🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
RECADO DO GESTOR

Fundo Verde reduz posição em bolsa e vê arcabouço fiscal “pior do que o necessário e melhor que o temido”

Bolsa continua a ser vítima da “soma de todos os medos”, de acordo com a Verde Asset, gestora de Luis Stuhlberger

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
11 de abril de 2023
12:31 - atualizado às 11:46
Luis Stuhlberger, sócio da Verde Asset, que administra o Fundo Verde
Gestora de Luis Stuhlberger não vê risco de nova crise financeira após quebra de bancos nos EUA - Imagem: Fotoka/Divulgação

Luis Stuhlberger ficou menos otimista com a bolsa brasileira depois do anúncio do novo arcabouço fiscal pelo governo. Tanto que o gestor decidiu reduzir marginalmente a exposição em ações na B3 do lendário fundo Verde.

Para Stuhlberger e sua equipe, o arcabouço que vai substituir o teto de gastos consegue ser "ao mesmo tempo pior do que o necessário e melhor que o temido".

“É claro que a maior parte da disciplina fiscal vem do lado da receita, o que levará a discussões complicadas no Congresso, ao mesmo tempo que um governo que já gasta muito e mal quer crescer mais ainda”, escreveram os gestores do Verde, na carta mensal aos investidores.

A parte "melhor que a temida" vem dos sinais que o novo arcabouço traz de busca de superávits primários, de acordo com o Verde.

Pelas regras, o governo tem como meta entregar um déficit fiscal zero no ano que vem, com uma banda de tolerância de 0,25 ponto percentual para mais ou para menos.

  • Enquanto as bolsas internacionais sofrem com os problemas que surgiram a partir da quebra do Silicon Valley Bank (SVB), o bitcoin se mostrou – pelo menos por enquanto – um ativo de “segurança”. Isto é um sinal para você comprar BTC como reserva de valor? Veja aqui!

Verde: bolsa vive a soma de todos os medos

Seja como for, o novo arcabouço trouxe alívio tanto para os juros como para o câmbio, que voltou a flertar com o patamar abaixo de R$ 5 nesta terça-feira.

Já a bolsa continua a ser vítima do que os gestores do fundo Verde chamam de a "soma de todos os medos". São basicamente três as preocupações que não deixam a bolsa andar, segundo Stuhlberger e sua equipe:

  • A bolsa não consegue precificar a queda do juro futuro diante das taxas atuais em 13,75%;
  • O alto nível de endividamento das empresas e o crédito restrito;
  • O provável aumento de impostos com o novo arcabouço fiscal.

Perdas em março

Além da posição menor na bolsa brasileira, o Verde tem exposição líquida neutra em bolsa global. O conturbado mês de março, aliás, não foi bom para o fundo, que registrou retorno negativo de 0,41%.

No ano, o Verde tem ganho de 2,36%, abaixo dos 3,25% do CDI, o indicador de referência.

Para os gestores, a quebra do Silicon Valley Bank (SVB) e de outros bancos no mês passado não deve ser interpretada como uma possível reedição da crise financeira de 2008.

"Acreditamos que o modelo mental de 2008 não funciona para hoje, e os problemas do sistema não são de solvência, mas sim, em grande medida, de liquidez, algo que os Bancos Centrais podem endereçar sem os mecanismos da taxa de juros", escreveram os gestores do Verde.

Assim, o fundo manteve a posição tomada em juros nos EUA, ou seja, com a aposta de alta nas taxas. O Verde também manteve a posição em ouro, mas zerou a exposição ao petróleo.

Em meio à queda do dólar, o fundo de Stuhlberger também decidiu montar uma pequena alocação comprada na morda norte-americana contra o real.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais amanhecem pressionadas após dados regionais; Ibovespa reage à notícia sobre Petrobras (PETR4)

21 de maio de 2024 - 7:21

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais começam o dia no vermelho, após uma sucessão de pregões positivos. Além disso, as principais praças do mundo operam em baixa em virtude de dados locais. Na Ásia, os investidores reagem à uma tentativa do governo chinês de reanimar o mercado imobiliário do país, após a pior fase da […]

DANÇA DAS CADEIRAS

Exclusivo: Verde Asset reformula área de ações com a saída de três profissionais; Stuhlberger vai decidir risco no dia a dia

21 de maio de 2024 - 7:20

A reestruturação do time de ações acontece em um período turbulento para a indústria de fundos; fundo Verde perde para o CDI nos últimos 12 meses

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Com pressão de Vale, Ibovespa começa a semana em queda; dólar sobe a R$ 5,10

20 de maio de 2024 - 17:20

RESUMO DO DIA: O principal índice da bolsa brasileira entrou na penúltima semana de maio de olho no retrovisor. Isso porque os desdobramentos da saída de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras (PETR4) seguiram sendo o foco dos investidores locais. O Ibovespa terminou o dia com baixa de 0,31%, aos 127.750 pontos. Já o […]

INVESTIMENTOS

À procura de dividendos? Itaú Asset lança ETF que distribui renda para investidores 

20 de maio de 2024 - 15:14

Sob o código DIVD11, o fundo do Itaú começa a ser negociado em 11 de junho e com referência ao Índice de Dividendos da B3, o IDIV

QUEM CONTROLA O CONTROLADOR

Em vitória dos minoritários, Braskem (BRKM5) sobe forte na B3 após Novonor ser condenada a pagar indenização bilionária à companhia

20 de maio de 2024 - 11:23

Controladora da Braskem, Novonor foi condenada a indenizar a petroquímica em cerca de R$ 5,5 bilhões em processo aberto por acionistas minoritários

REVISÃO

Santander reduz projeção do Ibovespa para 145 mil pontos e muda carteira para enfrentar turbulência; veja as ações favoritas dos analistas

20 de maio de 2024 - 10:59

Mesmo com a redução da projeção em 15 mil pontos, o banco espera crescimento do Ibovespa em 13% neste ano e um retorno de 15% de lucro por ação

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: noticiário esfria após semana de dança das cadeiras na Petrobras (PETR4); encontro do CMN é destaque no Brasil

20 de maio de 2024 - 8:15

Lá fora, os investidores acompanham vários discursos de integrantes do Federal Reserve para buscar um direcionamento do futuro dos juros no país

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) limita ganhos do Ibovespa; dólar cai a R$ 5,10 e recua mais de 1% na semana

17 de maio de 2024 - 17:35

RESUMO DO DIA: Como uma montanha-russa, o Ibovespa iniciou a semana em alta com a ata do Copom que aliviou, momentaneamente, o temor dos investidores. Mas Petrobras (PETR4) roubou a cena com a demissão repentina de Jean Paul Prates da presidência da estatal. Com isso, o Ibovespa termina a última sessão da semana em baixa […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa se recupera do tombo de Petrobras (PETR4) e fecha em alta; dólar cai a R$ 5,13

16 de maio de 2024 - 17:40

RESUMO DO DIA: Após um dia de tensão por conta das mudanças na Petrobras (PETR4), o Ibovespa conseguiu conter as perdas embalado pelas máximas em Wall Street. O principal índice da bolsa brasileira terminou a sessão com alta de 0,20%, aos 128.283 pontos. O dólar fechou a R$ 5,13, com baixa de 0,13% no mercado […]

TEMPOS DE GLÓRIA CHEGARAM?

Nas alturas: Dow Jones ultrapassa os 40 mil pontos pela primeira vez na história 

16 de maio de 2024 - 16:30

Quando começou a operar, Dow Jones era composto apenas por 12 ações. Hoje, o índice tem ações das 30 maiores empresas dos Estados Unidos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar