Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-23T17:50:09-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
privatizações na agenda

Guedes diz que é preciso privatizar os Correios ‘antes que o ativo se deteriore’

Ministro classificou como importante a rede de entregas da estatal; ele justificou demora em desestatizações e reiterou que auxílio emergencial acaba no final do ano

23 de novembro de 2020
17:39 - atualizado às 17:50
guedes
(Brasília - DF, 22/10/2020) Cerimônia de Formatura dos alunos do Instituto Rio Branco e imposição de insígnias da Ordem de Rio Branco. - Imagem: Foto: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, falou em privatizar os Correios antes que ocorra o que ele vê como uma possibilidade de deterioração dos ativos da estatal.

"Amazon, Magazine Luiza, B2W... Todo mundo quer fazer entregas. É um ativo importante essa rede de entregas [dos Correios]", disse o ministro nesta segunda-feira (23) em live promovida pela Empíricus e a Vitreo.

Correios, Porto de Santos, Eletrobras e PPSA - estatal que administra o sistema de partilha de petróleo do pré-sal - estão em uma lista de privatizações para 2021. Guedes anunciou a intenção de vender as empresas depois de, segundo ele, ter recebido o sinal verde de lideranças políticas.

"Eu acho que já estamos atrasados [no processo de venda das estatais]", disse ele. "Mas dependemos de um eixo político".

O ministro admitiu hesitação de alguns ministérios a respeito da necessidade de se privatizar algumas empresas e disse que a culpa é do próprio governo na demora do processo. "Não conseguimos nos entender para acelerar a pauta".

"Privatizações eram importantes para derrubar a relação dívida/PIB. Mas ainda estamos carregando ativos disfuncionais", afirmou o ministro. Ele voltou a culpar um "acordo de centro-esquerda" no Congresso para travar as desestatizações.

Auxílio emergencial

Outra fonte de preocupação do mercado financeiro, o auxílio emergencial deve terminar no final do ano, segundo promessa repetida nesta segunda por Guedes. "A doença cedeu bastante e a economia voltou com muita força", disse.

O ministro falou que há pressão política pela prorrogação da medida, mas que só vai atuar com "evidências empíricas". "Não adianta criar fatos que não existem", afirmou, referindo-se a um novo avanço da covid-19.

Guedes quis diferenciar o auxílio emergencial de um programa de renda mínima, que o governo chegou a anunciar como "Renda Brasil". "É um programa de outra família e não tem nada a ver com a pandemia", disse.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Alta da Selic, bons números da Weg, IPO do Nubank e dividendos da Gerdau: veja o que marcou o mercado hoje

Há cerca de um mês, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a autoridade não mudaria o “plano de voo” a cada novo dado da economia brasileira. Mas, veja só, a realidade obrigou a instituição a recalcular a rota: há pouco, o Copom elevou a Selic em 1,50 ponto percentual, ao […]

Referência em SP

Na corrida do setor de saúde, Rede D’Or (RDOR3) garante fôlego com a compra do Hospital Santa Isabel

O ativo está avaliado em R$ 280 milhões. Porém, conforme explica a empresa, seu endividamento líquido será deduzido na conta final da transação

Ser conservador compensa

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 7,75%

Agora até a poupança ganha da inflação projetada. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom sobre a Selic

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado do Copom a respeito da Selic; a taxa básica de juros foi elevada ao patamar de 7,75% ao ano

CRYPTO NEWS

Sobrevivendo aos altos e baixos do bitcoin: veja sete ensinamentos para os ciclos de criptomoedas

Manter a saúde mental e financeira é um desafio para os investidores do mundo cripto, especialmente em meio ao bull market atual

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies