O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-29T17:06:23-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar fecha praticamente estável depois de iniciar o dia em forte queda e vale R$ 4,94. Euro vale R$ 5,21; confira o que movimentou o câmbio nesta sexta-feira

Tudo parecia apontar para um dia em que o real ganharia força de maneira bastante considerável frente ao dólar, no final das contas isso não aconteceu

29 de abril de 2022
17:06
dólar e euro
A sexta-feira foi um dia em que o DXY apresentou recuo - Imagem: Shutterstock

O dólar até ensaiou um recuo no último pregão da semana, mas logo a moeda voltou a ganhar força e terminou o dia valendo R$ 4,9427, valorização de 0,06%. O euro avançou sensivelmente frente ao real nesta sexta-feira (29) e agora vale R$ 5,2167, um ganho de 0,10%. Na semana, a moeda norte-americana registrou um avanço de 2,86%, no mês o avanço é de 3,81%.

Por aqui

O pregão começou embalado pelo bom momento do setor de commodities. Na abertura do mercado, o dólar registrava um recuo bastante considerável, de 0,93%, mas logo a coisa desandou.

Nem a taxa de desemprego, medida pela Pnad contínua, de 11,1% foi suficiente para melhorar os ânimos — a mediana das projeções do Broadcast apontavam para um desemprego em 11,4%, o piso das projeções estava em 11%.

Durante o dia, o dólar registrou máxima de R$ 4,9586 e mínima de R$ 4,8600. O euro passou o dia no intervalo entre R$ 5,2357 e R$ 5,1197.

MUDANÇAS NO IR 2022: baixe o guia gratuito sobre o Imposto de Renda deste ano e evite problemas com a Receita Federal; basta clicar aqui.

Por

A alta de quase 3% do minério de ferro registrada na China, aliada a um petróleo que beira os US$ 110 com a guerra na Ucrânia sem solução aparente deu o tom na abertura dos mercados, o que acabou ajudando no desempenho dos ativos por aqui.

A europa, ainda muito dependente das commodities energéticas exportadas pela Rússia, se vê em uma situação complicada, já que pode ver seu fornecimento de gás cortado se não aceitar pagar aos russos em rublos.

Depois da frustração com os dados de atividade econômica ontem, a inflação nos EUA medida pelo PCE também chamou a atenção. O indicador subiu 0,9% em março na comparação com fevereiro. Na base anual, o núcleo do PCE avançou 5,2%, abaixo dos 5,3% projetados pelo mercado.

Com tudo isso acontecendo, o DXY, índice que compara o dólar a seus pares, com especial ênfase para o euro, teve um dia de recuo.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2313,03%13,04%
DI1F25DI Jan/2512,03%12,03%
DI1F26DI Jan/2611,85%11,84%
DI1F27DI Jan/2711,83%11,83%
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

BR Properties (BRPR3) vende 80% do portfólio para fundo canadense, em transação de quase R$ 6 bilhões

Além de representar um movimento importante no atual cenário macroeconômico brasileiro, a transação marca a saída de boa parte do capital do fundo soberano de Abu Dhabi (ADIA) da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies