O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-22T09:23:07-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Tendências da bolsa

AGORA: ‘cenário alternativo’ do Banco Central faz Ibovespa futuro abrir com volatilidade hoje; dólar cai para os R$ 4,94

A ata da última reunião do Copom era um dos temores do mercado antes do início do pregão de hoje; leia os destaques da publicação

22 de março de 2022
9:06 - atualizado às 9:23
Montagem de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC), com chapéu de aviador olhando sorrindo para o lado
Confira os destaques antes da abertura do pregão de hoje (22) para o dólar e Ibovespa. - Imagem: Montagem Andrei Morais / Agência Brasil / Shutterstock/doomu

O Ibovespa futuro abriu em alta de 0,17%, aos 117.280 pontos por volta das 9h desta terça-feira (22). O dólar à vista é negociado com queda de 0,26%, a R$ 4,9452 no mesmo horário.

Na última segunda-feira (21), o Ibovespa conseguiu se sustentar nos 116 mil pontos e encerrou a sessão do primeiro dia da semana aos 116.154 pontos, o que representa uma alta de 0,73%. 

Acompanhe a nossa cobertura de mercados.

VEJA TAMBÉM: Passo a passo IMPOSTO DE RENDA 2022: quais DOCUMENTOS você precisa para DECLARAR o IRPF 2022

Mais cedo, o Banco Central divulgou a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). O "cenário alternativo", que considera a alta no preço do barril de petróleo, foi o grande destaque da publicação.

Nas projeções da autoridade monetária, a inflação situam-se em torno de 7,1% para 2022 — acima do centro da meta deste ano de 3,50% e do teto, em 5% — e 3,4% para 2023. Entretanto, o comitê afirma que deve elevar a Selic mais um vez em 100 pontos-base e colocar os juros básicos no patamar de 12,75%.

Em resumo, mesmo com o "cenário alternativo", o Banco Central deve encerrar o ciclo de aperto monetário com a Selic em 12,75%, mas deixou aberta a possibilidade de novas altas. Leia na íntegra a ata do Copom.

Saiba o que esperar do dia aqui.

Indicadores

Bolsas, commodities e moedasVariação (%)
Dow Jones futuro+0,49%
S&P 500 futuro +0,31%
Nasdaq futuro +0,16%
(Europa) Stoxx 600+0,77%
(China) Xangai - Fechado+0,19%
(Japão) Nikkei - Fechado+1,48%
Petróleo BrentUS$ 115,43 o barril (0,17%)
Ouro US$ 1.927,35 a onça-troy (-0,14%)
Bitcoin (BTC)US$ 42.878,72 (+3,72%) / R$ 211.802,46 (+5,85%)
Fonte: Coin Market Cap, Investing.com e Broadcast

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

BR Properties (BRPR3) vende 80% do portfólio para fundo canadense, em transação de quase R$ 6 bilhões

Além de representar um movimento importante no atual cenário macroeconômico brasileiro, a transação marca a saída de boa parte do capital do fundo soberano de Abu Dhabi (ADIA) da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies