O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-14T15:11:03-03:00
Camille Lima
DOMINANDO A INTERNET

Elon Musk faz proposta para comprar 100% do Twitter (TWTR34) por mais de US$ 43 bilhões; ações disparam no pré-mercado

CEO da Tesla ofereceu o valor de US$ 54,20 por ação da rede social, um prêmio de 54% em relação ao dia anterior do investimento do bilionário no Twitter

14 de abril de 2022
7:55 - atualizado às 15:11
Dez anos de Elon Musk no twitter confira tweets mais famosos do bilionário
Imagem: Montagem Seu Dinheiro

Elon Musk não quer apenas uma fatia de seu bolo preferido, ele quer o bolo inteiro só pra ele. O CEO da Tesla acaba de anunciar que quer comprar 100% do Twitter (TWTR34) por por US$ 54,20 por ação. 

De acordo com estatísticas das ações TWTR em circulação no mercado publicadas em 10 de fevereiro deste ano, o Twitter tem em torno de 800,64 milhões de papéis atualmente.

Ou seja, a oferta de Musk pela totalidade da rede social é de aproximadamente US$ 43,4 bilhões (o que, na conversão atual, chegaria a cerca de R$ 203,75 bilhões).

O valor representa um prêmio de 54% em relação ao dia anterior do investimento do bilionário no Twitter, quando acumulou participação de 9,2% na companhia. 

Na carta enviada ao presidente do conselho do Twitter, Bret Taylor, Musk afirma que, caso sua oferta não seja aceita, ele deverá reconsiderar sua posição como atual acionista da rede social.

Por volta das 7h45 (horário de Brasília), as ações do Twitter disparavam no pré-mercado de Nova York, em alta de 12,24%, cotadas a US$ 51,46 na bolsa de valores de Nova York.  

Elon Musk e Twitter, uma história antiga

Não é de hoje que o bilionário vem mostrando interesse na empresa.

Tudo começou no dia 28 de março, quando ele fez uma enquete na rede social para perguntar aos seus 81,1 milhões de seguidores se eles acreditavam que o Twitter segue os princípios da liberdade de expressão. Musk também destacou que a resposta seria muito importante.

Após 70% do público responder "não", ele disse que pensava em criar uma versão da rede onde "a liberdade tivesse prioridade máxima" e com propaganda mínima.

Assim, na segunda-feira da semana passada (04), ele anunciou sua participação bilionária de 9,2% na companhia e causou fortes repercussões e as ações entraram em disparada.

Acontece que, de acordo com as leis americanas, os investidores precisam informar à SEC (CVM dos EUA) quando fizerem aquisições acima de 5% dos papéis de uma empresa em um período de 10 dias.

Mas, de acordo com informações do Twitter, o empresário atingiu essa porcentagem no dia 14 de março e já vinha acumulando as ações desde janeiro.  Isso significa que, pelas normas do mercado de capitais norte-americano, Musk deveria ter anunciado a fatia para a SEC até 24 de março, e não 11 dias depois.

“O que parece muito claro é que Elon Musk perdeu o prazo de 10 dias para relatar 5% de participação em uma empresa pública”, afirmou o advogado Alon Kapen em documento enviado à CNBC. Os acionistas do Twitter justificam o processo com a afirmação de que Elon Musk comprou os papéis deflacionados.

Isso significa que, entre ter atingido os 5% e chegado até a fatia de 9,2%, o executivo teria acumulando posição na empresa por um preço mais baixo do que se tivesse anunciado a participação assim que tivesse atingido o percentual determinado pela SEC.

Um dia após o anúncio de aquisição da fatia, Elon Musk informou que entraria para o conselho administrativo da empresa, mas logo desiludiu os investidores que se animaram com a notícia.

“Elon decidiu não se juntar ao nosso conselho”, escreveu Parag Agrawal, CEO da companhia, em um tweet. O motivo por trás da desistência não ficou explícito.

A carta de Musk ao Twitter

O homem mais rico do mundo afirma que a empresa de mídia social deve ser transformada de modo privado. Leia a íntegra da carta enviada à SEC — o órgão regulador do mercado norte-americano.

“Bret Taylor

Presidente do Conselho,

Investi no Twitter porque acredito em seu potencial de ser a plataforma para a liberdade de expressão em todo o mundo, e acredito que a liberdade de expressão é um imperativo social para uma democracia em funcionamento.

No entanto, desde que fiz meu investimento, agora percebo que a empresa não prosperará nem atenderá a esse imperativo social em sua forma atual. O Twitter precisa ser transformado em uma empresa privada.

Como resultado, estou oferecendo a compra de 100% do Twitter por US$ 54,20 por ação em dinheiro, um prêmio de 54% sobre o dia anterior ao meu investimento no Twitter e um prêmio de 38% sobre o dia anterior ao anúncio público do meu investimento.

Minha oferta é minha melhor e final oferta, e, se não for aceita, precisarei reconsiderar minha posição como acionista.

O Twitter tem um potencial extraordinário. Eu vou desbloqueá-lo”, disse Musk em uma carta enviada a Bret Taylor, presidente da rede social.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

BALANÇO

Magazine Luiza (MGLU3) deixa lucro para trás e registra prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre

Última das grandes varejistas da B3 a divulgar os resultados do primeiro trimestre, o Magazine Luiza (MGLU3) reforçou nesta segunda-feira (16) como o cenário macroecônimo atrapalha a vida das gigantes do comércio físico e eletrônico. A companhia registrou prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões entre janeiro e março, contra lucro de R$ 258,6 milhões no […]

Reino Unido ameaça revisão em termos do Brexit e alimenta temores de guerra comercial; fique por dentro da visita de Boris Johnson à Irlanda do Norte

Divergências entre diferentes unionistas e nacionalistas na Irlanda do Norte pode acabar afetando relação entre Reino Unido e União Europeia

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa na contramão de NY, Gol troca comandante e Tesla em apuros; confira os destaques do dia

Mesmo com o dia ruim em NY, o Ibovespa conseguiu ter um dia de ganhos

BALANÇO

De mudança para os EUA, Inter (BIDI11) lucra R$ 27,5 milhões no primeiro trimestre; confira os destaques do banco digital

O Inter também ultrapassou a marca dos 18 milhões de clientes entre janeiro e março, alta de 82% na comparação com o mesmo período de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies