🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

Rodolfo Amstalden
Exile on Wall Street
Rodolfo Amstalden
Sócio-fundador da Empiricus e autor do Programa de Riqueza Permanente
2022-08-18T11:45:05-03:00
EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Qual é o mundo que nos aguarda logo à frente?

O mercado inteiro fala de inflação, e com motivos; afinal, precisamos sobreviver aos problemas de curto prazo. Confira as lições e debates trazidos por John Keynes

18 de agosto de 2022
11:45
Imagem conceitual traz o globo terrestre ao lado de pilhas de dinheiro
Imagem: Shutterstock

Por enquanto, estamos todos falando de inflação, preocupados com o almoço de amanhã, e tem que ser assim mesmo.

Os problemas de curto prazo importam muito, pois precisamos sobreviver antes de qualquer outro planejamento racional.

As lições de Keynes, macroeconomista e investidor

Essa é a principal lição do macroeconomista John Maynard Keynes: a morte garantida em longo prazo, caso o curto prazo não seja levado a sério.

Já o Keynes investidor – extremamente bem-sucedido, aliás – gostava de mirar alguns passos à frente.

Em sua tomada de decisão financeira, ele pensava: quando os assuntos do jornal de hoje se tornarem velhos, quais manchetes os substituirão?

Não é uma pergunta meramente curiosa, porque dá para ganhar dinheiro grande se ela vier acompanhada de respostas inteligentes.

Discussões sobre juros, inflação e PIB

Para combinar o Keynes macroeconomista com o Keynes investidor, dois debates de enormes proporções macro-financeiras hoje permeiam tacitamente as discussões cotidianas sobre juros, inflação e PIB.

O primeiro deles diz respeito à trajetória de convergência dos juros de equilíbrio global: quando toda essa bagunça passar, eles serão mais parecidos com 0% (japanização do mundo) ou serão mantidos em níveis nominais e reais positivos, de modo a evitar novas desordens?

Quanto ao segundo debate, endereça uma eventual mudança na forma geométrica dos drawdowns

Graças à capacidade de reação (rápida e intensa) das versões modernas de políticas monetária e fiscal, sobretudo após os aprendizados de 2008-09, não teríamos mais drawdowns tão profundos quanto os de antigamente.

Debates do mercado

Ambos os debates são legítimos, correlacionados, e devemos saber respeitar posições a favor e contra as hipóteses apresentadas.

Um mesmo conjunto de evidências vindas do próprio mercado é usado em prol de uma ou outra argumentação, conforme a elasticidade interpretativa.

A tabela abaixo resume métricas tradicionais de valuation de Bolsa americana para duas épocas bem distintas, na sequência de bear markets importantes.

Ajuste adicional ou revisão estrutural?

Uns dirão que o exagero dos múltiplos de 2022 segue corroborando um duro ajuste adicional: estamos voltando a acelerar o carro pouco antes do desfiladeiro.

Outros dirão que se trata de uma revisão estrutural, adequada a um novo mundo de aderência assintótica a juros mínimos, escalabilidade e grandes disrupções tecnológicas.

Keynes diria: "The difficulty lies not so much in developing new ideas as in escaping from old ones.”

Veja também: Nova era do ethereum em risco? I Analistas alertam: Não é hora de receber o ethereum 2.0

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Conteúdo Empiricus

Enquanto varejistas famosas como MGLU3 caem 30% no ano, ‘ação da Gisele Bündchen’ sobe 10% e pode valorizar mais 50%

28 de setembro de 2022 - 10:05

Varejista é a maior da América Latina dentro do seu segmento

UM GANCHO DE ESQUERDA

Com Bancos Centrais de olho no bitcoin (BTC), maior criptomoeda do mundo cai 6% antes de falas de Jerome Powell hoje; entenda

28 de setembro de 2022 - 9:53

Entenda por que você deveria acompanhar as falas de Jerome Powell, Christine Lagarde e outros presidentes de BCs do mundo

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos: O terror sem fim das bolsas internacionais

28 de setembro de 2022 - 9:32

Bolsas globais caem para o patamar mais baixo em dois anos, refletindo as taxas de juros mais elevadas, que intensificaram os temores de uma recessão global

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa abre em queda e acompanha aversão ao risco do exterior; dólar fica instável

28 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom negativo nesta quarta-feira (28). Os investidores seguem com maior cautela com a expectativa de recessão global no radar. Nos EUA, os discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed), dentre eles o do presidente Jerome Powell, devem continuar influenciando as bolsas americanas. Com a agenda esvaziada no […]

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O efeito do abraço de urso: a volta dos IPOs na B3, dividendos milionários, inverno cripto e outras notícias que mexem com seus investimentos

28 de setembro de 2022 - 8:17

A sucessão de baixas dos ativos de risco nos mercados financeiros levou os investidores a uma caça às pechinchas — e cada vez mais analistas consideram que é hora de ir às compras nas bolsas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies