Menu
2021-03-05T19:58:43-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Gestora sobe o tom

Fundo Verde se protege no câmbio e diz que governo ‘falhou miseravelmente’ em comprar vacinas

O atraso em proteger a população aparece a olhos vistos, e tem consequências óbvias tanto em termos de vidas quanto em termos econômicos, escreveu a gestora de Luis Stuhlberger

5 de março de 2021
13:50 - atualizado às 19:58
Luis Stuhlberger
Luis Stuhlberger, gestor do fundo Verde - Imagem: Murillo Constantino/Quatetto

Em sua tradicional carta mensal aos investidores, a gestora Verde Asset Management, de Luis Stuhlberger, não poupa de críticas a condução do governo de Jair Bolsonaro no combate à pandemia da covid-19.

Diante do aumento do risco, a gestora do lendário fundo Verde decidiu aumentar as proteções do portfólio, especialmente no câmbio.

Para Stuhlberger e sua equipe, a opção política por não adquirir vacinas na velocidade necessária está permitindo que a segunda onda da pandemia atinja níveis sem precedentes e novamente arrisque um colapso do sistema de saúde brasileiro.

“O governo falhou miseravelmente em adquirir as vacinas da Pfizer, Moderna, Johnson & Johnson, só agora, no auge da segunda onda, está buscando fechar as compras. O atraso em proteger a população aparece a olhos vistos, e tem consequências óbvias tanto em termos de vidas quanto em termos econômicos”, escreveu a gestora.

A Verde também criticou a tentativa do Congresso de desidratar a PEC Emergencial, que estabelece contrapartidas para a volta do pagamento do auxílio emergencial à população.

Na visão dos gestores, a abertura de espaços no teto de gastos para o Bolsa-Família “representa um potencial tiro mortal no arcabouço fiscal brasileiro”.

Ainda segundo a gestora, a consequência dessa política se reflete principalmente na desvalorização acentuada do real. O dólar acumula alta de quase 10% no ano em relação à moeda brasileira.

Curiosamente, a carta do Verde não faz menção ao ruído provocado no mercado com a decisão do presidente Jair Bolsonaro de trocar o comando da Petrobras.

Em fevereiro, o fundo Verde — que promoveu recentemente uma disputada reabertura para captações — registrou perda de 0,24%, provocada pela queda nas posições em ações brasileiras e na posição aplicada em juro real.

Os ganhos vieram de posições tomadas em taxas de juros longas na Europa e nos EUA, além da posição em bolsa global e da posição comprada em dólar.

Leia também:

Nos dois primeiros meses de 2021, o Verde registra retorno de 0,43%, contra 0,28% do CDI, o indicador de referência e que segue a taxa básica de juros (Selic). Em toda a história, o fundo acumula rentabilidade de 18.681%, contra 2.230% do CDI. Leia a carta do Verde na íntegra.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies