🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Projeções para 2023

Itaú BBA rebaixa Usiminas (USIM5) para neutro e reforça suas ações preferidas entre papeleiras e siderúrgicas; veja quais são

Analistas do banco estão mais otimistas com o setor de papel e celulose do que com o de mineração e siderurgia no ano que vem

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
22 de dezembro de 2022
15:28 - atualizado às 15:30
Imagem mostra trabalhador de indústria siderúrgica, como CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5) ou Gerdau (GGBR4)
Cadeia do aço é mais sensível à fraqueza econômica que deve marcar o próximo ano. - Imagem: Shutterstock

O Itaú BBA publicou, nesta quinta-feira (22), um relatório com a atualização das suas previsões para as indústrias extrativas de recursos naturais no Brasil, a fim de incorporar as projeções macroeconômicas mais recentes do banco para Brasil e China, bem como os guidances (projeções) divulgados pelas empresas cobertas.

Com o ajuste de modelagem, os analistas ficaram mais otimistas com o setor de papel e celulose do que com o de siderurgia e mineração em 2023. Ainda assim, reforçaram a escolha das suas ações favoritas em ambos.

Entre as papeleiras, o destaque do Itaú BBA ficou com os papéis da Suzano (SUZB3), que tiveram sua recomendação de compra reforçada. O preço-alvo, no entanto, foi cortado de R$ 70 para R$ 63, uma expectativa de alta de cerca de 30%.

O banco acredita que Suzano continua oferecendo uma boa relação risco-retorno e que os investidores não deram muita atenção à performance operacional muito mais forte que o esperado da companhia em 2022, o que a colocou numa posição muito confortável para executar seu plano de crescimento no ano que vem.

Já entre as mineradoras e siderúrgicas, o destaque fica com a Gerdau (GGBR4), que teve a recomendação de compra e preço-alvo de R$ 37 mantidos, uma projeção de alta de 21%.

"Nós gostamos da resiliência proveniente da diversificação geográfica da Gerdau, dadas as perspectivas positivas para a sua divisão americana, e acreditamos que seu balanço sólido pode nos levar a fortes retornos aos acionistas", escreveram os analistas do Itaú BBA.

As ações da Usiminas (USIM5), porém, tiveram sua recomendação rebaixada de compra para neutro, uma vez que os analistas acreditam que elas já tenham atingido seu valor justo diante da falta de catalisadores no próximo semestre.

Ainda no setor de mineração e siderurgia, as ações de CSN (CSNA3) e Vale (VALE3) tiveram suas recomendações neutras mantidas.

No caso da siderúrgica, o capex (investimentos) elevado deve limitar a geração de fluxo de caixa livre. Já no caso da mineradora, os analistas acreditam que as ações já estejam bem precificadas, podendo reagir positivamente caso o preço do minério de ferro suba para a faixa de US$ 120 a US$ 130 a tonelada, mas isso ainda dependeria de uma melhora mais clara da economia chinesa.

Enfraquecimento econômico no Brasil atinge a cadeia de aço

O Itaú BBA espera um enfraquecimento do "momentum" econômico no Brasil em 2023, com baixo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e a manutenção de altas taxas de juros e inflação. Segundo os analistas, as empresas ligadas à cadeia do aço são mais sensíveis a tal cenário do que as de papel e celulose.

Para a China, diz o relatório, há agora certo otimismo com o relaxamento das restrições relacionadas à pandemia de covid-19 e o anúncio do governo de medidas para apoiar o mercado imobiliário.

A projeção do banco para o preço do minério de ferro para 2023 aumentou para US$ 105 por tonelada, mas a projeção para o preço da celulose se manteve em US$ 650 a tonelada.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) limita ganhos do Ibovespa; dólar cai a R$ 5,10 e recua mais de 1% na semana

17 de maio de 2024 - 17:35

RESUMO DO DIA: Como uma montanha-russa, o Ibovespa iniciou a semana em alta com a ata do Copom que aliviou, momentaneamente, o temor dos investidores. Mas Petrobras (PETR4) roubou a cena com a demissão repentina de Jean Paul Prates da presidência da estatal. Com isso, o Ibovespa termina a última sessão da semana em baixa […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa se recupera do tombo de Petrobras (PETR4) e fecha em alta; dólar cai a R$ 5,13

16 de maio de 2024 - 17:40

RESUMO DO DIA: Após um dia de tensão por conta das mudanças na Petrobras (PETR4), o Ibovespa conseguiu conter as perdas embalado pelas máximas em Wall Street. O principal índice da bolsa brasileira terminou a sessão com alta de 0,20%, aos 128.283 pontos. O dólar fechou a R$ 5,13, com baixa de 0,13% no mercado […]

TEMPOS DE GLÓRIA CHEGARAM?

Nas alturas: Dow Jones ultrapassa os 40 mil pontos pela primeira vez na história 

16 de maio de 2024 - 16:30

Quando começou a operar, Dow Jones era composto apenas por 12 ações. Hoje, o índice tem ações das 30 maiores empresas dos Estados Unidos

DESTAQUES DA BOLSA

De malas prontas: Presidente e dois membros do conselho da CVC (CVCB3) renunciam; ações caem mais de 7% na B3 

16 de maio de 2024 - 13:41

Valdecyr Maciel Gomes renunciou ao cargo depois de três anos na função; movimentação acontece uma semana após balanço do primeiro trimestre

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) rouba as atenções e Ibovespa fecha em queda em dia de NY nas máximas; dólar sobe a R$ 5,13

15 de maio de 2024 - 17:16

RESUMO DO DIA: Sinal vermelho para os mercados: a repentina demissão de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras (PETR4) pegou os investidores de surpresa e as atenções se voltaram para os desdobramentos da mudança no comando da companhia. Dado o peso de Petrobras no principal índice da bolsa brasileira, o Ibovespa terminou o pregão […]

VOLATILIDADE

Opções de venda de ações da Petrobras (PETR4) disparam mais de 1000% com ruído em torno da demissão de CEO

15 de maio de 2024 - 15:06

Investidores com posições em opções de venda de ações da Petrobras lucram com o estrago provocado pelo anúncio da saída de Jean Paul Prates

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Magda Chambriard vai virar a Petrobras (PETR4) de ponta-cabeça? Veja o que pensa a indicada de Lula para suceder Prates

15 de maio de 2024 - 14:06

Compilamos as opiniões da Magda Chambriard sobre os investimentos, os dividendos e o futuro da Petrobras

DANÇA DAS CADEIRAS

Prates não sai sozinho: Petrobras (PETR4) anuncia demissão de CFO e nomeia presidente interina 

15 de maio de 2024 - 13:22

A estatal confirmou Clarice Coppetti, atual diretora executiva de assuntos corporativos, como presidente interina

O DIA QUE NÃO TERMINOU

O que fazer com as ações da Petrobras (PETR4) agora? Saiba se é hora de vender ou se a queda abriu oportunidade

15 de maio de 2024 - 12:42

O ruído em torno da saída de Jean Paul Prates na presidência da estatal já custou a perda de mais de R$ 60 bilhões em valor de mercado

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa avança com ata do Copom, enquanto dólar cai a R$ 5,13; Hapvida (HAPV3) e Natura (NTCO3) chamam atenção após balanços

14 de maio de 2024 - 17:27

RESUMO DO DIA: Dizem que para toda pergunta há uma resposta. Pois bem, o mercado finalmente recebeu a sua hoje, com a divulgação da ata do Copom, após a decisão dividida sobre o corte de 0,25 ponto percentual na taxa Selic. No documento, a explicação foi resumida por uma decisão “técnica”, nada além disso. Afastando […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar