Menu
2021-01-08T15:46:20-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Números animadores

Ações do Inter disparam quase 20% após ‘melhor trimestre histórico’

O Inter teve um ano focado em expandir não só a sua base de clientes como também a cesta de produtos oferecidos

8 de janeiro de 2021
7:48 - atualizado às 15:46
Cartão do Banco Inter
Cartão do Banco Inter - Imagem: Julia Wiltgen/Seu Dinheiro

Em resultados preliminares divulgados na noite de ontem (07), o Banco Inter anunciou que o 4º trimestre de 2020 foi o melhor trimestre histórico da companhia em todas as avenidas: aberturas de contas, originação de crédito, vendas de shopping, número de investidores e vendas em seguros.

Segundo o documento, que conta com informações ainda não auditadas e sujeitas a revisão, o banco digital terminou o ano com 8,5 milhões de correntistas — 4,5 milhões de novas contas por ano e uma média de mais de 25 mil contas abertas por dia em dezembro.

Os investidores reagem com euforia aos números. Por volta das 15h, as units do Inter (BIDI11) disparavam 18,22%, cotadas a R$ 116,17. Nos últimos 12 meses, os papéis acumulam valorização de 124%.

O Inter, que hoje conta com uma estratégia em que busca ser um "superapp", com uma cesta grande de serviços oferecidos dentro do seu aplicativo, também celebra 269 milhões de acessos no app no 4º trimestre , transacionando cerca de R$ 7,3 bilhões em operações com cartões no período, alta de 154% se comparado ao mesmo período do ano passado. No ano, foram mais de R$ 18,2 bilhões transacionados.

Só na Inter Shop, foram R$ 632,4 milhões, o que representa um crescimento de 1.535% com relação ao início de 2020. Nos últimos meses, o aumento das operações foi impulsionada pela 'Orange Friday', a versão do banco da Black Friday, e pelo Natal. Para o banco, a marca de R$ 1,2 bilhão em GMV em 2020 mostra a consolidação da estratégia de marketplace.

O boom de investidores na B3 também mostrou reflexos nos números do Inter. A companhia atingiu a marca de 1,3 milhão de investidores, o que representa 15% da base total de clientes. "Crescemos com a estratégia de oferecer uma plataforma aberta completa e híbrida, que permite autonomia mas, ao mesmo tempo, oferece suporte através dos advisors e da educação financeira".

A originação de crédito chegou a R$ 3,6 bilhões, com destaque para o crescimento em Financiamento Imobiliário (151% de crescimento anual) e o crédito para empresas (206% se comparado ao mesmo período de 2019).

A venda de seguros também cresceu exponencialmente. Foram 265 mil vendas. Segundo a companhia, isso indica uma duplicação na penetração na base, "reforçando a capacidade de cross-selling".

Você pode conferir o documento oficial neste link.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Os juros vão subir?

Mercado eleva projeção para a Selic após reunião do Copom

A mediana das previsões para a taxa básica de juros neste ano subiu de 3,25% para 3,50% ao ano, de acordo com o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia percentual do lucro que vai pagar em dividendos em 2020 e 2021

Banco pretende distribuir 35,29% do lucro líquido do ano de 2020 aos acionistas e 40% do resultado deste ano

Seu Dinheiro na sua manhã

Pendurados em São Pedro

O desempenho pífio da economia brasileira nesta última década, quem diria, pode ter nos livrado de um grande problema: um novo racionamento de energia. A ameaça vem desde 2013, quando o país passou a consumir um volume muito grande de energia das hidrelétricas, o que derrubou o nível dos reservatórios — mais uma herança do […]

Pré-mercado

Em dia de feriado na B3, bolsas internacionais reagem a notícias sobre covid-19 e balanços

Semana nas bolsas será marcada pela divulgação dos balanços dos pesos pesadíssimos da tecnologia Microsoft, Apple, Facebook, Tesla e Amazon

Mais uma baixa

Wilson Ferreira Junior vai deixar a presidência da Eletrobras

A saída do presidente da Eletrobras enfraquece ainda mais a ala liberal do governo Bolsonaro e deve jogar ainda mais terra no plano de privatização da companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies