🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-09-06T14:56:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ZUCKERBERG NA MIRA

Meta (M1TA34) em apuros: dona do Facebook é multada em US$ 400 milhões por violação à privacidade infantil no Instagram

Essa é a segunda vez, neste ano, que a Meta é penalizada por infringir a regulamentação de proteção de dados na União Europeia

6 de setembro de 2022
14:56
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, que mudou o nome para Meta
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, que mudou o nome para Meta - Imagem: Getty Images

A Meta (M1TA34), empresa mãe do Facebook, recebeu uma multa de US$ 400 milhões (R$ 2,08 bilhões, no câmbio atual) por violar a privacidade de menores de idade na plataforma Instagram. Essa é a segunda maior penalidade monetária já aplicada na União Europeia.

A Comissão de Proteção de Dados (DPC, na sigla em inglês) da Irlanda, órgão regulador de algumas empresas de tecnologia com sede no país, acusou a Meta de permitir que crianças tenham contas comerciais na plataforma que, em geral, expõe dados pessoais — número de telefone e e-mail, por exemplo. 

Além disso, o órgão irlandês descobriu que as contas de crianças e adolescentes entre 13 e 17 anos foram definidas como “públicas” como a sua configuração padrão. Ou seja, não seria preciso “seguir” o perfil para ter acesso aos dados. 

Por fim, a Irlanda afirmou que possui outros 37 casos de privacidade envolvendo as gigantes de tecnologia. 

Menores de idade e o Instagram

A criação de perfis de crianças e adolescentes nas redes sociais é alvo de discussões em todo o mundo — principalmente quando o assunto é privacidade. 

Após o anúncio da multa, a Meta afirmou que a decisão está relacionada a configurações antigas do Instagram que já foram atualizadas há mais de um ano. 

"Embora tenhamos nos comprometido totalmente com o DPC durante a investigação, discordamos de como essa multa foi calculada e pretendemos apelar. Continuamos analisando cuidadosamente o restante da decisão", disse o porta-voz da Meta ao portal Business Insider. 

A empresa ainda disse que os usuários com menos de 18 anos têm suas contas automaticamente definidas como privadas quando se cadastram na plataforma. 

Os menores de idade também não conseguem ter conversas privadas, o famoso ‘direct’, de adultos, a não ser que a criança ou adolescente siga a conta de quem enviou as mensagens. 

Por fim, a Meta acrescentou que o Instagram disponibilizava informações de contato de usuários corporativos por padrão, mas que agora essa ferramenta é opcional.

Leia também

Facebook entra no radar da União Europeia

A Meta não foi a primeira gigante de tecnologia a levar multa por violar dados na União Europeia. Também, é a segunda vez que a Meta recebe uma penalidade pelo mesmo motivo neste ano. 

Em março, a Meta foi multada em US$ 16,9 milhões (R$ 88,2 milhões no câmbio atual) por não proteger dados dos usuários. 

A maior penalização , no entanto , foi emitida contra a Amazon. Em julho de 2021, a empresa de Jeff Bezos recebeu uma multa de US$ 887 milhões (R$ 4,6 bilhões no câmbio atual). 

Na época, a companhia foi acusada pela autoridade de proteção de dados de Luxemburgo por  utilizar dados pessoais para a publicidade aquém da regulamentação vigente na União Europeia.

Por fim, outra multa na casa dos milhões de dólares também está debaixo do guarda-chuva da Meta. No ano passado, o WhatsApp recebeu uma penalidade de US$ 266 milhões (R$ 1,4 bilhão, aproximadamente) por não ser transparente sobre o compartilhamento de dados entre as empresas da holding de Zuckerberg. 

*Com informações de Business Insider 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Confira a agenda dos candidatos à Presidência da República nesta terça-feira

27 de setembro de 2022 - 7:35

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais tentam emplacar alta com busca por pechinchas; Ibovespa acompanha ata do Copom hoje

27 de setembro de 2022 - 7:34

A prévia da inflação brasileira será divulgada na terça-feira e o IPCA-15 deve registrar deflação mais uma vez

União que deu resultados

Com fome de aquisições e dois sócios grandes por trás, Dimensa acirra a disputa pelo mercado de software financeiro e mira IPO

27 de setembro de 2022 - 7:00

A Dimensa é fruto de uma joint venture entre a Totvs (TOTS3), maior companhia de sistemas de gestão do país, com a B3 (B3SA3), a dona da bolsa de valores brasileira

ESPECIAL SD 4 ANOS

Um setor para prestar atenção nos próximos 4 anos: por que o lítio precisa estar presente na carteira de investidores sofisticados

27 de setembro de 2022 - 6:32

Também chamado de ‘petróleo branco’, o lítio vai além das baterias de veículos elétricos e do armazenamento de energia renovável

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Medo de recessão derruba o Ibovespa, o que deu errado no The Merge e as chances de Lula no primeiro turno; confira os destaques do dia

26 de setembro de 2022 - 19:29

Não é de hoje que o mercado financeiro pesa o risco de que a economia global enfrente uma grave recessão como efeito colateral das medidas para o controle inflacionário, mas nos últimos dias os investidores aumentaram as apostas de que esse é, de fato, um caminho inevitável.  A preocupação que antes estava quase que restrita […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies