Menu
2020-09-19T11:12:40-03:00
Estadão Conteúdo
caso de fevereiro

Guedes ‘excedeu barbaramente’ limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza

Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia ‘insultou’ os servidores públicos

19 de setembro de 2020
11:12
49090427042_7fdb03501a_c
(Brasília - DF, 19/11/2019) Ministro de Estado da Economia, Paulo Roberto Nunes Guedes. Foto: Marcos Corrêa/PR -

A juíza Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia Paulo Guedes ‘excedeu barbaramente’ os limites impostos à sua condição de ministro ao comparar servidores públicos a 'parasitas'.

A declaração foi feita em fevereiro deste ano em evento da Fundação Getúlio Vargas quando o ministro discutia a necessidade de uma reforma administrativa no funcionalismo público.

"O funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação, tem estabilidade de emprego, tem aposentadoria generosa, tem tudo. O hospedeiro está morrendo. O cara (funcionário público) virou um parasita e o dinheiro não está chegando no povo", disse. O ministro foi aplaudido pelos presentes.

De acordo com a juíza Cláudia Scarpa, contudo, Guedes ‘insultou’ os servidores públicos ao pedir que eles ‘não assaltem o Brasil’ e que o grupo ficasse em casa 'com geladeira cheia'.

"O exercício do direito à liberdade de expressão do réu Paulo Guedes excedeu barbaramente os limites impostos pela finalidade econômica e social de um pronunciamento de ministro de Estado, pois atacou - despropositadamente - a categoria dos servidores públicos", afirmou a magistrada.

A juíza pontuou ainda que o ministro ‘violou a honra e a imagem’ dos servidores ao utilizar de 'eufemismos' para rotulá-los de 'parasitas, assaltantes e preguiçosos'.

"Tais manifestações do réu excederam os limites estabelecidos pelos bons costumes, pois não se espera que um ministro de Estado ofenda os próprios agentes estatais", apontou.

Procurada pelo Estadão, a Advocacia-Geral da União informou que irá recorrer da decisão.

Em nota, o presidente do Sindipol-BA, José Mário Lima, avaliou que a justiça foi feita.

"Qualquer cidadão independentemente da sua estatura de poder ou financeira, tem que ter a devida reprimenda quando está errado. A lei é para todos", afirmou. A entidade pretende doar a indenização ao Hospital Santo Antônio, que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), e ao Hospital Aristides Maltez.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

pacote comercial

Brasil e EUA assinam acordo para facilitar comércio e desburocratizar regulação

O Acordo de Comércio e Cooperação Econômica vinha sendo negociado pelos dois países desde 2011, mas estava em hibernação até a eleição do presidente Jair Bolsonaro

Relatório de produção

Vale: Produção de minério vai a 88,676 milhões/toneladas, alta anual de 2,3%

No relatório que divulgou nesta segunda-feira, 19, a companhia informa que está evoluindo com seu plano de estabilização e entregou uma forte produção de minério de ferro no terceiro trimestre.

Buscando eficiência

Infraestrutura anuncia início do plano de incorporação da Valec e EPL

Segundo a pasta, um dos principais objetivos da incorporação é “otimizar os gastos por meio de uma empresa mais enxuta, eficiente e sustentável”.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Segurando o teto

Hoje foi dia de descolamento entre o Ibovespa e as bolsas americanas novamente. E tudo por causa dos impasses que vêm pesando sobre as perspectivas dos investidores nos últimos tempos. Mas desta vez o jogo virou. Foi a bolsa brasileira que se saiu bem, enquanto as bolsas americanas amargaram perdas. Lá fora, o vaivém das […]

Agora vai?

Agora é oficial: CSN entra com pedido de IPO da unidade de mineração

A abertura de capital da unidade da CSN que inclui a mina Casa de Pedra é aguardada há pelo menos uma década, a ponto de ganhar status de lenda urbana no mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Fechar
Menu
Advertisements