⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-13T07:42:29-03:00
Agência Brasil
NOVO REAJUSTE

Botijão mais barato? Petrobras (PETR4) corta preço do gás de cozinha pela segunda vez em 2022

A partir de hoje, o preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) passa de R$ 4,23 para R$ 4,03 o quilo, uma queda de 4,7%

13 de setembro de 2022
7:42
Botijão de gás - Flickr - Vale Gás
Botijão de gás - Imagem: Flickr

A Petrobras (PETR4) anunciou um novo corte de 4,7% no preço do gás de cozinha para as distribuidoras. A partir de hoje, o preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) passa de R$ 4,23 para R$ 4,03 o quilo.

Esse é o segundo reajuste consecutivo no preço do GLP. Em abril, a petroleira reduziu o valor do quilo em R$ 0,25.

Vale destacar que, antes, os preços do gás mantinham trajetória de alta. Em julho do ano passado, o GLP subiu 6%; em outubro, teve aumento de 7,2% e, em março deste ano, de 16,1%.

Segundo a Petrobras, o preço médio de 13 kg — isto é, a capacidade do botijão de uso doméstico — passará por uma redução de R$ 2,60, ficando em R$ 52,34.

Preço do gás de cozinha para os consumidores

É importante lembrar que o novo preço médio de R$ 52,34 para um botijão não trata-se do valor passado ao consumidor, e sim o preço cobrado pela estatal nas distribuidoras.

Desse modo, não é possível determinar com precisão o preço final que será cobrado do consumidor, uma vez que outros fatores influenciam no valor, como tributos e as margens de lucro das distribuidoras.

De acordo com o último levantamento divulgado pela Petrobras (PETR4), realizado entre 28 de agosto e 3 de setembro, o botijão de gás de 13 kg estava custando ao consumidor em média R$ 111,57. Segundo a estatal, ela é responsável apenas por 49,2% desse valor.

Atualmente, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Produtos) responde por 10,6% do valor passado ao consumidor. O restante do preço é de responsabilidade das distribuidoras, que leva em conta os gastos logísticos e a margem de lucro.

Petrobras (PETR4) corta preço dos combustíveis

Além da redução no gás de cozinha, a Petrobras (PETR4) anunciou nas últimas semanas quedas na gasolina, no diesel, no querosene de aviação e na gasolina de aviação.

Os reajustes refletem as variações do mercado internacional e seguem a política de preços de paridade de importação adotada pela estatal há seis anos.

Na semana passada, o preço do barril de petróleo tipo Brent, referência no mercado internacional, caiu abaixo de US$ 90 pela primeira vez desde fevereiro.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

DESTAQUES DA BOLSA

Ações da MRV (MRVE3) despencam após suspensão da capitalização da Resia; veja os novos planos da construtora para a subsidiária norte-americana

7 de outubro de 2022 - 13:36

De acordo com a companhia, a operação só será retomada quando o cenário macroeconômico dos EUA estiver novamente favorável ao mercado de capitais

O caminho mais seguro

Por que você ainda deve investir em Tesouro Selic, mesmo que os juros tenham parado de subir

7 de outubro de 2022 - 13:19

Para o Itaú BBA, Selic pode permanecer alta por mais tempo do que o mercado espera, e investidor deve manter 60% da sua carteira de títulos públicos em Tesouro Selic

ELEIÇÕES 2022

Simone, Ciro “envergonhado” e até FHC: aonde esses apoios podem levar um eventual governo Lula

7 de outubro de 2022 - 13:15

O petista se movimenta de modo a angariar o máximo apoio possível e confirmar, no fim de outubro, um favoritismo que lhe é atribuído desde sua ressurreição para a política

ELEIÇÕES 2022

Zema, Moro, Garcia e Dallagnol: como esses apoios podem ajudar Bolsonaro no segundo turno?

7 de outubro de 2022 - 13:07

Presidente vem reforçando seu time para a fase final das eleições com nomes da direita da política brasileira; confira os apoios que podem fazer a diferença na reeleição de Bolsonaro

NÃO VAI COLAPSAR?

Ressuscitou? Credit Suisse tenta tranquilizar investidores sobre risco de calote e ações avançam em NY

7 de outubro de 2022 - 12:49

Entre as soluções anunciadas, a instituição financeira recomprará bilhões em dívidas e venderá um famoso hotel de quase 200 anos de história

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies