Menu
2020-01-11T13:55:11-03:00
De volta ao passado

EUA e China devem realizar encontros semestrais para discutir relações comerciais

Formato de negociação foi utilizado em administrações anteriores, mas havia sido descartada pelas autoridades comerciais do governo Trump

11 de janeiro de 2020
13:24 - atualizado às 13:55
Guerra comercial, China, Estados Unidos EUA
Xi Jinping (China) e Donald Trump (EUA) - Imagem: Shutterstock

Os Estados Unidos e a China concordaram em realizar negociações semestrais para discutir possíveis reformas nas relações comerciais e resolver disputas. Esse formato foi utilizado em administrações anteriores, mas havia sido descartada pelas autoridades comerciais do governo Trump.

O esforço será liderado pelo secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, e, provavelmente, pelo vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, segundo uma autoridade do governo dos EUA e outras fontes a par do assunto. A iniciativa deve ser anunciada na próxima quarta-feira (15), como parte da fase 1 do acordo comercial entre os dois países, que incluirá ainda compras chinesas de bens americanos e algumas reformas no sistema econômico da China. É o primeiro avanço importante na guerra comercial que se estabeleceu nos últimos anos.

As conversas semestrais não devem envolver a fase 2 das negociações, que devem cobrir práticas chinesas consideradas chave, como subsídios corporativos e as atividades de empresas estatais chinesas. O presidente Trump disse recentemente que essas negociações não podem ser concluídas até depois da eleição presidencial, em novembro.

O esforço tem como objetivo discutir questões entre as duas nações e representará uma maneira de as autoridades de todos os níveis dos dois governos se encontrarem e desenvolverem relacionamentos mais profundos. As negociações comerciais tiveram um elenco limitado de participantes de ambos os governos. "É um processo totalmente diferente" das negociações comerciais, disse um funcionário do governo.

*Com Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

covid no brasil

Covid-19: Brasil tem 97.256 óbitos e 2,02 milhões de recuperados

Atualmente, 741.180 pacientes estão em acompanhamento

Resultados que mexem o mercado

Braskem, AES Tietê, SulAmérica: os balanços que vão movimentar o mercado nesta quinta

Resultados financeiros do primeiro trimestre afetam mercado em meio à pandemia

seu dinheiro na sua noite

O fim de um ciclo?

Após um ano de cortes sucessivos, o atual ciclo de queda da taxa básica de juros, a Selic, parece ter chegado ao fim nesta quarta-feira. No início da noite, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou a redução dos juros em 0,25 ponto percentual, para 2,00% ao ano, como já era esperado […]

Novo corte

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 2,00% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central cortou a Selic mais uma vez

Mínima histórica

Banco Central reduz Selic para 2% ao ano e sinaliza fim do ciclo de cortes de juros

Essa foi a nona (e última?) redução consecutiva no atual ciclo de queda da Selic, que começou em julho do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements