Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-21T14:48:58-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
bitcoin (BTC) hoje

Criptoressaca: Bitcoin (BTC) cai para a casa dos US$ 62 mil em ajuste após atingir máximas históricas

Depois de bater as máximas históricas, é comum que ocorra um movimento de realização de lucros, assim como acontece com a bolsa de valores

21 de outubro de 2021
14:48
De ressaca, bitcoin (BTC) defende os 62 mil dólares
Depois dos recordes, a principal criptomoeda do mercado recua mais de 5% e bitcoin (BTC) defende os US$ 62 mil - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O aviso sobre a alta volatilidade das criptomoedas é para ser levado a sério. Depois de bater as máximas históricas ontem (20), o bitcoin (BTC) recua 6,18% por volta das 12h desta quinta-feira (21), aos US$ 62.615,05. No acumulado da semana, o retorno ainda é positivo de 9,12%

Em outubro, o bitcoin acumula alta de 43% até o dia de hoje. 

Pressão de venda

A queda de hoje é explicada pela pressão por vendas, em especial de grandes investidores como corretoras de criptomoedas (exchanges). Depois de bater as máximas históricas, é comum que ocorra um movimento de realização de lucros, assim como acontece com a bolsa de valores.

De maneira semelhante, as exchanges também passaram a fazer uma pressão nas vendas, o que derrubou as cotações do mercado. Em um determinado ponto da manhã, as vendas chegaram a quase 30% das negociações dentro da Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo.

Por outro lado, esse movimento se deve às carteiras (wallets) de curto prazo, sendo que a maior parte dos bitcoins estão em endereços de longo prazo, de acordo com o portal Bytb. Em outras palavras, essa queda em tese não deve se sustentar por muito tempo. 

Recorde do segundo lugar

Nem só de bitcoin viverá o investidor de criptomoedas, e o avanço da segunda principal criptomoeda do mercado também chamou a atenção. Na última quarta-feira (20), o ethereum (ETH) voltou a ser negociado no patamar de US$ 4 mil depois de mais de cinco meses.

Hoje o éter avança 0,60% e defende sua posição aos US$ 4.095,04.

O ethereum chegou a tocar as máximas históricas durante a alta do bitcoin ontem, mas a criptomoeda ainda não conseguiu superar a resistência de preço, atualmente em US$ 4.300.

ETFs de bitcoin e criptomoedas na B3

Aqui no Brasil, os primeiros ETFs com lastro em criptomoedas foram lançados neste ano. Confira o preço dos principais ativos negociados na B3 (por volta das 13h):

TickerGestoraPreçoVariação
HASH11HashdexR$ 61,97-4,87%
ETHE11HashdexR$ 86,53-3,09%
BITH11HashdexR$ 22,93-8,77%
QBTC11QR CapitalR$ 16,89+3,91%
QETH11QR CapitalR$ 68,64-2,62%
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Os investidores agora viraram virologistas: os impactos da Ômicron sobre os mercados

Ainda não sabemos o bastante para decidir se esta é uma oportunidade de compra, mas parecemos estar mais preparados como sociedade para enfrentar o problema

VAREJO DECEPCIONADO?

Black Friday supera prévias, mas vendas do fim de semana ainda ainda perdem para os números registrados em 2019

Segundo índice calculado pela Cielo, as vendas cresceram 6,9% em relação ao ano passado, mas foram 3,8% inferiores ao período pré-pandemia

Adeus ano velho

Ano novo, impostos novos! Reforma do IR fica para 2022, confirma presidente do Senado

O governo Bolsonaro pressionava pela aprovação da proposta para financiar o Auxílio Brasil, mas não conseguiu apoio na Casa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Bitcoin e bolsa se recuperam após susto com nova variante, Azul e Latam sobem o tom e outros destaques do dia

Pouco se sabe ainda sobre a nova variante do coronavírus detectada na África do Sul, mas o que veio à público até agora é muito melhor do que o mercado financeiro precificou na última sexta-feira (26). Sem o pânico visto na semana passada, o Ibovespa encontrou forças para abrir a semana em alta.  Um estudo […]

Fechamento do dia

Mercado supera susto com ômicron, e bolsas globais engatam recuperação; Ibovespa sobe com menos força, de olho na PEC dos precatórios

Pesando os desafios fiscais brasileiros, o Ibovespa fechou longe das máximas, mas se recuperou parcialmente do tombo de sexta-feira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies