2021-09-24T10:22:09-03:00
fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

23 de setembro de 2021
17:45 - atualizado às 10:22
Imagem: Shutterstock

A Vale (VALE3) teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro. A companhia, além de citar o anúncio de dividendos, diz que não tem conhecido de qualquer fato que justifique o movimento.

No período, as ações a empresa foram de R$ 97,06 para R$ 81,58. Nesta quinta-feira (23), as ações da Vale (VALE3) fecharam o dia cotadas a R$ 78,91, em queda de 0,0003% — desde o início do ano, a baixa é de 9%. Acompanhe a cobertura de mercados do Seu Dinheiro.

Em comunicado desta quinta, a mineradora diz que é importante destacar que a companhia está exposta a riscos de mercado, "dentre eles os relacionados à volatilidade dos preços dos seus produtos e notadamente o do preço do minério de ferro".

No primeiro semestre, o produto compôs aproximadamente 84% das receitas da companhia. No período em que foram registradas as oscilações apontadas como atípicas, de 6 a 20 de setembro de 2021, o índice de referência do preço de minério de ferro recuou aproximadamente 35%", lembra a Vale.

O movimento dos preços impactou diretamente empresas produtoras de minério de ferro como a Vale e também suas concorrentes internacionais diretas, Rio Tinto e BHP, ambas australianas, disse a companhia.

"Podemos notar no gráfico abaixo que durante o período citado, as ações de emissão da Vale, da Rio Tinto e da BHP se movimentaram de forma similar, recuando em dólar aproximadamente 18%, 13% e 14%, respectivamente".

Fonte: Bloomberg / Elaboração: Vale / Reprodução

A Vale (VALE3) também diz ser "importante notar que durante o período citado houve uma relevante deterioração do 'Risco Brasil', ou seja, uma redução do apetite a ativos brasileiros, evidenciada pelo recuo de 8% no índice Ibovespa e um aumento de 23 pontos no CDS Brasil de cinco anos".

Antes de continuar, no post abaixo você confere os motivos por trás das quedas consecutivas no Ibovespa observadas recentemente. Clique abaixo e confira, aproveite para nos seguir por lá para receber  análises de mercado, notícias relevantes para o seu patrimônio, oportunidades de compra na bolsa, insights sobre carreira, empreendedorismo e muito mais.

Leia também:

Vale (VALE3): um retrospecto

Na primeira metade do ano, havia uma combinação explosiva para o preço do minério: com o setor de siderurgia e infraestrutura na China a todo o vapor, a demanda do gigante asiático pela commodity deu um salto; em paralelo, a oferta vinda da Austrália foi reduzida por questões climáticas e comerciais.

Ou seja: o preço do minério disparou — e a Vale era a grande fornecedora do produto à China. Um contexto que ajuda a explicar os fortes resultados da empresa brasileira no primeiro e no segundo trimestres do ano.

Só que, com a commodity nas alturas, a inflação chinesa também subiu — e as autoridades de Pequim estão agindo para reduzir os preços do minério; ao mesmo tempo, a oferta australiana se normalizou e a demanda da China caiu, com uma certa estagnação do mercado imobiliário do país. Em outras palavras, o cenário se inverteu.

E, é claro, com o minério valendo menos da metade das máximas, é de se esperar que os resultados da Vale daqui em diante sejam impactados.

Dito isso, é importante levar em conta alguns fatores internos à Vale, como o seu endividamento bastante baixo e a forte geração de caixa dos últimos trimestres — o que dá tranquilidade à empresa num momento de queda firme no minério de ferro.

Também é importante ter em mente a dinâmica dos preços das ações VALE3: tiveram uma realização de lucro intensa nos últimos meses, apesar do valuation mais barato que a média histórica para os papéis e inferior ao das grandes mineradoras globais.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

TURISMO DO FUTURO

Embraer (EMBR3) fecha mais uma parceria e vai levar seu ‘carro voador’ para a Grande Barreira de Corais, na Austrália

Em conjunto com a Nautilus Aviation, a empresa irá operar em algumas das atrações turísticas mais icônicas de do estado de Queensland

DOR NO BOLSO

IPVA 2022 encarecerá 30%, em média, em São Paulo; descubra quanto você vai pagar de imposto

E a notícia doí ainda mais no bolso porque a data de pagamento do IPVA está bem próxima: quem quiser desconto tem de quitar a soma já no próximo mês

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin e ethereum despencam hoje, e principal criptomoeda do mundo se afunda ainda mais no ‘bear market’

Após uma semana que terminou com ganhos, as duas maiores moedas digitais do mercado sofreram na virada de sexta-feira para sábado

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

IPO do Nubank, como driblar os impostos e onde investir o 13º salário: confira os destaques da semana

Nada é pior para um ansioso do que a incerteza. E o mercado, ultimamente, vem sendo marcado por uma forte onda de incertezas, vindas de todos os lados. Os preços dos ativos respondem a isso com volatilidade, e não há muito o que fazer a não ser manter a calma, focar nos fundamentos e aguardar […]