🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2.000,00 POR DIA – VEJA COMO

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
calma lá

Quanto os bancos perderam com o Pix, afinal? Valor é bem menor do que bolsonaristas dizem

Bolsonaro e apoiadores atribuem assinatura de banqueiros em manifesto pela democracia à queda de receita dos bancos após o Pix

Flavia Alemi
Flavia Alemi
28 de julho de 2022
16:10 - atualizado às 21:00
Pix
Imagem: Shutterstock

Um manifesto em defesa da democracia e do sistema eleitoral do país, promovido pela Faculdade de Direito da USP, que veio a público na terça-feira (26) parece ter gerado preocupação no governo do presidente Jair Bolsonaro.

Contrariados com o fato do documento conter as assinaturas de banqueiros como Roberto Setúbal e Pedro Moreira Salles, ambos co-presidentes do conselho de administração do Itaú Unibanco, governistas e o próprio Bolsonaro disseram que o manifesto é patrocinado pelos bancos por causa do Pix.

Na terça-feira, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, chegou a publicar no Twitter que os bancos perderam R$ 40 bilhões por ano com o Pix. A deputada Carla Zambelli também se manifestou nesse sentido.

E nesta quinta-feira, Bolsonaro voltou a tocar no assunto.

"Você pode ver, esse negócio de carta aos brasileiros, à democracia, os banqueiros estão patrocinando. É o Pix que eu dei a paulada neles, os bancos digitais também que nós facilitamos”, disse a apoiadores.

Mesmo com Pix, bancos tiveram lucro recorde

É verdade que a criação do Pix, no final de 2020, provocou uma queda nas receitas dos grandes bancos brasileiros.

Analisando as linhas de receitas com conta corrente — que inclui as cobranças com transferências — dos quatro grandes bancos, é possível observar uma queda de R$ 1,5 bilhão em 2021 na comparação com o ano anterior. Ou seja, bem distante do valor observado por Ciro Nogueira.

E, curiosamente, o banco mais impactado pela queda nas receitas com conta corrente foi o estatal Banco do Brasil, que, sozinho, perdeu R$ 1,293 bilhão.

Apesar da queda provocada nas receitas, o Pix não chegou a afetar tanto assim o desempenho das instituições financeiras.

Isso porque, apenas no ano passado, o lucro líquido consolidado dos quatro maiores bancos brasileiros - Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil - foi de R$ 81,63 bilhões. 

De acordo com a Economatica, foi o maior lucro nominal já registrado desde 2006. Ele ultrapassou o recorde anterior, de 2019, quando totalizou R$ 81,50 bilhões.

E os resultados deste ano já estão na mesma toada: no primeiro trimestre de 2022, o lucro dos mesmos bancos foi o maior já registrado para o período, totalizando R$ 24,3 bilhões.

Leia também:

Compartilhe

Internacionalização

Práticas e acessíveis, contas em dólar podem reduzir custo do câmbio em até 8%; saiba se são seguras e para quem são indicadas

9 de setembro de 2022 - 6:30

Contas globais em moeda estrangeira funcionam como contas-correntes com cartão de débito e ainda oferecem cotação mais barata que compra de papel-moeda ou cartão pré-pago. Saiba se são para você

Valuation

BofA dá sinal verde para BTG (BPAC11) e recomenda compra do papel. Mas XP segue no amarelo

6 de setembro de 2022 - 16:27

Para o BofA, o BTG pactual está bem posicionado para apresentar resultados financeiros fortes nos próximos anos

ANOTE NO CALENDÁRIO

Atenção, investidor: Confira como fica o funcionamento da B3 e dos bancos durante o feriado de 7 de setembro

6 de setembro de 2022 - 11:29

Não haverá negociações na bolsa nesta quarta-feira. Isso inclui os mercados de renda variável, renda fixa privada, ETFs de renda fixa e de derivativos listados

Recadinho

Indireta para o Nubank? Itaú diz que “é muito fácil crescer oferecendo preços baixos e subsidiados para atrair clientes”

1 de setembro de 2022 - 10:43

Executivos do Itaú avaliam que alta dos juros tem feito os problemas dos grandes bancos se estenderem à nova concorrência

ARRUMANDO A CASA

Itaú (ITUB4) vai propor reorganização societária aos acionistas; banco deve assumir parte das atividades do Itaucard

31 de agosto de 2022 - 19:55

Segundo a instituição financeira, a reorganização faz parte da estratégia de “racionalização do uso dos recursos e otimização das
estruturas e negócios”

MUDANÇAS

Banco Bmg (BMGB4) faz reorganização societária e cria nova área de seguros

31 de agosto de 2022 - 10:22

Bmg (BMGB4) também anunciou a criação de uma nova holding chamada Bmg Seguradoras, que será subsidiária desta área de seguros

Marketplace

Itaú (ITUB4) entra na disputa das vendas online com shopping virtual; Magazine Luiza está entre os primeiros parceiros

29 de agosto de 2022 - 14:18

A intenção do Itaú é de que a nova loja virtual funcione como um ecossistema de compras de produtos e serviços

ATENÇÃO, ACIONISTA!

Dividendos e JCP: Banco do Brasil (BBAS3) anuncia pagamento de R$ 781 milhões em proventos; confira prazos

26 de agosto de 2022 - 18:54

A distribuição do montante será feita em antecipação ao terceiro trimestre de 2022, de acordo com informações do próprio banco

Market Makers

Banco do Brasil (BBAS3) está ‘ridiculamente barato’, diz Sara Delfim, da Dahlia

25 de agosto de 2022 - 18:00

Analista e sócia-fundadora da Dahlia Capital, Sara Delfim retorna ao Market Makers ao lado de Ciro Aliperti, da SFA Investimentos, para detalhar suas teses de investimento

Viva México

Se cuida, Nubank: Bradesco compra instituição no México e vai lançar conta digital no país

25 de agosto de 2022 - 12:08

Com a aquisição, o Bradesco terá licença para atuar como se fosse um banco digital no México. O país é um dos focos de expansão do Nubank

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar