Menu
2021-01-26T11:40:55-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Prévias

XP Inc. atinge R$ 660 bilhões em ativos sob custódia e 2,8 milhões de clientes em 2020

Ativos sob custódia cresceram 61% em relação a 2019, com captação líquida de R$ 198 milhões e valorização de mercado de R$ 53 milhões

26 de janeiro de 2021
11:40
XP investimentos Escritório Fotos Google Street
Imagem: Divulgação

O valor de ativos sob custódia (AUC) da XP Inc. atingiu R$ 660 bilhões em 31 de dezembro de 2020, um aumento de 61% em relação a 2019 e 17% em relação ao trimestre anterior. O crescimento anual foi impulsionado por uma arrecadação líquida de R$ 198 milhões e uma valorização de mercado de R$ 53 milhões.

Já o número de clientes ativos chegou a quase 2,8 milhões no quarto trimestre, alta de 63% na comparação anual e 5% ante o trimestre anterior, com crescimento em todos os canais, segundo a companhia. Na captação de clientes, a plataforma XP Direct ultrapassou pela primeira vez, em 2020, a rede de agentes autônomos e a plataforma Rico, após as taxas de corretagem terem sido reduzidas a zero em setembro.

No quarto trimestre, a entrada líquida ajustada totalizou R$ 37 bilhões, estável em relação ao trimestre anterior. A entrada média mensal líquida, ajustada pelas entradas e saídas extraordinárias de capital, foi de R$ 12,7 bilhões no segundo semestre de 2020, 17% acima dos R$ 10,8 bilhões no primeiro semestre.

"Apesar da incerteza e volatilidade do ano passado, o XP entregou um crescimento sólido de AUC, enquanto continuava a fortalecer o reconhecimento da marca entre os investidores brasileiros", disse a empresa em comunicado.

De acordo com Guilherme Benchimol, fundador e CEO da XP Inc., a principal oportunidade da companhia pela frente é dobrar seu AUC mais uma vez, especialmente agora que a empresa começou a oferecer um conjunto completo de serviços e produtos bancários.

"Isso poderia ser alcançado com 100% de compartilhamento da carteira em nossos clientes existentes. O marco de R$ 1 trilhão parece mais próximo do que nunca", disse Benchimol, na nota.

Carteira de crédito

A carteira de crédito da XP Inc. atingiu R$ 3,9 bilhões em 31 de dezembro de 2020, o que representou 0,6% do total de ativos sob custódia. Segundo a empresa, a demanda foi impulsionada por pessoas físicas e pequenas e médias empresas. A decisão do governo de zerar o IOF sobre empréstimos concedidos nas últimas duas semanas do ano contribuiu para a demanda.

A duração média da carteira de crédito da XP era de 3,2 anos ao final do ano passado, com índice de inadimplência (NPL) de 90 dias igual a zero.

"Além disso, destacamos a natureza leve de nossa carteira de crédito, que atualmente representa R$ 721 milhões de Ativos Ponderados pelo Risco e requer um capital regulamentar mínimo de apenas R$ 58 milhões. O fato de nossa carteira de crédito ser 100% garantida minimiza a necessidade de capital para crescimento. Nosso livro é financiado principalmente pela emissão de Notas Estruturadas (COEs) e Depósitos, que são distribuídos aos clientes por meio de nossa própria plataforma", diz o comunicado.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Piorou?

Guedes vê perda estrutural em PEC do auxílio

O plenário do Senado manteve o texto da PEC emergencial com o limite de R$ 44 bilhões para a despesa com o pagamento da nova rodada do auxílio para os mais vulneráveis.

DIÁRIO DE BORDO

À procura de um porto seguro para seu dinheiro em tempos turbulentos no Brasil? Veja onde investir

Se “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, o que aprendi nesses meus 25 anos de mercado financeiro é que em momentos de ruídos e turbulências precisamos ser ainda mais persistentes e consistentes em nossos investimentos.

Suspeita de crime

CVM confirma processo para investigar suposto ‘insider trading’ na Petrobras

A suspeita de que alguém pode ter lucrado R$ 18 milhões com o vazamento de informações sobre o que ocorreria na estatal vieram à tona no início da semana e mexeram com os ânimos do mercado.

Queda brusca

Produção de veículos recua 3,5% em fevereiro em comparação anual, diz Anfavea

Frente a janeiro, a produção caiu 1,3%, levando o volume acumulado no primeiro bimestre para 396,7 mil unidades.

Gestora sobe o tom

Fundo Verde se protege no câmbio e diz que governo “falhou miseravelmente” em comprar vacinas

O atraso em proteger a população aparece a olhos vistos, e tem consequências óbvias tanto em termos de vidas quanto em termos econômicos, escreveu a gestora de Luis Stuhlberger

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies