Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-25T20:08:06-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
É MELHOR CORRER

CCR (CCRO3) e Camil (CAML3) anunciam R$ 179 milhões em dividendos e ainda é possível garantir os proventos; veja como

Confira os valores, a data de corte para garantir os proventos e também quando o dinheiro cairá na conta dos acionistas

25 de novembro de 2021
20:08
mão estendida enquanto moedas caem sobre as palmas | Dividendos
Imagem: Shutterstock

A temporada de balanços do terceiro trimestre já terminou, mas muitas empresas ainda estão anunciando dividendos para seus acionistas. Esse é o caso de CCR (CCR03) e Camil (CAML3), que irão distribuir, juntas, cerca de R$ 179 milhões de proventos.

Em comunicados enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quinta-feira (25), as companhias detalham os valores, a data de corte para garantir os proventos e também quando o dinheiro cairá na conta dos acionistas.

No caso da CCR, serão R$ 153, 8 bilhões, o equivalente a R$ 0,07613868925 por ação ordinária a ser pago em 15 de dezembro. Terão direito aos dividendos aqueles que possuírem papéis da companhia na próxima terça-feira (30). Os ativos serão negociados "ex-dividendos a partir do dia seguinte.

Já os acionistas da Camil receberão R$ 25 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP), ou R$ 0,069058198 por ação. Vale destacar que esse é o valor bruto dos proventos, que passam por um desconto de 15% de Imposto de Renda antes de chegarem aos acionistas.

A base para a posição acionária será na quarta-feira (1), com os papéis "ex-direitos" a partir do dia seguinte. O pagamento está marcado para 13 dezembro.

Dividendo todo trimestre? É possível com a Petrobras (PETR4)

Quem também animou os acionistas hoje foi a Petrobras (PETR4) com a notícia de que depositará dividendos em suas contas todo trimestre.

A mudança na frequência de pagamentos é apenas uma das novidades na nova política de remuneração aos acionistas divulgada pela petroleira. A companhia também definiu um valor mínimo anual de US$ 4 bilhões (R$ 22 bilhões, no câmbio atual) a ser distribuído aos investidores.

Esse valor será distribuído independente do nível de endividamento da Petrobras — desde que a estatal mantenha o equilíbrio financeiro.

A única condição para o pagamento dos dividendos mínimos é a cotação internacional do petróleo do tipo Brent, que precisa ficar acima de US$ 40 durante o ano. Atualmente, o barril negocia na casa dos US$ 80.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

VAREJO DECEPCIONADO?

Black Friday supera prévias, mas vendas do fim de semana ainda ainda perdem para os números registrados em 2019

Segundo índice calculado pela Cielo, as vendas cresceram 6,9% em relação ao ano passado, mas foram 3,8% inferiores ao período pré-pandemia

Adeus ano velho

Ano novo, impostos novos! Reforma do IR fica para 2022, confirma presidente do Senado

O governo Bolsonaro pressionava pela aprovação da proposta para financiar o Auxílio Brasil, mas não conseguiu apoio na Casa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Bitcoin e bolsa se recuperam após susto com nova variante, Azul e Latam sobem o tom e outros destaques do dia

Pouco se sabe ainda sobre a nova variante do coronavírus detectada na África do Sul, mas o que veio à público até agora é muito melhor do que o mercado financeiro precificou na última sexta-feira (26). Sem o pânico visto na semana passada, o Ibovespa encontrou forças para abrir a semana em alta.  Um estudo […]

Fechamento do dia

Mercado supera susto com ômicron, e bolsas globais engatam recuperação; Ibovespa sobe com menos força, de olho na PEC dos precatórios

Pesando os desafios fiscais brasileiros, o Ibovespa fechou longe das máximas, mas se recuperou parcialmente do tombo de sexta-feira

UM ÚLTIMO TUÍTE

Do Twitter para o bitcoin? Jack Dorsey deixa comando da rede social e reacende rumores sobre projeto em criptomoedas

O fundador da rede social passará o cargo para Parag Agrawal, um veterano da empresa, depois de comandá-la de 2006 a 2008 e de 2015 até hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies