 chegou a R$ 3,3 bilhões, alta de 19% ante o mesmo período de 2021 e um recorde histórico para a companhia.

O mesmo ocorreu com as vendas líquidas, que recuaram 15% ante o 4T21, para R$ 753,1 milhões, e avançaram 28,2% em 2022, com R$ 3,3 bilhões.

Já a JHSF (JHSF3), que atua em diversas áreas do mercado imobiliário, com foco em alta renda, vendeu R$ 419,1 milhões no segmento de incorporação. O resultado representa um crescimento de 23,1% em relação ao quarto trimestre do ano anterior.

As vendas consolidadas dos shoppings da companhia avançaram menos, 7,7%, para R$ 1,2 bilhão. Mas a empresa destaca que a base de comparação era elevada e o resultado do período foi afetado por dois grandes eventos: as eleições presidenciais e a Copa do Mundo.

Compartilhe

DE OLHO NAS REDES

Petrobras (PETR4): e se a melhor e pior notícia que a empresa poderia dar vierem juntas, o que seria das ações? 

18 de abril de 2024 - 13:30

De uns tempos para cá, a Petrobras vem testando os nervos dos investidores. Há alguns dias, rumores de que os saudosos dividendos extraordinários que foram retidos pela companhia finalmente poderiam sair, o que animou o mercado — e fez as ações saltarem.  Mas logo veio um potencial balde de água fria: Aloizio Mercadante poderia assumir […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Nova York e Petrobras (PETR4) contaminam Ibovespa, que fecha próximo da estabilidade; dólar tem leve alta a R$ 5,25

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Para acertar o alvo, às vezes é preciso mais de uma flecha, ainda que a mira esteja no ponto certo. Mesmo com as incertezas sobre os juros e a questão fiscal no ar, o Ibovespa conseguiu terminar o dia em tom positivo. O principal índice da bolsa brasileira ficou próximo da estabilidade […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

DESTAQUES DA BOLSA

Ozempic que se cuide! Empresa de biotecnologia faz parceria para distribuir caneta do emagrecimento no Brasil e ações disparam quase 40% 

17 de abril de 2024 - 14:03

Com o anúncio, a Biomm conquistou R$ 1,2 bilhão em valor de mercado na B3; a comercialização do similar do Ozempic deve ainda passar pelo crivo da Anvisa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Vale (VALE3) não é suficiente e Ibovespa fecha em queda na esteira de Nova York; dólar cai a R$ 5,24

17 de abril de 2024 - 6:49

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou interromper o ciclo de quedas com o forte avanço do minério de ferro e a prévia do PIB, mas o tom negativo de Nova York falou mais alto e arrastou o principal índice da bolsa brasileira. Com isso, o Ibovespa terminou o pregão em baixa de 0,17%, aos […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O fracasso das empresas “sem dono” na B3. Por que o modelo das corporations vai mal na bolsa brasileira

16 de abril de 2024 - 15:54

São vários exemplos e de inúmeros setores de companhias sem uma estrutura de controle que passaram por graves problemas ou simplesmente fracassaram

MAIS 11 ATIVOS PARA A CONTA

Fundo imobiliário BTLG11 fecha acordo de quase R$ 2 bilhões por portfólio de imóveis em SP

16 de abril de 2024 - 11:36

O FII deve adquirir 11 ativos, com cerca de 550 mil metros quadrados prontos e performados

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai pela quinta vez seguida pressionado por juros nos EUA e questão fiscal; dólar fecha no maior nível em 13 meses, a R$ 5,26

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: A perspectiva de juros elevados por mais tempo nos Estados Unidos ganhou força mais uma vez e, combinada com a preocupação com o cenário fiscal doméstico, gerou mais lenha para a bolsa brasileira aumentar as cinzas. Pela quinta vez consecutiva, o Ibovespa terminou o dia no vermelho, com queda de 0,75%, aos […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar