Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-14T10:18:21-03:00
Larissa Vitória
Lá vem o roxinho

Nubank se lança de vez no mercado de investimentos com seus primeiros fundos na Easynvest

Os novos produtos já estão disponíveis para todos os clientes da corretora por um investimento mínimo de R$ 100

13 de julho de 2021
15:30 - atualizado às 10:18
Agora que o Nubank teve este investimento milionário (em dólares) vindo da Berkshire, a fintech ganhou o que os analistas chamaram de “selo Buffett”.
Imagem: shutterstock

Enquanto BTG Pactual e XP se enfrentavam em uma verdadeira batalha pela clientela, o Nubank observava dos bastidores e se preparava para entrar com tudo na disputa das plataformas de investimentos.

Agora, com Anitta no conselho de administração e Warren Buffett entre seus investidores, o banco digital anunciou o lançamento de seus primeiros fundos na plataforma Easynvest by Nubank.

Conforme explica a fintech em comunicado divulgado nesta terça-feira (13), os produtos já estão disponíveis para todos os clientes da corretora por um investimento mínimo de R$ 100.

“Os fundos Nu Ultravioleta foram desenvolvidos para clientes que buscam investimentos sofisticados e um excelente histórico na estratégia de diversificação de suas carteiras”, declara Fernando Miranda, líder da área de investimentos do Nubank.

Conheça os fundos

Com a mira apontada para uma classe que não costuma acessar os investimentos com tanta facilidade, os ativos — chamados de Nu Ultravioleta Ações e Nu Ultravioleta Multimercado — já têm um histórico de peso como cartão de visita.

O Nu Ultravioleta Ações rendeu 55,8% desde a sua criação, em abril de 2020, enquanto o Nu Ultravioleta Multimercado valorizou 266% do CDI de junho do ano passado até agora.

Isso é possível pois os produtos são fundos de fundos, ou seja, formados por portfólios de algumas das gestoras mais reconhecidas do mercado: Verde, Constellation, Bogari, SPX e Absoluto Partners, entre outras. 

O banco destaca que, se o cliente fosse investir diretamente nessas casas, o aporte mínimo poderia ser de até R$ 50 mil, bem distante dos R$ 100 exigidos pela fintech.

Ficha técnica

O Nubank não cobra taxa de administração para nenhum dos dois produtos. A remuneração do banco se dá por meio de uma taxa de performance de 20% sobre o retorno acima dos índices de referência (Ibovespa e CDI).

“A transparência com o cliente é algo que o Nubank carrega desde a sua fundação, por isso, associamos a taxa de performance dos fundos Nu Ultravioleta aos resultados efetivos: ganhamos apenas se o cliente ganhar”, destaca Miranda.

Além disso, há também custos de implementação das gestoras, com média de 1,5% ao ano. Segundo o comunicado, a taxa é inferior à praticada normalmente no mercado, pois foi negociada pelo banco junto às casas.

Dobradinha roxa

O termo “Ultravioleta”, presente no nome dos dois produtos, não é por acaso e conecta os fundos recém-lançados à outra novidade da fintech: o cartão de crédito Nubank Ultravioleta.

As vantagens de um cartão Mastercard Black somam-se a benefícios exclusivos como cashback imediato, com rendimento automático de 200% do CDI, e uma mudança de design com upgrade na segurança dos dados.

O cartão premium é gratuito para clientes com gasto médio mensal de pelo menos R$ 5 mil em transações na fatura do cartão de crédito ou R$ 150 mil guardados ou investidos com o banco. Já para quem não se enquadra em nenhuma das condições, o produto está disponível por R$ 49 ao mês.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

IPO adiado

Bluefit: nem desconto de 20% garante estreia da rede de academias na bolsa

Inicialmente estimado em R$ 600 milhões, IPO da rede de academias de baixo custo agora deverá ter o valor reduzido e envolver apenas investidores institucionais, como fundos e fundações

Tensão EUA-China

Executiva da Huawei detida no Canadá em 2018 volta à China após acordo com os EUA

Confinada à cidade de Vancouver há quase três anos, onde havia sido presa sob acusação de fraude, CFO da Huawei, Meng Wangzhou, protagonizou incidente diplomático entre Canadá, EUA e China

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: O destino da Evergrande, uma análise da Vale e seis ações indicadas por analistas

A semana que termina nos mercados foi marcada pela incerteza quanto ao futuro da incorporadora chinesa Evergrande e seus desdobramentos sobre a economia global. A crise na empresa, que tem um passivo oscilando à beira da insolvência, é consequência do aperto monetário e regulatório sobre o setor promovido pelo governo chinês desde o final do […]

Estimativas

Carrefour (CRFB3) divulga projeção para Atacadão e estima R$ 100 bi em vendas em 2024

A projeção de vendas brutas da rede no exercício social que se encerrará em 31 de dezembro de 2021 é de R$ 60 bilhões

PODCAST MESA PRA QUATRO

Da Conga até o Tik Tok: Gretchen conta de sua carreira artística e como administra seu dinheiro

Aos 60 anos, Gretchen relata sobre sua independência financeira e histórias de família e de carreira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies