Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-26T18:38:47-03:00
Larissa Vitória
Dias agitados

Novo rali do bitcoin, Elon Musk e mais: 6 fatos que marcaram o mercado de criptomoedas na última semana

Além do principal ativo do universo cripto, que acumula alta de quase 30% nos últimos sete dias, outras moedas digitais também aproveitaram os bons ventos

26 de julho de 2021
17:57 - atualizado às 18:38
Elon Musk Criptomoeda Desconhecida Olhos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Assim como a arte, o mercado financeiro também imita a vida. Se em nossos universos particulares tudo pode mudar em questão de dias, o mesmo acontece com os investimentos.

Veja só o exemplo do bitcoin: no início da última semana a principal criptomoeda do mercado acumulava uma queda de mais de 10%. O ativo recuou para os US$ 29 mil, seu menor patamar em quatro semanas, e quase zerou os ganhos do ano.

Agora, menos de uma semana depois, o bitcoin já deixou para trás o pico negativo e ultrapassa os US$ 39 mil nesta segunda-feira (26). A moeda digital disparou no final de semana e acumula alta de quase 30% nos últimos sete dias.

O ânimo voltou aos mercados graças a uma conjunção de notícias positivas. Além do bitcoin, outras criptomoedas também aproveitam os bons ventos, e a capitalização do mercado cripto avança 9,65% nas últimas 24 horas, segundo o CoinMarketCap.

Onde Investir no 2o semestre de 2021

Baixe já o seu!

Conquiste a sua medalha de investidor com as nossas dicas de onde investir no segundo semestre de 2021 neste ebook gratuito.

Veja quais foram os seis acontecimentos chaves do mercado cripto na última semana:

1. Janet Yellen, secretária do Tesouro dos EUA, pede que reguladores ajam rapidamente na criação de regras para stablecoins

Em um encontro com o Grupo de Trabalho sobre Mercados Financeiros do Presidente (PWG, na sigla em inglês), na última segunda-feira (19), a secretária do Tesouro norte-americano, Janet Yellen, pediu mais agilidade na criação de regras para as chamadas stablecoins.

Diferentemente das criptomoedas, as stablecoins (“moedas estáveis”, em tradução livre) têm lastro em ativos já consolidados no mercado, como ouro e dólar. Durante o encontro, o grupo discutiu, além do rápido crescimento dos ativos, seus potenciais usos como meios de pagamento e possíveis riscos para os usuários.

Yellen, assim como o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, vem pedindo repetidamente a criação de um arcabouço regulatório para as stablecoins. Segundo a nota divulgada pelo Tesouro, a solicitação deve ser atendida pelo PWG nos próximos meses.

2. Co-criador do Ethereum discursa em evento sobre a criptomoeda

Vitalik Buterin, conhecido por ser o co-criador da blockchain ethereum, participou do maior evento anual sobre a moeda digital. A quarta edição da Ethereum Community Conference (EthCC) aconteceu na semana passada em Paris. 

Entre os diversos pontos abordados por Buterin o destaque ficou com o encorajamento para que desenvolvedores da rede trabalhem além do conceito de DeFi, ou finanças descentralizadas. 

O co-criador do ativo salientou, por exemplo, o potencial de redes sociais descentralizadas na blockchain.

Hoje, por volta das 17h45, a segunda criptomoeda mais famosa do mercado subia 5,53%, aos US$ 2.274,22.

3. Elon Musk renova esperanças de pagamentos em bitcoin na Tesla

Durante participação em um evento voltado ao bitcoin na quarta-feira (21), Elon Musk, o CEO da Tesla, animou o mercado ao admitir que a montadora de carros elétricos poderá voltar a aceitar pagamentos em bitcoin caso haja avanço na sustentabilidade da energia empregada na mineração da criptomoeda.

O bilionário também revelou que, dentre seus "investimentos fora da Tesla e da Space X, o bitcoin lidera com vantagem".

"Se o preço do bitcoin cair, eu perco dinheiro", disse o empresário, no evento "The B Word". "Eu posso inflar [o preço da criptomoeda], mas não largo".

Além do bitcoin, veja seis criptomoedas promissoras para ficar de olho em 2021:

4. Jack Dorsey acredita que o bitcoin é a resposta para a paz mundial

Participando do mesmo evento que Musk, Jack Dorsey, o CEO do Twitter, mostrou que não é apenas otimista sobre a criptomoeda, mas tem esperanças de que a moeda digital possa “gerar ou ajudar na criação da paz mundial”.

E não parou por aí: na conferência sobre os resultados do Twitter no segundo trimestre, na quinta-feira (22), o CEO contou que o bitcoin será uma “grande parte” do futuro da empresa.

5. Amazon quer bitcoin no currículo

A notícia de que a Amazon está em busca de um especialista para moedas digitais também agitou o mercado na sexta-feira (23). Apesar de a vaga não apresentar maiores detalhes sobre o setor da empresa que abriu a vaga ou o papel que essa pessoa deve desempenhar, as especulações em torno do cargo não pararam.

Na descrição da posição, a empresa fala em "inovar dentro dos sistemas de pagamentos e financeiros de uma das maiores empresas de e-commerce do mundo".

6. Executivos do tether enfrentam problemas na justiça norte-americana

Os executivos por trás do Tether, stablecoin com lastro no dólar, estão sob investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. De acordo com a Bloomberg, o órgão apura uma possível fraude bancária cometida anos atrás.

A investigação é mais uma na lista de controvérsias da operadora. Além das especulações de que o Tether vem sendo usado para manipular os preços do bitcoin, a companhia fechou, em fevereiro deste ano, um acordo com a Procuradoria-Geral de Nova York, após ser acusada - junto com a corretora cripto Bitfinex - de desviar milhões de dólares para cobrir perdas de US$ 850 milhões na operação.

*Com informações da CNBC

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Exile on Wall Street

O que faz as empresas falharem? Conheça as cinco “assassinas silenciosas” que podem impactar nos seus investimentos

O verdadeiro início da derrocada de uma empresa não pode ser devidamente noticiado pelas finanças ou pelas operações, mas somente dentro do núcleo de cultura corporativa

CAPTAÇÕES BILIONÁRIAS

Localiza, Unidas e Movida vão a mercado em busca de R$ 5 bilhões com emissões de debêntures

Locadoras de veículos se recuperaram rapidamente da crise da covid-19 e buscam recompor o caixa em meio à escassez de componentes no setor automotivo

De olho no dragão

Ministério da Economia eleva expectativa para inflação em 2021; veja qual a nova projeção

A pasta também atualizou as estimativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, utilizado para a correção do salário mínimo

MERCADOS HOJE

Com precatórios e queda do minério de ferro no radar, Ibovespa opera em queda de 1%; dólar avança

Em Brasília, os investidores acompanham de perto as discussões em torno do pagamento dos precatórios e repercutem mais uma queda expressiva do minério de ferro

Logística

MSC quer comprar controle da Log-In (LOGN3), que tem a gestora Alaska como maior acionista; papéis disparam

A proposta da MSC Mediterranean equivale a R$ 25 por ação LOGN3 e pode chegar a R$ 1,8 bilhão; Alaska e Tarpon estão entre os principais acionistas da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies