Petrobras detalha plano estratégico; confira os principais pontos

Cotações por TradingView
2021-02-24T19:04:43-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
chave de ouro

Após alta de 934% do lucro no 4º tri, Gerdau aumenta investimentos para 2021

Siderúrgica vê receita crescer 43% no fim do ano com o crescimento no volume de vendas e depreciação do real ante o dólar

24 de fevereiro de 2021
10:44 - atualizado às 19:04
Operários em construção de usina siderúrgica da Gerdau, em Araçariguama, no interior de São Paulo
Operários em construção de usina siderúrgica da Gerdau, em Araçariguama, no interior de São Paulo - Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

A Gerdau (GGBR4) teve um 2020 para nunca mais esquecer, principalmente no quarto trimestre, quando o lucro líquido cresceu impressionantes 934% em relação ao mesmo período de 2019.

Diante das boas circunstâncias nos mercados interno e externo, a siderúrgica anunciou que vai investir mais que o planejado anteriormente. A previsão de desembolso em 2021 passou de R$ 2,6 bilhões para R$ 3,5 bilhões.

“Uma vez que a capacidade de a companhia investir está diretamente relacionada à sua geração de fluxo de caixa livre, que tem tido um desempenho bastante favorável, a companhia aprovou uma revisão do seu plano de investimentos para o ano de 2021, substancialmente, realocando os desembolsos postergados no ano 2020 para o ano 2021”, diz trecho do comunicado.

A Gerdau fechou 2020 com um fluxo de caixa livre positivo de R$ 4,5 bilhões pelo segundo ano consecutivo.

Fechando (muito) bem 2020

O anúncio do aumento do montante de investimentos previstos para este ano ocorreu paralelamente à divulgação dos resultados do quarto trimestre.

A Gerdau fechou o período com um lucro líquido de R$ 1 bilhão, muito acima dos R$ 102,2 milhões registrados no mesmo período de 2019. Excluindo itens não recorrentes, o lucro da companhia fica ainda maior – R$ 1,2 bilhão, alta de 1.860%. Em 2020, o lucro líquido foi de R$ 2,4 bilhões, crescimento de 96%.

O resultado do quarto trimestre foi provocado por ganhos vindos em diferentes linhas do balanço. Olhando primeiro para a receita líquida, ela apresentou um crescimento de 43%, para R$ 13,6 bilhões.

A receita foi beneficiada pela combinação de aumento do volume de vendas, principalmente no mercado interno, e a depreciação de 31% do real ante o dólar nos últimos 12 meses, que teve efeito positivo na conversão das receitas vindas das operações na América do Norte.

A produção de aço bruto apresentou aumento de 14% em relação ao quarto trimestre de 2019, em razão da continuidade da retomada da demanda nos diferentes países em que a companhia atua. As vendas subiram 5%, com destaque para o mercado brasileiro e para a América do Norte.

Fora da linha de receita, um ponto que ajudou a impulsionar o lucro líquido foi a linha de “outras receitas operacionais”, que praticamente triplicou, para R$ 965,3 milhões.

A Gerdau também obteve um desempenho positivo no resultado da equivalência patrimonial, método contábil de avaliação de participação em outras empresas. A companhia registrou um ganho de R$ 74,6 milhões, revertendo saldo negativo do quarto trimestre de 2019.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) subiu 14%, para R$ 3,2 bilhões. Após ajustes, o Ebitda soma R$ 3 bilhões, alta de 169%, com a margem ajustada subindo de 11,9% para 22,4%. Esse foi o melhor resultado para um quarto trimestre em toda a história da Gerdau.

Alavancagem financeira

A Gerdau fechou 2020 com uma dívida líquida de R$ 9,8 bilhões, abaixo dos R$ 12,3 bilhões registrados em 30 de setembro, mas um pouco acima dos R$ 9,7 bilhões apurados em 2019.

A alavancagem financeira, medida pela relação entre a dívida líquida e o Ebitda ajustado, alcançou 1,25 vez, abaixo das 2,07 vezes em 30 de setembro e da 1,67 vez de 2019.

O fluxo de caixa livre do quarto trimestre foi positivo em R$ 2,4 bilhões e reflete, de acordo com a Gerdau, a combinação de um Ebitda superior ao apresentado no trimestre anterior e uma redução do capital de giro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NATAL ANTECIPADO

Dividendos e JCP: Vale (VALE3) anuncia pagamento bilionário de proventos; confira valores e prazos

1 de dezembro de 2022 - 19:36

A mineradora informou que o montante a ser distribuído poderá sofrer variação em razão de eventual alteração do número de ações em tesouraria

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras (PETR4) tomba após plano estratégico e leva junto o Ibovespa; dólar cai abaixo dos R$ 5,20

1 de dezembro de 2022 - 19:31

Estamos oficialmente no último mês do ano. O clima natalino se confunde com a energia caótica da Copa do Mundo, mas o mercado financeiro sabe bem o que quer ver sob a árvore de Natal antes de o Ano Novo chegar — mas boa parte desses presentes depende da disposição do presidente eleito em distribuir.  […]

INVESTINDO MAIS

Suzano (SUZB3) vai investir R$ 18,5 bilhões em 2023

1 de dezembro de 2022 - 19:30

O valor projetado pela Suzano (SUZB3) está acima dos R$ 16,1 bilhões investidos neste ano, especialmente pelos gastos com o Projeto Cerrado

OLHOS NO FUTURO

Sem dar grande atenção ao novo governo e possíveis interferências, Petrobras (PETR4) detalha seu plano estratégico falando em continuidade

1 de dezembro de 2022 - 18:36

Temas que mais preocupam o mercado após a divulgação dos próximos passos da Petrobras (PETR4) são distribuição de dividendos e política de investimentos

Previdência Social

STF aprova revisão da vida toda, que pode aumentar valor da aposentadoria pelo INSS; veja quem pode se beneficiar

1 de dezembro de 2022 - 18:28

Medida leva em conta contribuições feitas antes de julho de 1994, caso estas beneficiem o aposentado; em fevereiro, plenário virtual do STF já tinha formado maioria a favor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies