2021-11-05T19:11:00-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
A semana em cripto

Bitcoin (BTC) caminha para semana positiva, mas perde espaço para criptomoedas como Polkadot (DOT) e Solana (SOL), que dispararam mais de 20%

Saiba um pouco sobre o que são e o que fazem as duas criptomoedas que mais subiram nesta semana, bem acima do bitcoin

5 de novembro de 2021
11:41 - atualizado às 19:11
Com alta de mais de 20% na semana, o bitcoin ficou no chinelo por essas duas criptomoedas - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O bitcoin (BTC) encerrou o mês de outubro em alta de 40%, e a primeira semana de novembro também deve terminar no campo positivo. Por volta das 10h desta sexta-feira (05), a principal criptomoeda do mercado operava em leve queda de 0,51%, aos US$ 61.591.14 (R$ 343.089,19)

Na semana, o avanço é de 1,00%, mas nada se compara ao crescimento das altcoins, moedas digitais alternativas ao bitcoin. Essas criptomoedas costumam ter movimentos mais intensos de alta e de queda, seja pelo preço unitário mais baixo ou pela popularidade no mercado. 

#CriptoativoPreçoVariação em 24hVariação em 7 dias
1Bitcoin (BTC)US$ 61.591,14-0,51%1,00%
2Ethereum (ETH)US$ 4.502,21-0,89%4,32%
3Binance Coin (BNB)US$ 606,918,63%🥈21,36%
4Tether (USDT)US$ 1,000,01%0,09%
5Solana (SOL)US$ 237,57-0,93%🥉21,12%
6Cardano (ADA)US$ 1,991,52%-0,26%
7XRP (XRP)US$ 1,17-2,93%9,70%
8Polkadot (DOT)US$ 52,00-1,91%🥇22,24%
9Dogecoin (DOGE)US$ 0,26-0,37%-8,51%
10USD Coin (USDC)US$ 1,000,00%0,04%

Vencedora da semana: Polkadot (DOT)

A medalha de ouro da semana vai para a oitava maior moeda digital do mundo em valor de mercado. A Polkadot (DOT) foi criada no boom das ethereum killers, projetos que visavam substituir o ethereum (ETH)

A DOT surgiu com a ideia de ser uma plataforma para unir as blockchains em um único lugar e resolver o trilema da escalabilidade das criptomoedas. Esse problema envolve fazer o projeto crescer (escalabilidade) com segurança e eficiência (taxas mais baixas). 

O ethereum, por exemplo, é uma rede que cresceu muito e conseguiu manter a segurança, mas as taxas de negociação em rede (gas fees) dispararam. Dessa forma, a polkadot desenvolveu as parachains, um ecossistema que permite a criação de projetos que se comunicam com outras blockchains e podem se adequar a cada uma delas. 

A Polkadot subiu 22,24% esta semana, aos US$ 52, apesar do movimento de correção de hoje, uma queda de 1,91%.

Medalhas de prata e bronze

A segunda maior alta da semana, que ganha nas casas decimais, é a da Binance Coin (BNB), a moeda nativa da maior corretora de criptomoedas (exchange) do mundo, a Binance, que também comemora uma alta expressiva na semana.

O CEO da empresa, conhecido como CZ, comemorou em sua conta no Twitter os mais de 2 milhões de usuários ativos na plataforma da Binance. “Isso representa de cinco a dez vezes mais do que outras blockchains”, afirma. 

O crescimento da BNB também se deve a uma atualização recente que “queima” criptomoedas e torna o estoque de Binance Coin limitado. Dessa forma, é possível usá-la como reserva de valor, como uma espécie de ouro digital. 

Por fim, a Solana (SOL) é outra ethereum killer que vem animando os investidores. Essa criptomoeda consegue vencer o problema da escalabilidade do ether ao mesmo tempo que consegue manter as taxas baixas e com segurança. 

Entretanto, alguns analistas afirmam que a blockchain da SOL ainda precisa passar por um “teste de estresse” para realmente provar sua segurança. Apesar do crescimento expressivo nos últimos dias, ainda é uma criptomoeda pouco conhecida, mas com grande potencial, de acordo com analistas.

ETFs de bitcoin e criptomoedas na B3

Aqui no Brasil, os primeiros ETFs com lastro em criptomoedas foram lançados neste ano. Confira o preço dos principais ativos negociados na B3 (por volta das 10h30):

TickerGestoraPreçoVariação
HASH11HashdexR$ 63,68-0,39%
ETHE11HashdexR$ 75,18-2,11%
BITH11HashdexR$ 82,79+0,05%
QBTC11QR CapitalR$ 21,86-0,23%
QETH11QR CapitalR$ 18,44+0,22%

Não deixe de conferir o nosso último Papo Cripto, onde eu converso sobre os principais temas que movimentam os mercados. No programa desta semana, nós conversamos sobre os ETFs dos Estados Unidos e da bolsa brasileira — e qual o melhor deles.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

SACO DE PANCADAS PRESIDENCIAL

Petrobras (PETR4) recua quase 4% após críticas de Lula; petista condenou pagamento de dividendos e política de preços da estatal

Embalados pela alta do petróleo, os papéis operavam em alta mais cedo, mas, após a nova rajada de críticas, passaram a registrar uma queda brusca

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia de realização de lucros e fecha em queda, mas acumula alta de 2,72% na semana; dólar fecha em R$ 5,39

Semana foi marcada pela volatilidade nas bolsas internacionais, mas estrangeiro continuou buscando ações brasileiras