🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
olha eu aqui

Renner começa a semana com tudo, anunciando oferta de ações de R$ 6,4 bi e pagando dividendos

Decisões, tomadas na manhã desta segunda-feira, ocorrem depois de fusões e aquisições que movimentaram varejo de roupas

Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
19 de abril de 2021
9:23 - atualizado às 18:40
Lojas Renner (LREN3)
Lojas Renner - Imagem: Estadão Conteúdo/Itaci Batista

As Lojas Renner (LREN3) não querem ficar para trás na disputa pela atenção dos investidores, atraídos por notícias de fusões e aquisições envolvendo grandes nomes do varejo de moda.

Para isso, a companhia gaúcha anunciou a intenção de realizar uma oferta subsequente de ações (follow on) bilionária e o pagamento de R$ 31 milhões em dividendos.

Ambas as decisões foram tomadas na manhã desta segunda-feira (19) e foram anunciadas depois de uma semana movimentada no mercado de varejo, com a notícia de que a Arezzo (ARZZ3) fez uma oferta para adquirir a Hering (HGTX3) e que o Grupo Soma (SOMA3) negocia uma combinação de negócios com a Shoulder, que vende roupas e acessórios femininos.

A oferta

Começando pelo follow on, a Renner confirmou nesta segunda-feira (19) que realizará uma oferta restrita de ações (limitada a investidores profissionais), admitindo que tem interesse em realizar aquisições num momento em que uma série de varejistas se movimentam no mercado.

A companhia informou que pretende realizar, inicialmente, a distribuição pública primária de 102.000.000 ações ordinárias, mas este valor poderá ser aumentado em até 35.700.000 (equivalente a 35% do ofertado inicialmente), dependendo da demanda.

Considerando o valor em que as ações fecharam na sexta-feira (16), de R$ 46,90, o follow on poderá resultar na arrecadação de R$ 4,8 bilhões a R$ 6,4 bilhões para a Renner.

O preço final em que as ações serão vendidas será definido após coleta de intenção de investimentos com acionistas, processo denominado bookbuilding, que começa hoje e vai até 29 de abril, quando o valor será anunciado ao mercado.

A operação está sendo coordenada por Itaú BBA, BTG Pactual, J.P. Morgan, Morgan Stanley e o Santander.

A notícia de que a Renner preparava uma oferta de ações para reforçar o caixa e de olho em potenciais aquisições já circulava na sexta-feira, depois de ser adiantada pelo site “Brazil Journal”, e colocou em ebulição os papéis de todas as varejistas naquele dia, depois das notícias de Arezzo-Hering e Soma.

O valor que a Renner pretende levantar é superior à proposta feita pela Arezzo pela Hering, de R$ 3,3 bilhões. Mesmo sem saber os números oficiais, os investidores já começaram a especular quais seriam os alvos. As redes apontadas como alvos mais óbvios de uma eventual aquisição dispararam na B3 no pregão passado. As ações da C&A (CEAB3) subiram 8,23%, e as da Marisa (AMAR3) avançaram 14,73%.

O setor de varejo foi um dos que mais sentiu os efeitos da pandemia de covid-19, em particular as redes que dependem mais do faturamento das lojas físicas. A queda dos preços das ações propicia movimentos de incorporação pelas empresas em melhor situação financeira.

Os dividendos

Paralelamente, a Renner anunciou que o conselho de administração aprovou o pagamento de R$ 31 milhões em dividendos, correspondentes a R$ 0,03894 por ação.

Terão direito aos valores aqueles com posição acionária registrada em 23 de abril. A partir de 26 de abril, as ações serão negociadas sem direito aos valores.

Com isto, a Renner vai distribuir um total de R$ 271,7 milhões aos acionistas, sendo R$ 271,5 milhões em dividendos, correspondentes a 27,8% do lucro líquido ajustado de 2020 (a maior parte do valor foi repassado como juros sobre capital próprio no ano passado), e R$ 191 mil do saldo de dividendos prescritos.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

GUERRA NOS TRIBUNAIS

Justiça nega pedido de liminar para barrar dividendos bilionários da Petrobras (PETR4); ação foi movida por Anapetro e parlamentares após estatal anunciar pagamento antecipado

13 de setembro de 2022 - 19:53

Os reclamantes pedem que a distribuição de proventos da companhia fique limitada ao mínimo legal de 25% do lucro líquido

NOITE DE PROVENTOS

Dividendos: Tim (TIMS3) e Carrefour (CRFB3) anunciam R$ 750 milhões em JCP; veja como receber

12 de setembro de 2022 - 19:31

A empresa de telecomunicações é quem pagará a maior soma para quem estiver em sua base acionária na próxima semana

VALOR ATUALIZADO

Eletrobras (ELET3) vai pagar mais de R$ 1,3 bilhão em dividendos na próxima semana e o valor por ação cresceu; veja quem tem direito à bolada

1 de setembro de 2022 - 19:25

A empresa guardou uma surpresa para os acionistas no valor por ação da distribuição, que foi atualizado com base na variação da taxa Selic

A FONTE VOLTOU A JORRAR

Fundo imobiliário de hotéis volta a pagar dividendos após deixar mais de 22 mil cotistas sem proventos por dois anos e meio

1 de setembro de 2022 - 17:17

Apesar da recompensa, porém, quem manteve o FII na carteira nesse período viu as cotas recuarem mais de 25%

Acabou a festa?

O Itaú (ITUB4) não vai aumentar o percentual de dividendos pagos sobre o lucro aos acionistas, e o CEO explica por quê

1 de setembro de 2022 - 15:04

Porcentagem do lucro do Itaú distribuído aos acionistas na forma de dividendos já chegou a 90%, mas hoje está em 25%

DE OLHO NAS REDES

A Petrobras (PETR4) é a maior ‘vaca leiteira’ do mundo: estatal vence Apple e outras gigantes globais ao se tornar a maior pagadora de dividendos do planeta — descubra quais outras empresas estão no ranking

25 de agosto de 2022 - 14:42

Após distribuir quase R$ 50 bilhões em dividendos no segundo trimestre, a Petrobras e é a maior pagadora de proventos do mundo; confira o ranking

Distribuição de lucros

Dividendos: Porto Seguro (PSSA3) anuncia quase R$ 400 milhões em JCP; Kepler Weber (KEPL3) também distribuirá proventos

24 de agosto de 2022 - 19:06

Data de corte é a mesma em ambos os casos; veja quem tem direito a receber os proventos das empresas

PREPARADO PARA A BATALHA

Deflação pressiona FIIs de papel, mas Maxi Renda (MXRF11) garante que vai sustentar os dividendos — saiba como

24 de agosto de 2022 - 14:03

O fundo, que é o maior da indústria em número de cotistas, aposta em duas estratégias para manter o patamar atual dos proventos

ALÔ, ACIONISTAS

A coroa é dela: Petrobras (PETR4) vence Nestlé e se torna a maior pagadora de dividendos do mundo; Vale (VALE3) deixa o top 10

24 de agosto de 2022 - 13:02

Segundo o Índice Global de Dividendos da gestora Janus Henderson, a petroleira superou gigantes como a Microsoft e a Apple

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar