🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Beatriz Azevedo
Beatriz Azevedo
Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo. Já passou pelo Jornal da USP e agência de marketing.
É TETRA!

Nubank ‘vence’ Itaú, Santander e Bradesco em ranking de melhores bancos; Inter e C6 Bank deixam bancões fora do pódio

O ranking anual da Forbes EUA aponta o Nubank como o melhor banco do país e bancões ‘não chegam nem perto’ na lista; veja

bdr nubank ipo nubank
Nubank vai abrir capital nos EUA e terá BDRs listados no Brasil. - Imagem: Shutterstock

Como diria Galvão Bueno, é tetra! O Nubank foi eleito o melhor banco do Brasil pelo 4° ano consecutivo, de acordo com ranking elaborado pela revista Forbes. 

O restante do pódio é ocupado por outros dois “novatos” no setor financeiro: Inter e C6 Bank, que mantiveram as posições do último ano.

Uma má notícia para os bancões, que sequer figuram no Top 5. O Itaú (ITUB4), por exemplo, está na 8° posição e o Santander (SANB11), na 10°. 

O Digio é um nome novo na lista, após tomar a 15° posição do Banrisul. Já o Sicredi — cooperativa de crédito — disparou do 7° ao 4° lugar em um ano. Veja a seguir o ranking: 

  1. Nubank; 
  2. Banco Inter; 
  3. C6 Bank; 
  4. Sicredi; 
  5. PagBank; 
  6. Neon; 
  7. Next;
  8. Itaú; 
  9. Banco BMG; 
  10. Santander. 

Alguns dos quesitos levados em consideração são: satisfação dos clientes, confiabilidade, digitalização, atendimento e assessoria financeira. Mais de 45.000 pessoas de 27 países foram ouvidas para compilar a lista.

O que mudou desde o ranking de 2020? 

Desde a última publicação do ranking, em abril de 2021, o cenário econômico mudou drasticamente. A Selic, que ainda estava na casa dos 2%, disparou e hoje já chega aos 11,75% e deve continuar subindo. 

Esse cenário beneficia instituições que ganham com o encarecimento de empréstimos e financiamentos, como é o caso dos bancos tradicionais. 

Assim,  os alguns dos maiores bancos brasileiros (Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander) registraram, juntos, o maior lucro anual desde 2019: R$ 81,6 bilhões. O que não foi o suficiente para fazê-los voltar ao gosto do povo. Para você ter uma noção, o BB sequer entrou na lista. 

O Nubank e outras fintechs, por outro lado, saem perdendo em um cenário de juros em alta, mesmo que ainda estejam à frente na pesquisa. 

O motivo por trás disso é que os juros em disparada podem reduzir a velocidade do chamado "financial deepening", ou seja, a migração dos investidores para produtos com foco em maior retorno e risco fora da prateleira dos grandes bancos.

A explicação é que, uma das formas de determinar o valor de uma  empresa é o chamado fluxo de caixa descontado. 

Basicamente, um analista projeta os fluxos de caixa de uma empresa ao longo do tempo e traz cada um desses valores ao valor presente, usando uma taxa de desconto. 

Mas, como as empresas de tecnologia têm projeções de forte crescimento no futuro — e, sendo assim, os fluxos de caixa vão aumentando de maneira intensa ao longo do tempo. Acontece que a alta dos juros faz o valor da taxa de desconto aumentar. 

Como resultado, a soma dos valores presentes desses fluxos acaba diminuindo — e, com isso, também cai o preço justo das ações. No lado técnico, essa é a razão que justifica a correção mais intensa nas ações do setor de tecnologia no geral. 

Alerta vermelho: risco de ataque hacker é real e seus dados correr perigo; veja abaixo como ter chances de virar o jogo e lucrar com isso

Compartilhe

Internacionalização

Práticas e acessíveis, contas em dólar podem reduzir custo do câmbio em até 8%; saiba se são seguras e para quem são indicadas

9 de setembro de 2022 - 6:30

Contas globais em moeda estrangeira funcionam como contas-correntes com cartão de débito e ainda oferecem cotação mais barata que compra de papel-moeda ou cartão pré-pago. Saiba se são para você

Valuation

BofA dá sinal verde para BTG (BPAC11) e recomenda compra do papel. Mas XP segue no amarelo

6 de setembro de 2022 - 16:27

Para o BofA, o BTG pactual está bem posicionado para apresentar resultados financeiros fortes nos próximos anos

ANOTE NO CALENDÁRIO

Atenção, investidor: Confira como fica o funcionamento da B3 e dos bancos durante o feriado de 7 de setembro

6 de setembro de 2022 - 11:29

Não haverá negociações na bolsa nesta quarta-feira. Isso inclui os mercados de renda variável, renda fixa privada, ETFs de renda fixa e de derivativos listados

Recadinho

Indireta para o Nubank? Itaú diz que “é muito fácil crescer oferecendo preços baixos e subsidiados para atrair clientes”

1 de setembro de 2022 - 10:43

Executivos do Itaú avaliam que alta dos juros tem feito os problemas dos grandes bancos se estenderem à nova concorrência

ARRUMANDO A CASA

Itaú (ITUB4) vai propor reorganização societária aos acionistas; banco deve assumir parte das atividades do Itaucard

31 de agosto de 2022 - 19:55

Segundo a instituição financeira, a reorganização faz parte da estratégia de “racionalização do uso dos recursos e otimização das
estruturas e negócios”

MUDANÇAS

Banco Bmg (BMGB4) faz reorganização societária e cria nova área de seguros

31 de agosto de 2022 - 10:22

Bmg (BMGB4) também anunciou a criação de uma nova holding chamada Bmg Seguradoras, que será subsidiária desta área de seguros

Marketplace

Itaú (ITUB4) entra na disputa das vendas online com shopping virtual; Magazine Luiza está entre os primeiros parceiros

29 de agosto de 2022 - 14:18

A intenção do Itaú é de que a nova loja virtual funcione como um ecossistema de compras de produtos e serviços

ATENÇÃO, ACIONISTA!

Dividendos e JCP: Banco do Brasil (BBAS3) anuncia pagamento de R$ 781 milhões em proventos; confira prazos

26 de agosto de 2022 - 18:54

A distribuição do montante será feita em antecipação ao terceiro trimestre de 2022, de acordo com informações do próprio banco

Market Makers

Banco do Brasil (BBAS3) está ‘ridiculamente barato’, diz Sara Delfim, da Dahlia

25 de agosto de 2022 - 18:00

Analista e sócia-fundadora da Dahlia Capital, Sara Delfim retorna ao Market Makers ao lado de Ciro Aliperti, da SFA Investimentos, para detalhar suas teses de investimento

Viva México

Se cuida, Nubank: Bradesco compra instituição no México e vai lançar conta digital no país

25 de agosto de 2022 - 12:08

Com a aquisição, o Bradesco terá licença para atuar como se fosse um banco digital no México. O país é um dos focos de expansão do Nubank

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar