O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

Rodolfo Amstalden
Exile on Wall Street
Rodolfo Amstalden
Sócio-fundador da Empiricus e autor do Programa de Riqueza Permanente
2022-02-03T10:21:08-03:00
EXILE ON WALL STREET

É possível ter um “momento eureka” ao investir no mercado financeiro?

Para os matemáticos é comum ter episódios de brilhantismo e epifania, mas, para os financistas, a situação é um pouco diferente

3 de fevereiro de 2022
10:21
Ideia
Imagem: Shutterstock

Em 1843, o matemático irlandês William Hamilton estava dando um rolezinho com sua esposa por Dublin quando teve uma epifania.

De repente, ele enxergou a peça que faltava para descrever como se daria a relação tridimensional entre unidades imaginárias (i, j, k).

Foi assim que a definição original de número complexo, até então expressa sob a simples combinação de a + bi, evoluiu para o conceito de quaternion: a + bi + cj + dk.

Estupefato pela surpresa da visão, e com medo de perdê-la tão rápido quanto surgiu, Hamilton achou por bem rabiscar as fórmulas na pedra da ponte em que estava atravessando.

Com isso, a humanidade ganhou um jeito legal de resolver problemas complexos de rotação 3D, e também um novo ponto turístico: a Ponte Brougham, no Royal Canal.

Momento eureka

A história da Matemática está cheia desses episódios de brilhantismo, nos quais um cérebro genial dá luz espontânea ao "momento eureka".

Parece funcionar bem para os matemáticos, mas funciona menos para os financistas.

Os financistas tentam copiar os matemáticos (assim como tentam copiar os físicos), em busca de rompantes de epifania na identificação de teses originais de investimento.

Muito mais fácil seria se concentrar para respirar o ar que deseja chegar aos pulmões.

Insights coletivos

A Economia é uma ciência social. Isso significa que, quase sempre, os grandes insights financeiros se manifestam de forma coletiva, e não individual.

Cabe ao indivíduo ser astuto para pegar carona nos coletivos que rumam para o lugar certo e — sobretudo — evitar aqueles que partem para os lugares errados.

Se você é um dos quatro leitores recorrentes do Day One (oi, mãe!), deve se lembrar do que o Felipe escreveu, dias atrás, sobre o Brasil como a alternativa "menos pior" entre os emergentes.

O mesmo argumento apareceu na US Sales Letter "BZ - Only Game In Town", e também na noticiada fala de Luis Stuhlberger durante o evento do CS.

Surge um novo consenso

Não cabe aqui comparar os interlocutores, tampouco acusá-los mutuamente de plágio. São apenas mensageiros síncronos de algo maior. Nothing is stronger than an idea whose time has come.

Há um novo consenso se formando. 

Em um exercício de humildade, podemos escolher acompanhá-lo. 

Em um exercício de genialidade, podemos continuar passeando por aí, em busca de uma ponte bonita, a qual mereça ser transformada em ponto turístico. Não há muitas no Brasil.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

SOBE E DESCE

IRB (IRBR3) lidera pelotão de altas do Ibovespa e Méliuz (CASH3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa na semana

Lá fora, as negociações da semana foram marcadas pela entrada do S&P 500 no chamado bear market, ou território de queda; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhou de 1,46%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies