Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-06T18:13:11-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
bitcoin (BTC) hoje

Hora de vender bitcoin (BTC)? Criptomoeda amplia perdas e é negociada abaixo dos US$ 50 mil pela primeira vez em 5 meses

Os especialistas dão dicas de como sobreviver ao momento mais tenso do mercado em meio às incertezas do dia a dia

6 de dezembro de 2021
12:36 - atualizado às 18:13
Bitcoin em um relógio
Especialistas comentam o "banho de água fria" no mercado de criptomoedas e do bitcoin (BTC) hoje. - Imagem: Canva

O principal assunto do mercado financeiro neste fim de semana foi a forte e abrupta correção no mercado de criptomoedas no último sábado (04), quando o bitcoin (BTC) chegou a recuar mais de 20% em 24h.

Depois de uma tentativa de recuperação no domingo, o movimento continua nesta segunda-feira (06), ainda que com menos intensidade. 

Por volta das 11h, o bitcoin (BTC) recuava 1,56%, cotado a US$ 48.209,46 (R$ 274.413,60), um movimento que contamina todas as demais criptomoedas do mundo: 

#CriptomoedaPreço24h %7d %
1Bitcoin (BTC)US$ 48.209,46-1,56%-15,63%
2Ethereum (ETH)US$ 4.034,13-2,62%-6,83%
3Binance Coin (BNB)US$ 555,52-1,56%-10,40%
4Tether (USDT)US$ 1,000,13%0,08%
5Solana (SOL)US$ 181,91-5,43%-12,32%
6Cardano (ADA)US$ 1,30-3,86%-17,63%
7USD Coin (USDC)US$ 1,000,15%0,01%
8XRP (XRP)US$ 0,7748-3,34%-20,70%
9Polkadot (DOT)US$ 26,2-5,71%-27,09%
10Terra (LUNA)US$ 63,24-9,76%31,69%
Fonte: Coin Market Cap

De acordo com o Coin Market Cap, nos últimos sete dias, o mercado global de criptomoedas perdeu cerca de US$ 300 bilhões, um recuo de 13,6% na semana. Na madrugada de sexta-feira (03) para sábado, a queda foi de US$ 500 bilhões, ou 21,4%, mas houve uma recuperação nos últimos dois dias. 

Uma queda inesperada

Quem buscou uma explicação no noticiário para a abrupta queda do bitcoin no final de semana saiu frustrado. Em um primeiro momento, não havia maiores informações sobre quaisquer notícias que preocupavam o mercado, como o avanço regulatório dos EUA sobre as criptomoedas ou a variante ômicron do coronavírus

Inclusive, o infectologista e conselheiro da Casa Branca, Anthony Fauci, afirmou que a nova cepa da covid-19 causa quadros leves e pouco graves da doença, o que aliviou os mercados tradicionais hoje. 

Mesmo assim, o sábado foi de liquidação-relâmpago de US$ 2,52 bilhões em contratos futuros em aberto (Open Interest, em inglês), o que derrubou o preço do bitcoin para a casa dos US$ 42 mil. Desde as máximas históricas em US$ 68 mil, o bitcoin registra queda de 30%

A cautela que já dominava os mercados tradicionais na semana passada afeta mais intensamente o mercado de criptomoedas pela alta volatilidade desses ativos e pelas negociações 24h todos os dias da semana. 

O movimento de baixa contaminou o sentimento dos investidores, que esperavam um rali de final de ano do bitcoin até os US$ 100 mil. Ao quebrar a barreira de US$ 50 mil, o mercado agora reavalia a possibilidade de recuperação das criptomoedas.

O que fazer nessa situação?

Os fundamentos que impulsionaram o bitcoin até as máximas históricas, além do otimismo com o preço da maior criptomoeda do mundo, continuam iguais, mesmo com o noticiário do dia a dia pressionando as cotações, segundo os especialistas.

“No longo prazo, estamos com uma tecnologia disruptiva, que irá revolucionar diversos mercados. No curto e médio prazos, a gente não entende muito bem os movimentos do Fed, o que quebra o ciclo de otimismo”, comenta André Franco, especialista em criptomoedas. 

Uma alternativa para quem pretende manter sua posição em cripto é comprar stablecoins, as moedas digitais com lastro. Elas são utilizadas como uma forma de manter o poder de compra no mundo das criptomoedas, além de reduzirem os custos de negociação dentro da rede (blockchain).

O mercado de criptomoedas é altamente volátil, e é preciso estudar bem antes de investir em qualquer ativo digital. Mesmo com o otimismo dos investidores, não se sabe até quando o movimento de baixa generalizada pode permanecer.

Para quem está disposto a encarar as fortes oscilações, a indicação é manter uma pequena parcela da carteira em cripto, não mais do que 5% do total.

ETFs de bitcoin e criptomoedas na B3

Você pode clicar aqui para saber mais sobre cada um dos ETFs da bolsa brasileira. Confira o preço dos principais ativos negociados na B3 (por volta das 12h):

TickerGestoraPreçoVariação (24h%)
HASH11HashdexR$ 53,45-6,88%
ETHE11HashdexR$ 68,78-4,29%
BITH11HashdexR$ 66,77-8,66%
QBTC11QR CapitalR$ 17,64-6,32%
QETH11QR CapitalR$ 16,83-1,00%
Fonte: TradeMap

*Colaboraram com esta matéria André Franco, especialista em criptomoedas, e Henrique Teixeira, country manager do Grupo Ripio.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

EXILE ON WALL STREET

Tirando a poeira do tabuleiro de war: é bom ter ações de petroleiras com o preço do petróleo em disparada?

Com os preços de petróleo, tanto do tipo Brent quanto do WTI, atingindo os maiores níveis desde 2014, a ideia de um barril a US$ 100 não parece mais tão distante assim

Mercados Hoje

Ibovespa abre em alta de mais de 1% puxado pelo exterior positivo, e dólar recua a uma semana da reunião do Federal Reserve

Commodities permanecem no radar: minério de ferro avançou na China durante a madrugada, e agentes de mercado já apostam numa alta do petróleo até US$ 100 neste ano

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança próximo da estabilidade e dólar cai de olho no exterior positivo e nos balanços dos bancos de hoje

As commodities permanecem em rota de valorização, com o petróleo e o minério de ferro em destaque hoje

O melhor do Seu Dinheiro

Um guia com 51 investimentos para 2022, a queda das ações tech na B3, Binance e outros destaques do dia

Confira os investimentos mais promissores do ano, além de uma análise completa dos riscos e oportunidades nas principais classes de ativos

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas buscam recuperação lá fora, de olho nos balanços do dia e Ibovespa foca no cenário doméstico

O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem até sexta-feira (21) para decidir sobre o Orçamento e o reajuste dos servidores públicos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies