⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-23T20:18:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Eurasia vê chance crescente de vitória de Lula em 1º turno, mas cenário não é o mais provável

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

23 de setembro de 2022
8:19 - atualizado às 20:18
Urna Eletrônica Central das Eleições SD
Central das Eleições - Seu Dinheiro - Imagem: Shutterstock / Montagem Brenda Silva

RESUMO DO DIA: O Eurasia Group vê uma chance crescente de vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em primeiro turno. Entretanto, o cenário mais provável ainda é o de um segundo turno entre o candidato petista e o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL). Confira as conclusões da consultoria especializada em pesquisa de risco político.

Lula minimiza postura 'dócil' com Zema, adversário de Kalil: “Questão de educação”

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, minimizou nesta sexta-feira (23), sua postura considerada pouco combativa com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), candidato à reeleição e adversário de Alexandre Kalil (PSD), seu aliado político.

“É uma questão de educação e de respeito. Não posso chegar em qualquer estado brasileiro e ficar fazendo crítica ao governador do estado que não tenho nenhuma relação, que não acompanho as coisas que ele faz. Seria falta de respeito minha com povo”, afirmou Lula em Ipatinga (MG). 

“Não posso julgar o que não conheço”, acrescentou, defendendo, em seguida, a administração de Kalil enquanto esteve na prefeitura de Belo Horizonte.

Na prática, contudo, o comportamento do petista é estratégico, já que uma fatia do eleitorado mineiro tem optado pela dobradinha Lula-Zema.

Com o governador candidato à reeleição com chance de vencer em primeiro turno, a transferência de voto do ex-presidente para Kalil tem falhado no Estado. (Estadão Conteúdo)

TSE proíbe Bolsonaro de usar imagens do discurso na ONU em propagandas

O corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Benedito Gonçalves, determinou nesta sexta-feira (23) a remoção de vídeos de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) compartilhados nas redes sociais com trechos do discurso realizado por ele na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova York. 

A retirada dos conteúdos das redes sociais deve ser realizada em até 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 10 mil.

O pronunciamento de Bolsonaro no encontro com os líderes mundiais foi considerado por adversários como propaganda irregular negativa por conter ataques ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Embora não tenha citado diretamente o petista, Bolsonaro não deixou dúvidas sobre quem estava falando. 

Candidato à reeleição e atrás de Lula nas pesquisas de intenção de voto, ele mencionou condenações de integrantes do PT na Justiça e disse que seu governo extirpou a “corrupção sistêmica”.

O presidente tem acumulado derrotas no TSE. Somente neste mês, a Corte proibiu sua campanha de fazer propaganda com as imagens de Bolsonaro no funeral da rainha Elizabeth II, em Londres, e nas comemorações do Bicentenário da Independência, no último 7 de Setembro. (Estadão Conteúdo)

 

Número de candidatas em eleições gerais é o maior em duas décadas

Ao menos desde 2002, as eleições gerais não registram uma participação feminina tão expressiva, seja em números absolutos, com 9.239 candidatas, ou em proporção do total, com 33,81% das candidaturas aptas sendo de mulheres.

Os dados, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), levam em consideração somente as candidaturas aptas, ou seja, aquelas que atenderam a todos os critérios legais e formais e foram deferidas pela Justiça Eleitoral.

Em 2018, por exemplo, quando já valia a imposição aos partidos de que ao menos 30% de candidaturas femininas, as mulheres representavam 31% (8.075) dos candidatos aptos a receber votos. Em 2014, essa proporção foi de 28,81% (6.331).

Os números refletem até mesmo na corrida presidencial, em que há quatro mulheres na disputa pelo Planalto. Ao menos desde 2002 não há um número tão expressivo de mulheres disputando cargos eletivos. (Agência Brasil)

Bolsonaro indicará ministros contra o aborto ao STF se reeleito

O candidato à reeleição pelo PL Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (23) que, se reeleito, vai escolher ministros para o Supremo Tribunal Federal (STF) que sejam contrários à legalização do aborto. 

“Não vamos discutir aborto no Brasil. E não se esqueçam que, quem se eleger presidente esse ano, indica dois ministros para ocupar o Supremo Tribunal Federal ano que vem. Sendo reeleito, esses dois que vão para lá jamais serão favoráveis ao aborto também”, disse Bolsonaro em comício em Divinópolis (MG).

Em 2023, duas vagas serão abertas no STF com a aposentadoria dos ministros Ricardo Lewandowski e Rosa Weber. É prerrogativa do Presidente da República indicar os novos nomes.

Durante o seu governo, Bolsonaro nomeou dois ministros, Kassio Nunes Marques e André Mendonça.

Há, no STF, uma ação que pede a descriminalização do aborto. Ela está parada sob relatoria da ministra Rosa Weber, atual presidente da Corte. No Brasil, o aborto é permitido em três situações: em caso de estupro, quando há risco de vida para a mãe e se o feto tem anencefalia. (Agência Brasil)

Coordenador da campanha de Bolsonaro, Ciro Nogueira tira férias a 9 dias do primeiro turno

Coordenador da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) à reeleição, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, está em férias.

Presidente do Progressistas, Ciro Nogueira vai passar a próxima semana no Piauí, onde pretende ajudar aliados políticos locais.

Sílvio Mendes (União Brasil), candidato ao governo do Piauí apoiado por Nogueira, é o favorito na disputa, mas não quer se associar à impopularidade de Bolsonaro.

A deputada federal Iracema Portella (PP), ex-mulher de Ciro, é vice na chapa de Mendes.

À CNN Brasil, Nogueira disse que tem direito ao período de férias e afirmou que também vai se dedicar à reeleição de Bolsonaro, buscando votos no Nordeste.

Justiça censura reportagem do UOL sobre imóveis dos Bolsonaro comprados com dinheiro vivo

A Justiça de Brasília censurou reportagem do UOL sobre o uso de dinheiro vivo na compra de 51 dos 107 imóveis adquiridos pela família Bolsonaro no decorrer dos últimos 30 anos.

A pedido do senador Flávio Bolsonaro (PL), filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (PL), o desembargador Demetrius Gomes Cavalcanti, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, ordenou ao UOL que retire do ar duas reportagens, além de postagens em suas redes sociais com menção ao trabalho jornalístico.

O UOL informa ter cumprido decisão, mas avisou que vai recorrer.

“A decisão viola precedentes estabelecidos no sistema jurídico brasileiro e pretende retirar do debate público, às vésperas da eleição, informações relevantes sobre o patrimônio de agentes públicos”, diz Mônica Filgueiras Galvão, advogada do UOL.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) emitiu nota por meio da qual diz que “vê com muita preocupação uma decisão judicial que manda retirar um conteúdo que é baseado em fatos, em documentos”.

Ipespe mostra Lula na liderança com 46%; Bolsonaro tem 35% e Ciro, 7%

Pesquisa Ipespe divulgada hoje mostra que o cenário da corrida eleitoral continua estabilizado, com manutenção da liderança do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Pela mostra, na pesquisa estimulada de primeiro turno, Lula tem 46% das intenções de voto. O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), tem 35%, o candidato Ciro Gomes (PDT) tem 7% e a candidata Simone Tebet (MDB) tem 4%.

Votos nulos e brancos somam 4% e não sabe ou não responderam 13%.

Na rodada anterior, o Ipespe apontava Lula com 45% das intenções de voto no primeiro turno das eleições, com uma oscilação positiva de dois pontos em relação ao levantamento anterior.

Bolsonaro, candidato à reeleição, pontuou 35%, o mesmo porcentual da mostra divulgada nesta sexta. Ciro Gomes registrou na pesquisa anterior 7% e Tebet, 5%.

Num eventual segundo turno, as projeções mostram que Lula tem 54% e Bolsonaro, 37%.

Foram realizadas 2.000 entrevistas de abrangência nacional de 19 a 21 de setembro. A margem de erro máxima é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi encomendado pela corretora XP Investimentos.

Eurasia vê chance crescente de vitória de Lula em 1º turno, mas cenário não é o mais provável

O Eurasia Group vê uma chance crescente de vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em primeiro turno. Entretanto, o cenário mais provável ainda é o de um segundo turno entre o candidato petista e o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), com vitória de Lula.

De acordo com o Eurasia, uma consultoria especializada em pesquisa de risco político, as chances de Lula sair vitorioso do processo eleitoral como um todo passaram de 65% há duas semanas para 70% depois da última rodada do Datafolha, divulgada na noite de ontem.

A nove dias do primeiro turno das eleições, explica o Eurasia, as mais recentes pesquisas de intenção de voto trazem números cada vez mais positivos para Lula.

A chance de vitória do ex-presidente em primeiro turno passou de 10% há duas semanas para entre 20% e 25% agora.

Para que isso aconteça, porém, Lula precisa trabalhar no sentido de estancar ao máximo os níveis de abstenção entre os eleitores de baixa renda e baixa escolaridade.

Segundo o Eurasia, os grupos nos quais Lula tem margem mais ampla nas pesquisas são também os que mais tendem à abstenção.

Em relação a um provável segundo turno, Bolsonaro pode até virar o jogo. Para tanto, porém, ele precisaria de uma “combinação entre um ritmo mais rápido de melhora do sentimento e erros estratégicos que Lula não tem cometido”. Tudo isso em apenas quatro semanas.

Bolsonaro ‘chucro’ e Ciro ‘surtado’: confira os principais lances da entrevista de Lula a Ratinho

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), prometeu aumentar o salário mínimo, criticou seus principais adversários na disputa e convocou os eleitores a irem às urnas em 2 de outubro em entrevista ao Programa do Ratinho, do SBT.

Lula foi o quarto e último entrevistado no quadro “Candidatos com Ratinho”, no SBT. Jair Bolsonaro, Ciro Gomes e Simone Tebet (MDB) também foram sabatinados pelo apresentador Ratinho.

Confira a seguir os principais trechos da entrevista

Salário mínimo – Questionado por Ratinho sobre como voltaria a aumentar o salário mínimo acima da inflação, se eleito, o candidato disse: “aumentando”.

“Deixa eu falar uma coisa, quando eu fui presidente a gente aumentava o salário mínimo. Você repunha aquilo que era a inflação, e você dava o aumento de salário de acordo com o crescimento do PIB. Olha, se PIB crescer 5% você dá, 5%, se o PIB não crescer nada você dá a inflação. Foi assim que nós fizemos durante o nosso governo e por isso o salário mínimo aumentou 77%.”

Bolsonaro ‘ignorante’ e ‘chucro’ – “O Bolsonaro, você sabe que é meio ignorante, ele é meio chucro, ele até falou para você que é meio chucro, fala palavrão. Ele poderia ter montado um comitê de crise, poderia ter ouvido a saúde, ele poderia ter ido no conselho federal de saúde, poderia ter montado um conselho com os principais secretários de saúde dos estados brasileiros, e poderia ter comprado a vacina na hora certa. Ele ficou brincando.”

Chamado às urnas – “Eu queria que você comparecesse, você que acha que vai se abster, você que acha que não gosta de ninguém. Por favor, vá para a urna, vote, escolha quem você acreditar que vai consertar esse País. Mas vote, para você ter o direito de reclamar, de xingar, de cobrar. Se você não for votar, você não vai poder cobrar nada de ninguém”, declarou o ex-presidente.

Ciro ‘surtado’ – Firme na ofensiva pelo voto útil, Lula reforçou críticas a Ciro Gomes (PDT) e disse que o adversário está “surtando” ao criticá-lo com tanta veemência.

“Ele foi ministro da Fazenda durante três meses. Sabe qual era a taxa de juros quando ele foi ministro? 55%. Se ele tiver memória curta, é importante ele lembrar”, declarou.

Lulinha paz e amor – Ainda segundo ele, o estilo “Lulinha paz e amor voltou com tudo” nessas eleições.

O termo foi cunhado na primeira eleição vitoriosa de Lula, em 2002, quando o ex-presidente fez acenos ao centro político e adotou uma postura considerada menos radicalizada.

Em novo aceno à conciliação, ele prometeu, se eleito, que o País terá paz na cidade e no campo, e que as famílias vão “voltar a comer”.

‘Socialista refinado’ – “Eu me considero cidadão de esquerda. Um socialista refinado, porque defendo a propriedade privada, a liberdade de organização, o direito de greve”, acrescentou o petista, ao ser questionado se é de direita ou de esquerda.

Agronegócio e Amazônia – Na entrevista, Lula reiterou ser preciso financiar a agricultura e ser possível fazer da preservação dos biomas uma forma de desenvolvimento.

“Não precisa invadir a Amazônia. A Amazônia pode significar patrimônio para humanidade se a gente souber trabalhar corretamente”, declarou.

“Você não precisa criar gado em milhares de hectares, você pode criar parte do seu gado confinado”, seguiu.

Pedaladas e golpe – Lula voltou a defender a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e a dizer que ela sofreu um golpe. De acordo com Lula, todos os últimos presidentes, inclusive ele, recorreram às chamadas “pedaladas” para acertarem as contas públicas.

“Nunca na vida você poderia cassar uma Presidente da República porque ela fez o acerto de contas que eles colocaram o apelido de pedalada. Fernando Henrique Cardoso fez, eu fiz e todos os presidentes fizeram. Chega no fim do ano, você às vezes não tem o dinheiro para fechar o caixa, você pega dinheiro de outros programas, coloca lá e depois você repõe. Meu caro, isso é normal, inventaram um golpe e foi um golpe.”

Cachacinha e rabada – Em meio a uma conversa de tom descontraído, Ratinho perguntou a Lula se o líquido em sua garrafinha durante os discursos seria cachaça.

O ex-presidente explicou que toma água, por causa da garganta, mas lembrou que já tomou cachaça com o apresentador.

“Eu estou com a garganta, fazendo tratamento com fonoaudiólogo, estou fazendo muito comício. Hoje ela está boa, mas eu gosto de uma cachaça, sim. Ah, nós já tomamos juntos na sua casa lá, no alto da Lapa, onde eu comi a melhor rabada.”

Confira a agenda dos candidatos hoje

Confira a agenda dos candidatos à Presidência da República nesta sexta-feira, 23 de setembro.

O candidato Ciro Gomes (PDT) é o único sem agenda anunciada para hoje.

  • José Maria Eymael (DC):  às 12h concede entrevista à rádio Trianon, às 16h participa em São Paulo de concentração de candidatos do Democracia Cristã e às 20h participa de debate na  emissora Rede Conectv em Barueri (SP).
  • Felipe D’Avila (Novo): às 8h30 tem reunião com mulheres do YPO em São Paulo.
  • Jair Bolsonaro (PL): às 11h05 tem encontro com prefeitos, candidatos e autoridades e, depois participa de motociata, às 13h realiza comício na Praça do Santuário, às 14h15 almoço com crianças adotivas , família e homenagem do grupo de apoio à adoção no Salão Clube Estrela e às 15h encontro com lideranças religiosas. Todos os eventos são em Divinópolis (MG).
  • Leo Pericles (UP): às 12 participa de almoço na Ocupação Manoel Aleixo em Mauá (SP), às 14h realiza caminhada em Mauá (SP) e às 19h tem gravação do podcast Tec Inverso, em São Paulo.
  • Lula (PT): às 18h participa de ato no Parque Ipanema em Ipatinga (MG).
  • Padre Kelmon (PTB): reunião com assessores.
  • Simone Tebet (MDB): às 10h30 visita o Centro de Treinamento Paraolímpico em São Paulo e às 16h30 visita a Universidade Zumbi dos Palmares, também na capital paulista.
  • Sofia Manzano (PCB): às 10h gravação de vídeos para campanha eleitoral e às 19h participa de live Universidade à Esquerda.
  • Soraya Thronicke (União Brasil): às 10h reunião  com equipe de Assessoria e Comunicação da campanha eleitoral.
  • Vera Lucia (PSTU): às 6h participa de panfletagem na Escola Adauto Bezerra em Fortaleza, às 8h30 concede entrevista à Rádio Super e jornal O Tempo (MG), às 11h concede entrevista ao canal Opera Mundi via YouTube, às 12h participa de reunião com operários da construção civil em Fortaleza e às 18h participa de plenária com apoiadores de campanha no auditório do Sinprece em Fortaleza.
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

EFEITO MEIRELLES 2.0

Bolsa amplia alta e Magazine Luiza (MGLU3) dispara com novo rumor sobre Henrique Meirelles no governo em caso de vitória do petista

30 de setembro de 2022 - 16:01

Descolando de seus pares internacionais, a bolsa brasileira opera em forte alta, mas o grande destaque fica com a curva de juros e a disparada de ações do setor de consumo

É HORA DE COMPRAR?

Morgan Stanley altera recomendação da Weg (WEGE3) de venda para compra e papel sobe mais de 5%

30 de setembro de 2022 - 15:51

Na avaliação dos analistas, a Weg (WEGE3) tende a se beneficiar das tendências de automação, eletrificação e descarbonização do mercado e pode subir 29,3%

BITCOIN NA SEMANA

Bitcoin (BTC) passa por turbulências de bancos centrais e sobrevive a mais uma semana aos US$ 20 mil; veja o que esperar das criptomoedas agora

30 de setembro de 2022 - 13:09

Entre os destaques da semana estão a saída do CEO da Celsius, mudanças na CVM sobre decisão do faraó dos bitcoins e mais

JUST (DON’T) DO IT

Ações da Nike despencam mais de 10% após projeções menos animadoras; o que isso significa para a Centauro (SBFG3)?

30 de setembro de 2022 - 13:06

A gigante dos tênis se viu diante de níveis de estoque excessivos — e o remédio encontrado pela empresa para tentar solucionar o problema atingiu em cheio o lucro do trimestre

RESSACA

Mercado adia para segunda-feira uma reação às eleições após debate sem propostas e com muito bate-boca

30 de setembro de 2022 - 12:57

Apesar da alta vista no Ibovespa nesta sexta-feira, analistas e gestores apontam que o mercado só deve reagir ao pleito quando tiver um cenário mais concreto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies