O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-01-20T15:02:14-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
ALÉM DO BITCOIN (BTC)

Estas 9 criptomoedas podem ser a sua chance em 2022 — e uma delas já disparou mais de 16.000% em 2021; confira

Os projetos mais promissores do ano envolvem jogos do tipo play-to-earn, design de blockchain, pagamentos e, é claro, metaverso

20 de janeiro de 2022
14:30 - atualizado às 15:02
Imagem de pessoas correndo com os logos da solana, polkadot, avalanche, terra, decentraland, YGG, the sand box, Enji e helium no lugar de suas cabeças
Essas criptomoedas estão baratas e podem disparar nos próximos anos. Imagem: Montagem Andrei Morais / Envato

Dizem que o ano brasileiro só começa depois do Carnaval, mas quem acompanha o mercado de criptomoedas não precisa esperar tanto para que seus investimentos comecem a dar frutos. 2022 já começou, o bitcoin (BTC) já caiu 8,86% e as perspectivas não são das melhores. 

Mas outros criptoativos apresentam um cenário mais animador e foram destaque entre os analistas do nosso guia de Onde Investir em 2022 — você pode pegar a sua versão de graça aqui.

O que torna essas criptomoedas especiais?

São projetos que buscam fornecer internet descentralizada, uma alternativa aos provedores que cobram tarifas altas dos usuários, meios de pagamento em blockchain e jogos do tipo play-to-earn, como o Axie Infinity.

Entretanto, a maioria deles está ligado ao desenho de blockchain e à criação do metaverso enquanto espaço na internet. 

É inegável que as criptomoedas vieram para ficar, e esses projetos de desenho de blockchain tendem a crescer com o avanço do universo de ativos digitais. São elas que buscam resolver problemas da internet, seja de segurança, escalabilidade ou descentralização.

Essas criptomoedas têm a vantagem de serem mais baratas que o bitcoin (BTC) e com um potencial de alta ainda maior. Entretanto, vale lembrar que o investimento em cripto é altamente arriscado e os especialistas recomendam cautela antes de entrar nesse universo.

Confira nove projetos que podem “explodir” em 2022: 

Solana (SOL) — alta de 11.179,5% em 2021

É uma das maiores ethereum killers, criptomoedas que nasceram para superar o ethereum, e vem animando os investidores nos últimos meses.

Ela consegue vencer o problema da escalabilidade do ether ao mesmo tempo que consegue manter as taxas baixas e com segurança. Em 2021, a Solana registrou uma valorização de 11.179,50%.

Polkadot (DOT) — alta de 187,40% em 2021

Outra ethereum killer, a DOT surgiu com a ideia de ser uma plataforma para unir as blockchains em um único lugar e resolver o trilema da escalabilidade das criptomoedas.

Esse problema envolve fazer o projeto crescer (escalabilidade) com segurança e eficiência (taxas mais baixas). No ano passado, a polkadot acumulou alta de 187,40%. 

Avalanche (AVAX) — alta de 3.326,70% em 2021

Com uma alta de 3.326,70% no ano passado, a AVAX pretende ser uma blockchain com taxas de transação (gas fees) mais baratas e que também busca resolver o trilema das criptomoedas (escalabilidade, segurança e descentralização).

A rede da Avalanche é composta por três blockchains separadas: X-Chain, C-Chain e P-Chain. Cada uma delas busca resolver um dos três problemas. 

Terra (LUNA)— alta de 12.889,4% em 2021

De acordo com o white paper dos desenvolvedores, a Terra é uma blockchain focada em pagamentos do dia a dia e que busca solucionar o problema da alta volatilidade das criptomoedas.

Ela pretende se tornar o principal meio de pagamento no ambiente digital, unindo a proteção da criptografia em blockchain com a estabilidade de uma moeda comum.

Decentraland (MANA) — alta de 4.069,40% em 2021

A rede blockchain da Decentraland busca ser uma espécie de “campo de testes” para novos projetos dentro do ambiente de web 3.0.

A MANA é uma das primeiras blockchains integradas a jogos do tipo play-to-earn (jogue para ganhar, em tradução livre), como o Axie Infinity, o que aumenta a concorrência em relação às demais. Não por acaso, as cotações da Decentraland subiram 4.069,40% em 2021. 

Yield Guild Games (YGG) — alta de 203,70% em 2021

Com a popularização dos jogos play-to-earn, a YGG é uma organização autônoma descentralizada (DAO) que investe em games desse tipo.

A criptomoeda que se valorizou 203,70% em 2021 é uma alternativa para quem não pretende colocar todas as fichas em um único projeto ou não quer dividir seu dinheiro em diversos games possíveis, investindo em uma única empresa que aposta em uma “cesta” de criptomoedas de jogos play-to-earn.

The SandBox (SAND) — alta de 16.279,1% em 2021

Essa blockchain permite a criação de espaços dentro da internet, iguais a terrenos no mundo real, que podem ser comprados ou negociados. Grandes empresas como Tesla, do bilionário Elon Musk, já garantiram terrenos no Sandbox.

Enjin Coin (ENJ) — alta de 1.882% em 2021

Essa blockchain é mais voltada para o desenvolvimento de games, e compete diretamente com a Decentraland na construção de ambientes de teste para novos aplicativos, mas focado no mundo dos jogos.

Essa blockchain foi a escolhida pela Microsoft para iniciar seu próprio projeto de metaverso e tem grande potencial de valorização, de acordo com analistas do mercado.

Helium (HNT) — alta de 2.825,3% em 2021

Com uma alta de 2.825,30% no ano passado, o Helium (HNT) tem uma proposta revolucionária para o oferecimento de serviços de internet das coisas (IoT, em inglês).

Além de fornecer conexão à internet descentralizada, ou seja, sem a  necessidade de um provedor, essa blockchain ainda pretende ser o sistema que conecte todos os aparelhos inteligentes, como smartphones, televisões e etc.

“O Helium é um protocolo que está em crescimento e já oferece serviços na Europa e Estados Unidos. Por aqui, com os debates envolvendo a concessão do 5G, o HNT deve virar uma importante criptomoeda no futuro”, comenta Franco.

*Colaboraram com esta matéria Andre Franco, especialista em criptomoedas, Lucas Schoch, CEO da Bitfy, Helen Hai, diretora da Binance NFT, Rodrigo Zobaran, analista de pesquisas quantitativas da Kinea, com informações da Binance Research, Messari Crypto Theses for 2022, Arcane Research, CryptoRank e Coin Market Cap

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies