Menu
2020-03-13T08:01:43-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Tesouro Direto

Taxas dos títulos públicos deram um salto nesta quinta-feira, mas pessoa física não conseguiu comprar

Tesouro Direto permaneceu fechado durante o dia inteiro e pessoa física não conseguiu negociar títulos públicos

12 de março de 2020
19:27 - atualizado às 8:01
Portões fechados com cadeado
Portões fechados: Tesouro Direto não funciona em dia de volatilidade - Imagem: Shutterstock

Com a alta dos juros futuros nesta quinta-feira (12), as taxas dos títulos públicos prefixados e atrelados à inflação deram um salto. Mas devido à ata volatilidade do mercado de juros, as negociações ficaram suspensas durante o dia inteiro, como é praxe nessas situações. Ou seja, o investidor pessoa física não conseguiu comprar títulos com taxas mais atrativas.

Títulos atrelados à inflação voltaram a pagar mais de 4% acima da inflação, sendo que antes os juros estavam na casa dos 2% a 3%. Já os títulos prefixados, que estavam pagando taxas nominais nas faixas dos 5%, 6% ou 7%, dependendo do prazo, passaram a oferecer taxas nas faixas dos 7%, 8% ou 9%.

Isso significa que quem já tinha esses papéis na carteira viu uma desvalorização dos seus títulos, dado que quando as taxas sobem, os preços caem. Quem tinha dinheiro na mão para investir, entretanto, poderia ter aproveitado a alta nos juros para comprar títulos com remunerações mais atrativas - se o mercado para a pessoa física tivesse funcionado, claro.

O Tesouro IPCA+ de vencimento em 2026, o mais curto oferecido no Tesouro Direto, viu sua remuneração saltar de 2,85% para 4,25% acima da inflação. Já o mais longo, com vencimento em 2055 e pagamento de juros semestrais, viu seus juros subirem de 3,76% para 5,17% acima do IPCA.

Entre os prefixados, o mais curto, com vencimento em 2023, viu sua taxa subir de 5,19% para 7,25% ao ano. Já o mais longo, com vencimento em 2031 e pagamento de juros semestrais, viu sua remuneração subir de 7,24% a 9,24% ao ano.

Veja os preços e taxas dos títulos públicos do Tesouro Direto no fim da tarde desta quinta-feira

Os juros futuros dispararam nesta quinta-feira depois que o Congresso impôs uma derrota ao governo que inclusive ameaça o ajuste fiscal e o teto de gastos. As taxas já vinham de um movimento de alta devido ao aumento do risco-país e a disparada do dólar com a aversão a risco devido ao avanço do coronavírus e o choque do petróleo.

O dia foi de caos nos mercados financeiros ao redor do mundo, com quedas nas bolsas e alta na moeda americana. A bolsa brasileira teve suas negociações paralisadas duas vezes, após acionar o mecanismo de "circuit breaker", seu botão de pânico.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Quarentena

Trump estende distanciamento social por coronavírus nos EUA até 30 de abril

Na semana passada, o presidente dos EUA havia sugerido que poderia “reabrir” a economia americana na Páscoa

Situação excepcional

Ministro do STF Alexandre de Moraes atende governo e relaxa exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal

Ao Supremo, a União pedia a relativização das exigências da Lei, devido à situação excepcional do novo coronavírus no País, destacando que o direito à saúde da população deve prevalecer

Balanço

Covid-19: número de mortes por coronavírus no Brasil sobe para 136

Os casos confirmados da doença aumentaram de 3.904 para 4.256. Mantendo o padrão identificado ao longo da semana, 90% tinham mais de 60 anos

Enquanto uns choram, outros vendem lenços

Na contramão do restante da economia, setores essenciais aceleram contratações

Varejistas como supermercados e farmácias, além de hospitais, estão contratando mais diante da pandemia de coronavírus

'rolezinho do presidente'

‘Provocação’ e ‘irresponsabilidade’: parlamentares condenam passeio de Bolsonaro

Saída do presidente aconteceu um dia depois de o ministro da Saúde reforçar medidas de isolamento e pedir que ele não menosprezasse a gravidade da pandemia do novo coronavírus em suas manifestações públicas

Do contra

Bolsonaro cogita decreto que permita volta ao trabalho a todas as profissões

Presidente disse ainda que irá recorrer da decisão judicial que derrubou decreto que permitia funcionamento de lotéricas no Brasil

Mais crédito

BNDES anuncia linha de R$ 2 bi para setor de saúde e prepara medidas para aéreas e setor público

Banco de fomento também fez balanço de medidas anunciadas até agora e reafirmou que será operador de linha de R$ 40 bilhões para pagamento de salários.

Mais paradas

Latam suspende rotas internacionais adicionais até 30 de abril

Em nota, a empresa diz que o valor do bilhete de todos os passageiros com voos cancelados será automaticamente mantido como crédito para futuras viagens

Mais autonomia

Guedes pede estudo para direcionar mais recursos aos municípios que aos Estados para combate ao coronavírus

Em videoconferência promovida pela Confederação Nacional de Municípios, ministro da Economia defendeu maior liberdade para prefeitos disporem de recursos durante combate ao coronavírus

Prioridades

Reabertura do país será decisão de saúde, diz secretário do Tesouro americano

Steven Mnuchin reconhece o aumento do número de desempregados e o declínio do PIB, mas diz que principal objetivo do presidente Donald Trump é a saúde das pessoas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements