Menu
2020-11-23T17:50:09-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
privatizações na agenda

Guedes diz que é preciso privatizar os Correios ‘antes que o ativo se deteriore’

Ministro classificou como importante a rede de entregas da estatal; ele justificou demora em desestatizações e reiterou que auxílio emergencial acaba no final do ano

23 de novembro de 2020
17:39 - atualizado às 17:50
guedes
(Brasília - DF, 22/10/2020) Cerimônia de Formatura dos alunos do Instituto Rio Branco e imposição de insígnias da Ordem de Rio Branco. - Imagem: Foto: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, falou em privatizar os Correios antes que ocorra o que ele vê como uma possibilidade de deterioração dos ativos da estatal.

"Amazon, Magazine Luiza, B2W... Todo mundo quer fazer entregas. É um ativo importante essa rede de entregas [dos Correios]", disse o ministro nesta segunda-feira (23) em live promovida pela Empíricus e a Vitreo.

Correios, Porto de Santos, Eletrobras e PPSA - estatal que administra o sistema de partilha de petróleo do pré-sal - estão em uma lista de privatizações para 2021. Guedes anunciou a intenção de vender as empresas depois de, segundo ele, ter recebido o sinal verde de lideranças políticas.

"Eu acho que já estamos atrasados [no processo de venda das estatais]", disse ele. "Mas dependemos de um eixo político".

O ministro admitiu hesitação de alguns ministérios a respeito da necessidade de se privatizar algumas empresas e disse que a culpa é do próprio governo na demora do processo. "Não conseguimos nos entender para acelerar a pauta".

"Privatizações eram importantes para derrubar a relação dívida/PIB. Mas ainda estamos carregando ativos disfuncionais", afirmou o ministro. Ele voltou a culpar um "acordo de centro-esquerda" no Congresso para travar as desestatizações.

Auxílio emergencial

Outra fonte de preocupação do mercado financeiro, o auxílio emergencial deve terminar no final do ano, segundo promessa repetida nesta segunda por Guedes. "A doença cedeu bastante e a economia voltou com muita força", disse.

O ministro falou que há pressão política pela prorrogação da medida, mas que só vai atuar com "evidências empíricas". "Não adianta criar fatos que não existem", afirmou, referindo-se a um novo avanço da covid-19.

Guedes quis diferenciar o auxílio emergencial de um programa de renda mínima, que o governo chegou a anunciar como "Renda Brasil". "É um programa de outra família e não tem nada a ver com a pandemia", disse.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

agora vai?

Caixa Seguridade retoma análise de oferta de ações

Empresa também pretende aderir ao Novo Mercado, segmento de mais alto padrão de governança corporativa da B3; processo havia sido interrompido no ano passado

balanço do ano

Tesouro Direto encerra 2020 com quase 1,5 milhão de investidores ativos

No último mês de dezembro, a STN registrou 67.839 novos investidores ativos. Ao todo, o Tesouro Direto possui 9,2 milhões de investidores cadastrados

balanço

Apple tem lucro de US$ 28,76 bilhões e recorde de receita no 1º trimestre fiscal

Segundo o gerente financeiro da Apple, o desempenho foi puxado por um crescimento de dois dígitos em todas as categorias de produtos da empresa

seu dinheiro na sua noite

Quando as sardinhas engolem os tubarões

Como bem disse o economista John Maynard Keynes, “os mercados podem se manter irracionais por mais tempo do que você é capaz de se manter solvente”. Isso é especialmente verdade para quem resolve apostar na queda de um ativo e o vende a descoberto. E, nos últimos dias, alguns fundos de hedge americanos sentiram isso […]

MERCADOS HOJE

Ibovespa até tenta, mas discurso de Powell deixa a bolsa no vermelho; dólar vai a R$ 5,40

Cautela com recuperação econômica em escala global levou o Ibovespa a fechar em baixa e dólar acumular uma alta de 1,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies