🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
MAIS UMA BOLA FORA

IRB Brasil (IRBR3) cancela primeiro pagamento de dividendos desde o escândalo que revelou fraudes bilionárias nos balanços da resseguradora

A resseguradora explicou que o valor reservado para os proventos foi absorvido por prejuízos apurados nos últimos três anos

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
11 de março de 2022
19:44
Tela de celular mostra logotipo do IRB Brasil RE com gráfico ao fundo
Imagem: Shutterstock

Não foi desta vez que os acionistas do IRB Brasil RE (IRBR3) celebraram o primeiro pagamento de dividendos desde que a fatídica carta da gestora de fundos Squadra expôs uma série de fraudes contábeis bilionárias no financeiro da empresa.

A resseguradora comunicou nesta sexta-feira (11) o cancelamento da distribuição de R$ 27,28 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP) anunciada em setembro do ano passado. O dinheiro, que equivale a R$ 0,03101001 por ação e é referente ao exercício de 2019, seria pago aos detentores de ações IRBR3 em 14 de agosto de 2020.

O motivo por trás do cancelamento é que o valor reservado para os proventos "foi absorvido por prejuízos apurados pela companhia em exercícios sociais posteriores", segundo explica o IRB em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Relembre o escândalo que manchou a história e derrubou as cotações do IRB Brasil (IRBR3)

Vale lembrar que a empresa e os acionistas enfrentam dias difíceis (e sem dividendos) desde o primeiro pregão de fevereiro de 2020, quando chegou ao mercado o alerta da Squadra. A gestora carioca foi a primeira a apontar a existência de inconsistências contábeis nos balanços da empresa de resseguros.

Executivos da companhia ainda tentaram salvar a imagem da empresa ao divulgar a notícia falsa de que a Berkshire Hathaway, holding de investimentos do bilionário Warren Buffett, havia aumentando a posição em IRBR3. E funcionou: os papéis recuperaram imediatamente parte das perdas.

Mas, assim como ocorreu com os balanços, o jogo virou quando a nova mentira foi descoberta. O IRB foi alvo de um vexame internacional depois que a Berkshire veio a público afirmar que nunca teve, não tem e não pretende ter ações da empresa.

No fundo do poço tinha um alçapão

Desde então, a empresa luta para recuperar a credibilidade e os dividendos perdidos. Mas a estrada não tem sido fácil. No início deste mês o Credit Suisse decidiu cortar o preço-alvo da ação IRBR3 de R$ 5,00 para R$ 3,35.

Para justificar o corte, o Credit apontou que o resultado da resseguradora em 2021 foi pior do que o esperado. De acordo com o banco, apesar de o cenário de aumento da taxa de juros (Selic) provavelmente trazer melhores receitas para o IRB, a lucratividade deve continuar a ser impactada no médio prazo.

Dessa forma, o Credit Suisse classificou IRB como Underperform (equivalente a venda). O banco agora projeta um prejuízo líquido de R$ 29 milhões para o IRB em 2022, um corte drástico em relação à estimativa anterior de lucro de R$ 350 milhões.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

GUERRA NOS TRIBUNAIS

Justiça nega pedido de liminar para barrar dividendos bilionários da Petrobras (PETR4); ação foi movida por Anapetro e parlamentares após estatal anunciar pagamento antecipado

13 de setembro de 2022 - 19:53

Os reclamantes pedem que a distribuição de proventos da companhia fique limitada ao mínimo legal de 25% do lucro líquido

NOITE DE PROVENTOS

Dividendos: Tim (TIMS3) e Carrefour (CRFB3) anunciam R$ 750 milhões em JCP; veja como receber

12 de setembro de 2022 - 19:31

A empresa de telecomunicações é quem pagará a maior soma para quem estiver em sua base acionária na próxima semana

VALOR ATUALIZADO

Eletrobras (ELET3) vai pagar mais de R$ 1,3 bilhão em dividendos na próxima semana e o valor por ação cresceu; veja quem tem direito à bolada

1 de setembro de 2022 - 19:25

A empresa guardou uma surpresa para os acionistas no valor por ação da distribuição, que foi atualizado com base na variação da taxa Selic

A FONTE VOLTOU A JORRAR

Fundo imobiliário de hotéis volta a pagar dividendos após deixar mais de 22 mil cotistas sem proventos por dois anos e meio

1 de setembro de 2022 - 17:17

Apesar da recompensa, porém, quem manteve o FII na carteira nesse período viu as cotas recuarem mais de 25%

Acabou a festa?

O Itaú (ITUB4) não vai aumentar o percentual de dividendos pagos sobre o lucro aos acionistas, e o CEO explica por quê

1 de setembro de 2022 - 15:04

Porcentagem do lucro do Itaú distribuído aos acionistas na forma de dividendos já chegou a 90%, mas hoje está em 25%

DE OLHO NAS REDES

A Petrobras (PETR4) é a maior ‘vaca leiteira’ do mundo: estatal vence Apple e outras gigantes globais ao se tornar a maior pagadora de dividendos do planeta — descubra quais outras empresas estão no ranking

25 de agosto de 2022 - 14:42

Após distribuir quase R$ 50 bilhões em dividendos no segundo trimestre, a Petrobras e é a maior pagadora de proventos do mundo; confira o ranking

Distribuição de lucros

Dividendos: Porto Seguro (PSSA3) anuncia quase R$ 400 milhões em JCP; Kepler Weber (KEPL3) também distribuirá proventos

24 de agosto de 2022 - 19:06

Data de corte é a mesma em ambos os casos; veja quem tem direito a receber os proventos das empresas

PREPARADO PARA A BATALHA

Deflação pressiona FIIs de papel, mas Maxi Renda (MXRF11) garante que vai sustentar os dividendos — saiba como

24 de agosto de 2022 - 14:03

O fundo, que é o maior da indústria em número de cotistas, aposta em duas estratégias para manter o patamar atual dos proventos

ALÔ, ACIONISTAS

A coroa é dela: Petrobras (PETR4) vence Nestlé e se torna a maior pagadora de dividendos do mundo; Vale (VALE3) deixa o top 10

24 de agosto de 2022 - 13:02

Segundo o Índice Global de Dividendos da gestora Janus Henderson, a petroleira superou gigantes como a Microsoft e a Apple

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar